Notícias

5 hábitos de pessoas infelizes a evitar

      
5 hábitos de pessoas infelizes a evitar
5 hábitos de pessoas infelizes a evitar  |  Fonte: Fotos Universia
REGISTE O SEU CV GRÁTIS

REGISTE AQUI

Algumas circunstâncias da vida tornam certamente a sua jornada menos feliz. Mas grande parte da infelicidade vem da forma como encara a vida: os seus pensamentos, comportamentos e hábitos. Veja a seguir 5 hábitos destrutivos que podem trazer-lhe bastante infelicidade (e saiba como retirá-los do seu quotidiano):

1. PROCURAR A PERFEIÇÃO

Será que o caminho para a felicidade é mesmo o da perfeição? Considera que tem mesmo que ser perfeito para ser feliz? Se a resposta é sim, saiba que então a felicidade pode ser bem difícil de encontrar. Estabelecer padrões tão altos para si mesmo faz com que tenha a autoestima em baixo e com que sita constantemente que não é suficientemente bom (mesmo que os seus resultados sejam ótimos).

 Para se livrar dos seus hábitos perfeccionistas siga estas três dicas:

1) Procure ser suficientemente bom

2) tenha um prazo final para cada ação ou situação

3) perceba os custos que a ideia de perfeição tem na sua vida. Tentar ser perfeito acaba por gerar projetos que nunca são terminados, por isso é importante manter estas três dicas em mente.

 2. CERCAR-SE DE NEGATIVISMO

Ninguém é uma ilha. Com quem nós nos socializamos, o que lemos, assistimos e ouvimos tem um grande efeito na forma como nos sentimos e pensamos. É bem mais difícil ser feliz quando se está cercado de vozes negativas. Vozes essas que nos dizem que a nossa vida será, na maior parte das vezes, infeliz, perigosa e cheia de limites.

Tente trocar essas vozes negativas por influências positivas. Isso pode significar ler um livro mais alegre, fazer amizade com pessoas mais positivas ou conversar com alguém de quem é próximo sobre o seu negativismo.

3. PRENDER-SE AO FUTURO E/OU AO PASSADO

Passar muito tempo no passado a pensar nas oportunidades perdidas, memórias dolorosas e conflitos, pode magoá-lo bastante. Passar muito tempo a imaginar na sua cabeça tudo o que pode acontecer de mal no seu emprego, no seu relacionamento e com a sua saúde pode ser ainda pior.

 Claro que precisamos de planear o futuro e de aprender com o passado, mas para superar esse hábito, faça um esforço consciente para estar no presente. Foque-se no seu trabalho, no seu dia ou em qualquer atividade que esteja a fazer. Se necessário, reserve um momento do dia para pensamentos negativos, desta forma consegue isolá-los num momento apenas e impede que extravasem para a sua rotina. Mas mantenha esse tempo curto, por exemplo, 10 minutos.

 4. COMPARAR-SE AOS OUTROS

Comparar a sua vida à vida daqueles que o rodeiam é um hábito extremamente destrutivo. Comparar carros, emprego, sapatos, popularidade e tantas outras coisas na vida real ou através das redes sociais acaba inevitavelmente com a sua autoestima.

 Substitua esse hábito por dois outros: compare-se a si mesmo e seja bondoso. Pense em como cresceu, evoluiu e cresceu ainda mais. Como disse Stacy Porter: “não compare o seu capítulo 1 ao capítulo 20 de alguém”. Aproveite para ser também mais gentil com os outros, ser uma pessoa crítica com aqueles ao seu redor inevitavelmente prejudica também a sua visão de si mesmo.

5. ACREDITAR QUE O MUNDO GIRA AO SEU REDOR, E LIMITAR-SE POR ISSO

Se acredita que o mundo gira ao seu redor e deixa de fazer coisas por causa disso, está a impor grandes limites à sua vida. Fecha-se a coisas novas que poderiam impulsionar o seu crescimento, e é afetado por situações que nada têm a ver com a sua pessoa, só porque acredita que todo o mundo conspira contra si. Mas na maioria das vezes, as pessoas estão só a agir motivadas pela própria vida e nada tem a ver consigo.

Livre-se desse hábito, percebendo que as pessoas não vivem para avaliar a sua vida, e foque-se nas pessoas à sua volta. Não para as julgar, mas para a ouvir e ajudar.

Quer saber mais?
Veja todas as notícias



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.