Notícias

Frases proibidas num processo de recrutamento de emprego

      
Frases proibidas num processo de recrutamento de emprego
Frases proibidas num processo de recrutamento de emprego  |  Fonte: Shutterstock
Notícias Seu Emprego, Universia Brasil

DICAS DE RECRUTAMENTO

Os Técnicos do Universia Emprego deixam algumas dicas sobre como conseguir emprego, como funciona o mercado de trabalho e o desenvolvimento profissional. Acompanhe a série

Registe o seu CV grátis

Registe aqui

Todos nós sabemos que os processos de recrutamento são altamente concorridos e todas as fases são bastante competitivas. Perante esta realidade, qualquer deslize, por mais pequeno que seja, poderá ser considerado um fator eliminatório. Sabendo que estão em constante avaliação, os candidatos devem ter cuidado, sobretudo na fase final do processo, quando chegam à parte das entrevistas. Esta fase vai ser decisiva e ainda que as perguntas feitas pelos técnicos de recrutamento lhe possam soar clichês, as respostas dadas devem ser autênticas para que façam toda a diferença.

Se tem uma entrevista de emprego agendada para breve fique a conhecer algumas frases que os bons profissionais nunca podem citar durante as etapas de um processo de recrutamento, caso não queiram ser eliminados:

“NÃO SEI”

Nunca diga taxativamente “não sei” durante um processo de recrutamento, a resposta deverá ser sempre “vou tentar saber”. O desinteresse pelo desenvolvimento profissional é um dos principais critérios de eliminação.

“EU SÓ PRECISO DE UM EMPREGO”

O desespero é algo que nunca deverá transparecer. Um candidato nunca deverá mendigar por um posto de trabalho. Uma coisa é a confiança para eventualmente fazer algo em outra área, outra totalmente diferente será o desespero. Cuidado, pois os técnicos de recrutamento podem interpretá-lo de forma errada.

“ESTÁ NO MEU CURRÍCULO”

Quando questionado sobre algo que efetivamente está no seu currículo, um candidato nunca deverá responder ao técnico de RH que o está a entrevistar para consultar o currículo, mas sim explicar e desenvolver um pouco mais sobre a experiência ou a competência em questão.

“NÃO CONHEÇO A EMPRESA”

É dever do candidato estudar a empresa para a qual se está a candidatar e o mercado na qual esta se encontra inserida. O candidato poderá eventualmente ser questionado sobre o porquê de ter escolhido a organização e quais são as suas perspetivas de carreira dentro da empresa. Quem não tentou informar-se melhor sobre a empresa e o ramo em que está inserida, não saberá responder de forma adequada e transparente.

“QUAIS OS REQUISITOS DA VAGA?”

Também é obrigação do candidato informar-se sobre os requisitos da vaga antes de se candidatar. Se demonstrar que se inscreveu sem saber ao que ia, poderá ser eliminado nesse exato momento.

“NÃO”

Negar algo durante o processo de recrutamento pode ser prejudicial para o candidato ou demonstrar falta de interesse na vaga. Procure ser flexível nas respostas a algumas perguntas e, quando indagado sobre algo que não sabe, nunca diga que não sabe ou que não quer responder, mas sim que se vai informar melhor a esse respeito e que procurará aprender.

“DESCULPE”

A não ser que tenha errado de forma irreparável, um candidato não deve passar a entrevista toda a desculpar-se por eventuais deslizes ou pequenos erros.

“EU ODEIO A MINHA EMPRESA ANTERIOR”

Um candidato que cita apenas experiências negativas em empresas anteriores nunca será levado a sério. Quando questionado sobre os motivos da sua saída, deve evitar envolver-se emocionalmente, mas sim utilizar respostas como “não era um ambiente adequado para meu desenvolvimento profissional”, “não era o que eu estava à espera”, “o meu perfil não era adequado à cultura da empresa”, entre outros. Nunca, mas mesmo nunca, demonstre ódio em relação a empregos e diretores anteriores.

“O QUÊ?”

Durante o processo de recrutamento a concentração é fundamental. Passar o tempo todo a revelar que não percebeu o que queriam dizer revela falta de atenção e de interesse.

“NADA”

Nunca responda “nada” a alguma pergunta. Além de vaga, a resposta também demonstra desinteresse. Procure contornar quando não tiver nada para responder: “ainda não fiz, mas posso fazer”, por exemplo.

“O MEU MAIOR INTERESSE NA VAGA SÃO OS BENEFÍCIOS”

Quando um candidato responde que está mais interessado nos benefícios do que no desenvolvimento profissional que a vaga propõe, tende a ser interpretado como instável. Ou seja: se outra empresa lhe oferecer melhores condições financeiras, mesmo que já tenha assinado o contrato, poderá desistir a favor de uma oferta melhor.

Agora, destacamos outros pontos aos quais deverá TER MUITA ATENÇÃO:

ERROS DE PORTUGUÊS

Treinar bem o português antes de participar nos processos de recrutamento é fundamental para não cometer erros graves no momento crucial de se posicionar.

GÍRIAS

Ainda que seja comum utilizar as gírias no dia a dia, algumas expressões acabam por passar durante as entrevistas. O candidato deve estar atento às mais comuns, como “pronto” – basta pensar bem antes de falar.

PALAVRÕES

Os palavrões não são aceites em nenhuma ocasião. Podem demonstrar desrespeito e má educação.

Todas as notícias


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.