Notícias

A verdadeira fábrica de brinquedos reciclados do Pai Natal está na Universidade de Aveiro

      
Fonte: Reprodução

Sharetoy é o nome da iniciativa da responsabilidade dos estudantes do IEEE Student Branch da UA e do Núcleo de Robótica Diversificada (NERD) do DETI que pretende reabilitar brinquedos em segunda mão e estragados nas oficinas do Departamento de Eletrónica, Telecomunicações e Informática (DETI) da Universidade de Aveiro (UA).

Leia também:
» Todas as notícias sobre educação, carreira e emprego

Carros, motas, comboios, aviões, bonecas, peluches, jogos e instrumentos musicais eletrónicos para todos os gostos aguardam que os estudantes os arranjem para que na noite de Natal ganhem uma segunda vida nas mãos de crianças economicamente mais desfavorecidas. A iniciativa junta a solidariedade à possibilidade dos futuros engenheiros eletrónicos aplicarem os seus conhecimentos em casos reais.

Numa primeira fase, esta iniciativa - Sharetoy - apelou à comunidade académica que doasse brinquedos usados, mesmo que estragados. Depois do diagnóstico às várias centenas brinquedos e jogos oferecidos e reparar os muitos que, por estarem estragados, estavam já prontos para ir para o lixo, estes vão ganhar uma nova vida junto de um novo dono.

“Para além de querermos melhorar o Natal de muitas crianças com a entrega dos brinquedos recolhidos, queremos também que esta iniciativa tenha um caráter pedagógico para os estudantes da UA”, apontam os responsáveis pela iniciativa Pedro Magalhães e Miguel Ferreira, respetivamente do IEEE Student Branch da UA e do NERD. Para quem ainda quiser participar, seja com a entrega de brinquedos, seja com uma mãozinha, os estudantes lembram que há vários pontos de recolha espalhados pelo campus e que toda a ajuda nas oficinas, que abrem as portas todas as quartas feiras, é muito bem-vinda.

“Por vezes esquecemo-nos das dificuldades que algumas famílias sentem e o quão difícil é despender algum dinheiro em brinquedos para as crianças”, lembram. Por isso, “o ShareToy pretende dar um sorriso a essas crianças enquanto cultiva a partilha de experiências e de conhecimento entre os estudantes”.

O trabalho de reparação envolve várias dezenas de estudantes, sobretudo do Mestrado Integrado em Engenharia Eletrónica e Telecomunicações, e está a decorrer desde novembro naquela que é uma autêntica fábrica de montagem e reparação de brinquedos. No espaço improvisado no DETI há mesmo vários ateliers – entre o de impressão e modelação 3D, o de limpeza e costura, o de adaptação, diagnóstico e o de reparação eletrónica - por onde, e dependendo da área de interesse, os estudantes podem escolher dar o seu contributo.

Para além das reparações, os estudantes estão também a adaptar brinquedos eletrónicos de forma a que possam ser utilizados por crianças com necessidades educativas especiais.

Os brinquedos angariados, reparados e adaptados vão em breve ser doados à Pediatria do Hospital Infante D. Pedro, em Aveiro, e à Cáritas Diocesana, também de Aveiro, instituições que vão fazer chegar os presentes às crianças de famílias que, de outra forma, não teriam possibilidade de preencher os sapatinhos.

Saiba mais sobre esta ação nesse link.

Se estudas ou estudaste na Universidade de Aveiro ajuda-nos a avaliar esta instituição de ensino superior e ajuda outros a fazerem uma escolha consciente sobre que curso escolher e Instituição de ensino superior frequentar.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.