Thursday :: 24 / 07 / 2014

MaisREGISTO | TRADUTOR | MIRÍADA XMAPA DO SITE

Noticia : Iniciativa Banco Santander Totta/Universidade NOVA

7ª edição do Prémio de Jornalismo Económico com inscrições abertas

Se é jornalista e publicou em 2012 trabalhos nas áreas de "Gestão de Empresas e Negócios", "Mercados Financeiros" e "Sustentabilidade Empresarial", este prémio é para si. As candidaturas à 7.ª edição do Prémio de Jornalismo Económico arrancam hoje e prolongam‐se até ao dia 13 de Março


ImprimirImprimirEnviar a un amigo EnviarPDFPDF

prémio-de-jornalismo-económico

7ª edição do Prémio de Jornalismo Económico. Foto: Universidade NOVA de Lisboa

Prémio de Jornalismo Económico arrancam hoje e prolongam?se até ao dia 13 de Março

O Prémio de Jornalismo Económico é uma iniciativa conjunta da Universidade NOVA de Lisboa e do Banco Santander Totta para promover a qualidade da criação jornalística, distinguindo os melhores trabalhos de imprensa escrita e electrónica em três áreas específicas. Nesta edição, o Presidente do Prémio é o Reitor da Universidade NOVA de Lisboa, o Prof. Doutor António Bensabat Rendas, e o Vice‐Presidente do Prémio, o Dr. António Vieira Monteiro, Presidente Executivo do Santander Totta.

Para trabalhos relacionados com as múltiplas disciplinas da Gestão, os jornalistas podem concorrer na categoria de “Gestão de Empresas e Negócios”. Para os artigos que abordam os diferentes mercados financeiros e os valores mobiliários a eles associados, os jornalistas podem candidatar‐se na categoria de “Mercados Financeiros”. Por fim, o Prémio inclui a categoria de “Sustentabilidade Empresarial” para os trabalhos que retractem o tema da sustentabilidade empresas nas suas mais diversas componentes, como a relação das empresas com a sociedade e o meio ambiente, a própria marca, a forma de governance e a relação com os stakeholders.

Na 7.ª edição, cuja organização está a cargo novamente da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH) da NOVA, podem concorrer todos os jornalistas que tenham publicado artigos na comunicação social (impressa ou electrónica) numa destas áreas, no ano de 2012. Para tal, devem fazer uma pré‐inscrição no site do Prémio até ao dia 13 de Março e formalizar a candidatura, enviando a documentação necessária no espaço de cinco dias úteis.

O melhor trabalho concorrente às três áreas receberá o “Grande Prémio”, com um valor pecuniário de 15.000 euros, sendo igualmente o vencedor da correspondente área a que se candidatou. Os outros prémios, cada um com um montante de 7.500 euros, distinguirão o melhor artigo das respectivas áreas.

Para avaliar e definir os trabalhados vencedores foi constituído um júri com distintos professores e jornalistas: Prof. Doutor João Sàágua (Presidente do Júri e Director da FCSH/NOVA), Prof. Doutor José Rodrigues dos Santos, Dr. Sérgio Figueiredo, Dr. Francisco Sarsfield Cabral, Prof. Doutor José Albuquerque Tavares, Prof. Doutor Paulo Pinho e Dra. Conceição Zagalo.

Ao longo dos últimos seis anos, foram distinguidos vários jornalistas de diferentes órgãos de comunicação social que assim viram o seu nome e trabalho reconhecido. Na última edição, os jornalistas Rui Peres Jorge, Elisabete Miranda, Maria João Gago, André Veríssimo, Paulo Moutinho e Maria João Babo, do Jornal de Negócios, foram os vencedores do Prémio de Jornalismo Económico 2012, com o trabalho “E se Portugal saísse do Euro?”. Anabela Campos, Joana Madeira Pereira, João Silvestre e Margarida Fiúza, do jornal Expresso, e Alexandra Correia e Mário David Campos, da revista Visão, foram também distinguidos, respectivamente, nas categorias de Gestão de Empresas e Negócios e Sustentabilidade Empresarial.







RSS   


Comentarios para esta noticia

 

Publicidad