Notícias

UMinho ganha prémio Europa Nostra 2017 com mestrado internacional

      
UMinho ganha prémio Europa Nostra 2017 com mestrado internacional
UMinho ganha prémio Europa Nostra 2017 com mestrado internacional  |  Fonte: Universidade do Minho

O mestrado internacional em Análise Estrutural de Monumentos e Construções Históricas (SAHC), coordenado pela Universidade do Minho, acaba de ganhar o Prémio da União Europeia para o Património Cultural “Europa Nostra”, na categoria “Educação, Formação e Sensibilização”. Este é um dos principais galardões da área a nível mundial. O programa de mestrado é coordenado por Paulo Lourenço, a quem será entregue o galardão no próximo dia 15 de maio, em Turku, na Finlândia, numa cerimónia oficial que contará com o comissário europeu Tibor Navracsics.

 O SAHC é um programa de ensino de um ano que visa proporcionar formação avançada no domínio da conservação e da reabilitação do património cultural construído. Esta é uma formação única no mundo quando comparada a outros cursos generalistas em conservação do património. “O património cultural construído está em risco devido a uma série de fatores, incluindo a degradação natural, as intervenções humanas, os riscos naturais e as alterações climáticas. A Europa tem sido líder mundial no domínio da conservação de edifícios do património cultural, desde as primeiras abordagens, do Renascimento à Revolução Industrial, até aos dias de hoje”, explica o professor catedrático da Escola de Engenharia da UMinho.

Este mestrado foi financiado pela Comissão Europeia na última década, contando com a coordenação da UMinho, em Guimarães, e envolvendo a Universidade Técnica Checa em Praga (República Checa), a Universidade Politécnica da Catalunha - Barcelona Tech (Espanha) e a Universidade de Pádua (Itália). Tem vindo a receber anualmente cerca de 400 candidaturas para uma média de 35 vagas disponíveis. O SAHC destaca-se pelo seu alcance global, com alunos de 62 países, vindos predominantemente da Europa, mas também dos EUA, Irão, China, Colômbia, Canadá e México. A idade média dos inscritos é de 27 anos, combinando estudantes recentemente graduados com profissionais mais experientes.

Os graduados deste mestrado já ganharam diversas bolsas da Fundação Getty (EUA) e outros prémios com as suas dissertações. Além disso, alguns destes especialistas em Estruturas de Monumentos e Construções Históricas têm sido contratados por empresas internacionais líderes em consultoria para o património construído ou selecionados para programas doutorais nas melhores universidades internacionais.

Leia também mais notícias sobre a Universidade do Minho

Quer saber mais?
Veja todas as notícias


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.