Notícias

Porque é importante continuar a aprender depois de terminar o curso?

      
A obtenção de um diploma universitário já não é sinónimo de ascender na escada corporativa
A obtenção de um diploma universitário já não é sinónimo de ascender na escada corporativa
  • A aprendizagem continua é um dos segredos para conseguir vencer no mercado de trabalho atual.
  • Hoje em dia não basta apenas ter um curso superior, é muito importante ir atualizando competências.
  • Cada vez mais as empresas valorizam menos o título académico e mais outros aspetos como experiências diferentes e proatividade.

aprendizagem ao longo da vida, mesmo depois de estarem concluídos os estudos universitários, é fundamental para o desenvolvimento pessoal, social e profissional.  Numa sociedade em constante mudança assume ainda mais importância que os profissionais desenvolvam os seus conhecimentos, competências e atitudes.

Título universitário já não tem assim tanta importância

No mundo profissional, a obtenção de um diploma universitário já não é sinónimo de ascender na escada corporativa e ter uma carreira de sucesso. Ric Edelman, fundador e presidente executivo da Edelman Financial Services, uma das principais empresas de consultoria financeira dos Estados Unidos e autor do livro The Truth About Your Future: The Money Guide You Need Now, Later, and Much Later, realça precisamente esta ideia.

"A noção de ir para a universidade e emergir aos 22 anos com um diploma num campo e uma especialização a que o estudante se irá dedicar durante o resto da sua carreira profissional foi-se", afirmou Edelman ao Business Insider numa entrevista ao vivo no Facebook. “Ao contrário, o que está em causa não é um diploma universitário, mas a aprendizagem ao longo da vida."

Carreiras mais longas exigem maior atualização

Edelman considera que esta mudança acontece devido ao aumento da esperança e qualidade de vida, permitindo às pessoas terem carreiras mais longas, sendo que os avanços na tecnologia também significam que as habilidades e conhecimentos ensinados na universidade, em concreto os que estão relacionados com a ciência e tecnologia, se tornam obsoletos mais depressa do que no passado.

Queres atualizar competências?

Procura cursos na Universia

Futuros padrões de vida cíclicos

O especialista realçou também que os padrões de vida cíclicos são cada vez mais comuns e vão alternando entre a aprendizagem, o emprego e o lazer. “Neste momento são as chamadas licenças sabáticas, em que as pessoas ficam fora do trabalho durante um mês. A maioria dos funcionários vai tirar férias sabáticas que não duram algumas semanas, mas alguns anos”, considera Edelman.

Este autor é da opinião que vamos frequentar a escola, depois conseguir um emprego, a seguir tirar alguns anos de folga, voltar a frequentar o ensino e depois arriscar uma carreira totalmente nova. O especialista realça que este será um novo estilo de vida que nos forçará a “repensar completamente” o nosso futuro, mas será também uma nova realidade em que será “mais fácil do que nunca ganhar dinheiro” por causa da economia partilhada.

As pessoas em vez de estarem a poupar dinheiro para a reforma, podem economizar para metas específicas, como voltar para a escola ou participar de um workshop ou aula para obter novas habilidades e fontes de rendimento.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.