Notícias

Como incluir o trabalho como voluntário no currículo

      
Como incluir o trabalho como voluntário no currículo
Como incluir o trabalho como voluntário no currículo  |  Fonte: Universia

INSCREVA-SE NO PORTAL DE VOLUNTARIADO AJUDAMOS

ENTRE AQUI

Certamente já ouviu dizer que fazer voluntariado lhe pode valer pontos extra no currículo. Não acredita?

Um em cada cinco empregadores contrata funcionários que prestam serviços de voluntariado

Um estudo divulgado recentemente pelo LinkedIn revela que um em cada cinco empregadores contrata funcionários que prestam serviços de voluntariado. No entanto, não basta apenas dedicar-se a algumas causas, há que saber articular esse serviço e apresentá-lo no seu currículo de modo a revelar-se uma mais valia para quem o vai contratar.

Veja como adicionar as atividades de voluntariado no currículo:

Liste todas as competências adquiridas ou desenvolvidas nas suas atividades enquanto voluntário
  1. Por onde começar?
    Comece por listar todas as competências adquiridas ou desenvolvidas nas suas atividades enquanto voluntário. Para além do crescimento pessoal, enquanto voluntário pode desenvolver ou partilhar diversas competências procuradas pelo mercado de trabalho. Se exerceu o cargo de tesoureiro numa determinada associação ou evento, por exemplo, se já coordenou equipas de recolha ou distribuição de alimentos, como por exemplo para  a Reefood ou a Cruz Vermelha, desenvolveu competências de logística, organização e liderança. Reflita um pouco e anote as competências que consegue não só identificar como comprovar e quantificar ao transcrevê-las no seu currículo. Deixe o trabalho falar por si.
    O trabalho que executa enquanto voluntário vai favorecê-lo quando estiver à procura de emprego. Não sendo garantia total para conseguir emprego vai certamente destacá-lo de outros candidatos a uma vaga e igualde de circunstâncias. Basta que deixe a sua experiência falar por si.

  2. O que NÃO fazer? Incluir ações de voluntariado em  organizações pouco claras ou de cariz polarizador
    O trabalho voluntário realizado a favor de organizações consideradas polarizadoras, como seitas religiosas ou com um âmbito pouco claro, pode diminuir as hipóteses de contratação, pois ainda que este tipo de sentimentos não deva interferir nas relações de trabalho, caso o recrutador não simpatize com a causa em questão poderá colocar entraves à sua contratação. Por isso, escolha bem as causas que apoia. Escolha ONGs ou IPSS dentro da sociedade civil cujas causas idóneas e que estejam em conformidade com aquilo em que acredita.
    Associar voluntariado e relações familiares?
    Ainda que não haja nada a apontar, ao associar o trabalho voluntário à sua família no currículo, arrisca a que este não seja bem visto pelos especialistas de recrutamento. Lembre-se que deverá incluir apenas o trabalho de voluntário enquadrado com a vaga que pretende conquistar, deixando de fora experiências que, ainda que sejam muito válidas, nada acrescentam ao seu currículo.

Já conhece o Ajudamos? Clique e informe-se de que forma pode ajudar ou ser ajudado:

Conheça melhor esta nova plataforma de voluntariado



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.