Notícias

Mestrado Integrado em Medicina da Universidade do Algarve com candidaturas abertas até 6 de fevereiro

      
Mestrado Integrado em Medicina da Universidade do Algarve com candidaturas abertas até 6 de fevereiro
Mestrado Integrado em Medicina da Universidade do Algarve com candidaturas abertas até 6 de fevereiro  |  Fonte: Shutterstock

Encontram-se a decorrer as candidaturas à 9ª edição do MIM, o Mestrado Integrado em Medicina da Universidade do Algarve.

Para a edição do ano letivo 2017/2018, o Mestrado Integrado em Medicina da Universidade do Algarve tem disponíveis 48 vagas e os interessados devem entregar a sua candidatura até ao dia 6 de fevereiro. Recordamos que este curso, centrado num método de aprendizagem inovador, Problem Based Learning (PBL), destina-se apenas a alunos já licenciados.

Desde a sua criação já saíram formados da UALG mais de 200 médicos que estagiaram em unidades hospitalares públicas do Algarve, e muitos destes já estão a exercer a sua profissão em hospitais da região.

O modelo estruturante do curso é o PBL e, ao contrário dos modelos pedagógicos tradicionais, utiliza um caso real e desconstrói-o até à sua essência. Fazendo-o, leva os alunos a estudar as ciências básicas e clínicas, mas de forma integrada, no contexto do caso clínico e muito mais próximo da realidade que os futuros médicos vão encontrar nos hospitais e centros de saúde.

O contacto com os pacientes inicia-se logo na segunda semana de aulas e é uma constante até ao último dia do curso. Nos dois primeiros anos, os alunos estão um dia por semana em vários centros de saúde do Algarve, desenvolvendo um contacto fundamental com o que deve ser o centro da formação médica: os Cuidados de Saúde Primários. Já nos dois últimos anos (3º e 4º) iniciam-se as rotações hospitalares e os alunos estão diariamente em contexto hospitalar, integrados nas equipas médicas dos vários serviços clínicos.

Os alunos do MIM UAlg não têm contacto apenas com os hospitais algarvios, procuram sempre as melhores garantias de formação no resto do País. Estes quatro anos de rotações clínicas têm uma outra característica única e exclusiva: um rácio de um para um entre aluno e tutor clínico, o que é sempre uma mais-valia.

O MIM-UAlg dispõe de variados e modernos modelos/simuladores clínicos que permitem praticar, simulando em segurança muitos dos procedimentos clínicos que um médico tem de dominar e que, posteriormente, serão aplicados em situações reais nos estágios.

Durante o curso, os alunos são ainda confrontados com um aliciante desafio: realizar um Elective, que deverá ser umestágio médico numa realidade diferente daquela em que estão normalmente incluídos, em áreas médicas distintas daquelas com que contactam nos estágios curriculares, preferencialmente fora de Portugal. Os alunos seguem à risca este princípio e, durante oito semanas, vão realizar o seu Elective para locais tão distintos como a Índia, Timor, Brasil, Estados Unidos, Israel, Reino Unido, entre outros, onde têm oportunidade de observar e de praticar medicina em países com culturas e credos aparentemente tão diferentes.

Todas as notícias


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.