Monday :: 24 / 11 / 2014

AdemásRSS | Classificados Universia | Notícias | Registo | Tradutor | Miríada XMAPA DEL SITIO

Noticia : Ciência

Próximo ano será rico em eclipses

No próximo ano ocorrerão quatro eclipses solares parciais e dois lunares totais. Portugal assistirá somente a três destes seis fenómenos astronómicos.


ImprimirImprimirEnviar a un amigo Enviar

Já no próximo dia 4, Portugal terá a oportunidade de ver nascer um eclipse solar parcial
Segundo o site da NASA, esta combinação de quatro eclipses solares e dois lunares é rara e acontecerá somente seis vezes no século XXI

De acordo com informações do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto, estão previstos seis eclipses para 2011 (quatro solares parciais e dois lunares totais), dos quais Portugal só poderá assistir a três.

Já no próximo dia 4, Portugal terá a oportunidade de ver nascer um eclipse solar parcial, quando a Lua esconder uma parte da luminosidade do Sol, entre as 6.40 horas e as 11 horas. Este fenómeno será visível em boa parte da Europa, Norte de África e Ásia Central, se o estado do tempo permitir.

Após este eclipse, os portugueses só poderão observar, em 2011, mais dois fenómenos do género.

O primeiro, um eclipse lunar total, em que a Terra estará alinhada entre o Sol e a Lua, será no dia 10 de Dezembro, ao final da tarde, por volta das 17.30 horas. Portugal verá apenas a penumbra da Lua, no desfecho do acontecimento. No entanto, países como a Ásia e a Austrália assistirão ao eclipse na sua totalidade.

O segundo, também um eclipse lunar total, ocorrerá no dia 15 de Junho, das 17 horas até às 23 horas. Mas Portugal irá perder o começo deste eclipse, pois encontrar-se-á em pleno solstício de Verão e, como tal, anoitece mais tarde. Ainda assim, o fenómeno poderá ser observado a partir do início da noite. O Leste de África, Austrália e Nova Zelândia irão perder o fim deste acontecimento.

Além destes, são esperados mais três eclipses solares parciais.

Estes fenómenos estão previstos para o dia 1 de Junho, 1 de Julho e 25 de Novembro.

O primeiro será visível a partir de latitudes elevadas do Hemisfério Norte e os dois últimos apenas serão perceptíveis no Hemisfério Sul.

Segundo o site da NASA, esta combinação de quatro eclipses solares e dois lunares é rara e acontecerá somente seis vezes no século XXI (2011, 2029, 2047, 2065, 2076 e 2094).

A NASA explica, também, que o primeiro e o último eclipse ocorrem sempre em Janeiro e em Dezembro, respectivamente. Acrescenta, ainda, que um eclipse solar só ocorre com a Lua Nova e um eclipse lunar acontece somente com a Lua Cheia.

Para quem não quer perder estes eclipses e não se encontra em nenhum dos locais com boa visibilidade, poderá recorrer ao site da NASA que transmitirá em directo os fenómenos.






RSS   


Comentarios para esta noticia

 

Suscríbete a nuestro boletín de noticias


Publicidad