Notícias

Ser corretor de bolsa: A profissão sonhada

      
Os bancos e as sociedades corretoras dispõem de profissionais especializados como os corretores da bolsa
Os bancos e as sociedades corretoras dispõem de profissionais especializados como os corretores da bolsa
  • Um corretor de bolsa de sucesso pode ser bem remunerado, mas não te iludas com a ideia de que vais conseguir ganhar dinheiro fácil.
  • Economia, finanças, contabilidade ou administração de empresas são cursos indicados para um corretor da bolsa.
  • Um profissional deste setor pode trabalhar muitas horas de seguida, sem horários definidos.

Os livros e o cinema têm mitificado a profissão de corretor da bolsa e alguns jovens sonham desempenhar o seu próprio papel no mundo das finanças. Filmes que versam o tema como “O Lobo de Wall Street”, protagonizado por Leonardo di Caprio, enchem as salas de cinema e são um sucesso de bilheteira. O corretor da bolsa está no TOP das profissões melhor pagas em Portugal, segundo um estudo desenvolvido pelo Diário Económico.

Mas se pensas seguir a carreira de corretor de bolsa não te iludas com a ideia de que vais conseguir dinheiro fácil e viver dias de glamour. Fica a conhecer uma visão realista desta profissão que exige uma ampla e exigente formação.

O que significa ser corretor da bolsa?

Um corretor da bolsa é um consultor financeiro que orienta – empresas ou pessoas – sobre os investimentos adequados e as operações a realizar nos mercados financeiros. Em outras palavras, tenta oferecer as melhores rentabilidades aos seus clientes através dos seus conselhos. O trabalho do corretor começa quando o cliente compra um ativo e acaba no momento em que o vende.

Outra das tarefas importantes do corretor é colaborar na colocação de novos valores no mercado, o que significa que as empresas que começam a ser cotadas em bolsa recorrem a estes profissionais para tentar encontrar compradores para as suas ações.

Onde e como trabalha um corretor da bolsa?

Os bancos e as sociedades corretoras dispõem de profissionais especializados como os corretores da bolsa que não só asseguram a intermediação das ordens dos investidores junto da bolsa, como podem prestar assistência na escolha dos investimentos a fazer.

Os investidores financeiros individuais podem também recorrer um consultor financeiro para decidir como e onde investir. Pelos serviços prestados, o corretor cobra uma comissão por cada investimento realizado, ou um valor anual correspondente a uma percentagem do total de ativos que gere ou ainda uma combinação dos dois.

O que nunca deves esquecer…

Um bom profissional deste setor deve ter amplos conhecimentos de micro e macro economia, finanças, contabilidade, administração de empresas e até matemáticas. O domínio de línguas também é muito importante.

Gostavas de estudar finanças?

Procura cursos na Universia

Nesta área pode ser interessante obter um MBA para abrir mais portas no mercado de trabalho. É frequente que as corretoras de valores imobiliários contratem jovens candidatos a corretores para estagiar quando estão no último ano da faculdade.

Um corretor da bolsa nunca deve estar desatualizado, acompanhar os mercados financeiros e as notícias deste setor é um requisito imprescindível para os jovens que sonham trabalhar nesta área. Ler livros especializados também é uma boa ideia.

Não te esqueças que esta é uma profissão de grande pressão que pode exigir trabalhar intensamente e fora de horas. Afinal em causa está o dinheiro dos outros e existem biliões de fatores que podem influenciar os ganhos e perdas.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.