Notícias

Ensino superior no estrangeiro: quando iniciar a candidatura?

      
Prepare a candidatura a uma universidade no estrangeiro com pelo menos seis meses de antecedência
Prepare a candidatura a uma universidade no estrangeiro com pelo menos seis meses de antecedência
  • Os deadlines para a candidatura a uma universidade no estrangeiro são muito diferentes, variando de país, universidade e curso.
  • Quanto mais cedo receber a sua carta de aceitação na universidade, mais tempo terá para organizar detalhadamente a viagem.
  • Prepara-se para os possíveis testes que terá que enfrentar para ingressar numa universidade no estrangeiro.

A candidatura a uma universidade, seja em Portugal seja no estrangeiro, é um processo que exige a reunião de vários documentos, cuja redação e obtenção tendem a ser demorados. No que respeita a processos de candidatura a universidades estrangeiras terá que reunir obrigatoriamente ainda mais documentação de diferentes entidades.

Quanto mais cedo receber a sua carta de aceitação na universidade, mais tempo terá para organizar detalhadamente a viagem.  Atenção aos prazos de candidatura, essenciais para o seu ingresso!

Os deadlines são muito diferentes, variando de país, universidade e curso. Por exemplo, no Reino Unido, a 1ª fase de candidaturas termina em Janeiro e existem universidades que abrem as candidaturas cerca de um ano antes.

Para ter uma noção, Portugal, é dos países da União Europeia onde os alunos se candidatam à universidade mais tarde. Ou seja, se o seu sonho é tirar uma licenciatura ou um mestrado no estrangeiro, não espere pelo fim do secundário ou pela licenciatura. O nosso conselho, é que comece a tratar da sua candidatura, no mínimo, com seis meses antes do início das aulas da universidade à qual se vai candidatar.

Gostava de estudar no estrangeiro?

Procure na Universia

A nossa sugestão é a seguinte:

Antes da candidatura

  • Pesquisar na internet, as universidades do país onde pretende estudar e visita as páginas individuais das instituições;
  • Caso não saiba onde pesquisar, deve contactar algum familiar, amigo ou professor que já tenha estudado no estrangeiro ou então um agente educativo;
  • Considerar elementos como o clima, a localização da universidade, o ambiente, a rede de transportes, o alojamento, o custo de vida, etc;
  • Comparar universidades: universidades de diferentes países e até mesmo universidades do mesmo país têm diferentes estruturas físicas, contextos académicos e metodologias. Recorra aos principais rankings para se decidir.

Durante a candidatura

  • Verificar bem o plano de estudos do curso ao qual se está a candidatar. Verifique se corresponde às suas expectativas e se tem as qualificações necessárias para formalizar a sua candidatura;
  • Contactar o departamento de relações internacionais da universidade para esclarecer todas as dúvidas. Pode enviar um email, contactar por telefone ou até mesmo por mensagem privada nas redes sociais. Não tenha vergonha de perguntar, afinal é para isso mesmo que existem estes canais;
  • Ter um plano B e C caso a primeira opção falhe;
  • Ser honesto;
  • Escrever uma boa carta de motivação que o destaque dos restantes candidatos, permitindo ao responsável pelas admissões conhecê-lo um pouco melhor;
  • Preparar-se para possíveis testes. Dependendo dos requisitos de candidatura, algumas universidades podem solicitar testes adicionais.
  • Organizar-se tendo em atenção todos os prazos!

Conheça também o Ajudamos, o portal de voluntariado Universia.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.