Notícias

7 formas de ajudar o seu cérebro a estudar melhor

      
7 formas de ajudar o seu cérebro a estudar melhor
7 formas de ajudar o seu cérebro a estudar melhor  |  Fonte: Shutterstock Brasil

O cérebro é uma parte vital na rotina de estudos de qualquer um. Mantê-lo a funcionar bem pode fazer uma grande diferença no rumo do sucesso. A seguir, conheça sete dicas para impulsionar os seus estudos na direção certa:

1 - Exercitar-se algumas vezes durante a semana

Na hora de se preparar para um teste ou exame, nada melhor do que manter o cérebro em forma. Correr, andar de bicicleta, nadar ou qualquer outro desporto que desperte o seu interesse contribui para fortalecer as conexões do cérebro. O resultado disso é a melhoria de competências de aprendizagem e de memória, o que melhora o aproveitamento dos seus estudos. O recomendado é que o exercício dure pelo menos 30 minutos, cinco vezes por semana. Mas se for novo no desporto, talvez uma rotina mais leve nas primeiras semanas funcione melhor, caso contrário, corre o risco de desistir da rotina antes de adquirir o hábito.

2 - Ser criativo

Desde livros de colorir até se aventurar a fazer um novo prato, o importante é fazer coisas novas para encorajar o cérebro a funcionar de maneira diferente.

3 – Apostar em vitaminas e nutrientes

Tomar as vitaminas e os nutrientes certos pode auxiliar o seu cérebro de várias maneiras. O zinco e o iodo contribuem para o trabalho cognitivo normal do cérebro. As vitaminas B6 e B12, assim como ácido fólico, ajudam a prevenir a famosa fadiga que leva o cérebro a querer procrastinar durante os estudos. O Omega-3 e um dos ácidos gordos, o ácido docosahexaenoico, ajudam o cérebro a funcionar corretamente (o que é essencial para a aprendizagem). O seu cérebro ganha muito a partir dos nutrientes encontrados nas seguintes comidas:

Zinco: carne, peixe, legumes, cogumelos, espinafre, brócolos, alho, nozes e sementes, cereais e laticínios. Iodo: bacalhau, algas, peru, iogurte, sardinha, ovos, morangos.

Vitamina B6: porco, galinha, peru, peixe, pão, ovos, vegetais, amendoim, leite e cereais.

Vitamina B12: carne, peixe, laticínios e cereais.

Omega-3: peixe, nozes, sementes e gemas de ovos.

Adicionar todos estes nutrientes pode parecer difícil, mas existem suplementos nutricionais que podem ajudar nesta tarefa. Os benefícios podem demorar a aparecer, por isso torna-se importante começar o mais rápido possível.

4 - Socializar

A socialização é uma parte importante da vida de um estudante, e ela também tem um grande papel no desempenho do seu cérebro. Alguns estudos revelam que conversar, mesmo que durante apenas 10 minutos por dia, ajuda a manter o cérebro otimizado, o que em geral resulta numa memória melhor e num funcionamento mais ágil do cérebro.

5 - Faça uma sesta

A “power nap”, ou a sesta da força, deve durar até 30 minutos para ser efetiva, e deve ser feita durante o dia, no momento do auge do cansaço. Juntamente com uma boa noite de sono, ela fornece o tempo necessário para que o cérebro se prepare para mais um dia de aprendizagem.

6 - Saia da rotina

Tente ser surpreendido pelo menos uma vez por dia. Altere o caminho até a escola, trabalho ou faculdade, faça compras num lugar novo, qualquer pequena diferença na rotina já ajuda o cérebro a melhorar a sua eficiência e produtividade.

7 - Tentar fazer ou aprender alguma coisa nova

As novas experiências ajudam o cérebro a crescer e a guardar informações com mais facilidade. Que tal começar um novo desporto ou aprender uma nova língua? Viajar e participar em eventos culturais também poderá ser a mudança necessária para estimular o seu cérebro.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.