Notícias

5 mitos sobre a escolha da carreira em que não deves cair

      
De 10 alunos que começam um curso, apenas três acabam satisfeitos com a escolha inicial
De 10 alunos que começam um curso, apenas três acabam satisfeitos com a escolha inicial
  • Estudar com detalhe os cursos é uma rede de segurança para escolher a melhor carreira.
  • A indecisão quanto às áreas que verdadeiramente apaixonam o estudante é um dos fatores que mais stress causa na hora de escolher a carreira.
  • Para além dos cursos universitários, a formação profissional pode também dar boas perspetivas de futuro ao nível da carreira.

Para alguns estudantes escolher uma carreira é muito difícil pelos mais variados fatores: medo de não conseguir a média de entrada do curso e universidade pretendida, ter várias opções em mente, mas nenhuma o apaixonar de verdade, receios de que a profissão escolhida não corresponda às expetativas ou hesitar entre diferentes universidades e não saber qual será melhor para o seu futuro.

Gostavas de entrar na universidade?

Procura cursos na Universia

Esta é uma decisão importante e é normal que as dúvidas possam surgir. Para que esta escolha se torne mais clara, fica a conhecer os 5 mitos principais que são culpados por tantos estudantes  acabarem insatisfeitos e substitui estas ideias erradas por estratégias eficazes que te podem ajudar a seguir pelo melhor caminho.

Mito n º 1 – Escolher a carreira não depende de uma lotaria

Se a carreira dos teus sonhos tem uma nota de entrada elevada que não sabes se vais alcançar, o stress será muito grande. O estudante sente como se todo o seu futuro dependesse de uma lotaria cruel, mas a verdade é que o curso que estudamos não é tão importante quanto o objetivo que queremos atingir.

Se formos claros sobre a nossa meta, podemos desenvolver uma estratégia para alcançá-la, mesmo se não tivermos a média para estudar na nossa primeira escolha. Por exemplo, para seres jornalista podes licenciar-te em comunicação social, mas também em áreas cujo o conhecimento é muito necessário nesta área como a economia ou direito.

Mito nº 2 - Já sei o que quero estudar, não preciso de procurar mais

Mas o que acontece se começar os meus estudos e não é como esperava? Este é um medo razoável, na medida em que ninguém quer entrar na universidade para perceber que o plano de estudos não o preenche.

Os estudos indicam que de cada 10 alunos que começam um curso, apenas três acabam satisfeitos com a sua escolha inicial, sendo que os restantes mudam ou abandonam o curso ou aguentam até ao fim mesmo insatisfeitos.

Na maioria dos casos, é possível evitar uma má escolha se estiveres disponível para investir tempo e esforço. Só tens que investigar a fundo os estudos e universidades que estás a considerar.

Mito nº 3 - Até iniciar os estudos, é impossível saber se realmente gosto

Com algum esforço podes ter uma ideia muito concreta do programa de estudos que estás a pensar escolher. Vai para além das aparências e investiga para além do título do curso ou do que ouviste de amigos ou conhecidos. Este é um dos mais erros que faz com que milhares de estudantes se arrependam do caminho que decidirão seguir.

A mesma licenciatura leccionada em duas universidades diferentes pode ter um planos de estudos diferente, professores com maior ou menor qualidade, para além de um ambiente estudantil muito próprio. Cada curso é um mundo e cada universidade também. Para teres uma ideia do que vais enfrentar deves ler muito e ainda mais conversar com estudantes, professores e ex-alunos.

Mais vale dedicar muitas horas a investigar minuciosamente as carreiras e universidades que te interessam do que perder um ano inteiro, porque descobriste que a realidade é diferente do que imaginavas.

Mito nº 4 - Tenho que encontrar a minha paixão para poder escolher uma formação que me preencha

Este é um dos mitos que causa mais stress, porque a maioria das pessoas não sabe qual é a sua paixão. Obviamente, há pessoas que, desde jovens, sabem exatamente ao que querem dedicar a sua vida. Se és um deles, parabéns.

Mas se não te enquadras nestes sortudos, não te preocupes. Não precisas saber qual é a tua paixão para fazer boas escolhas e estares preparado para o futuro.

Estudos sobre este assunto mostram que para a maioria a paixão por uma área de estudo ou trabalho surge depois de experimentar coisas diferentes para descobrir o que mais se gosta. Se, no momento, não há algo que te apaixone, podes escolher uma área de que simplesmente gostes.

É importante teres em conta os objetivos que tens para o teu futuro profissional. O que estudas é apenas um primeiro passo, mas deve seguir na direção certa dos teus objetivos.

Mito 5 - Preciso de um diploma universitário para ter um bom emprego

No passado, era mais verdade do que agora. A universidade não é garantia de um emprego bem remunerado. Uma das principais alternativas a uma carreira universitária é a formação profissional que oferece possibilidades de especialização e rapidez na concretização dos objetivos.

Segundo a OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Económico), dois terços dos empregos criados até 2020 estarão relacionados com a formação profissional e um terço dos postos criados até 2019 na União Europeia exigirá uma qualificação de menos de quatro anos.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.