Notícias

A ode à curiosidade de Francis Mojica

      
“A ciência é uma forma de vida
“A ciência é uma forma de vida"
  • Mojica e a sua tecnologia CRISPR culminaram dois dias de conferências enriquecedoras.
  • O encerramento do IV Encontro de Reitores da Universia reavaliou o papel dos investigadores na universidade espanhola.
  • Homenageou também o esforço de investigadores e professores anónimos que "não são notícias" diariamente.

“A ciência é uma forma de vida". Este foi o início do discurso de encerramento do IV Encontro Internacional de Reitores Universitários, realizado em Salamanca, nos dias 21 e 22 de maio. Mais de 600 reitores testemunharam três painéis de apresentações sobre o mundo digital, investigações na Universidade e a contribuição desta instituição para o desenvolvimento social.

A apresentação final foi da responsabilidade de Francis Mojica, investigador espanhol e inventor do sistema CRISPR, candidato ao Prémio Nobel de Medicina por vários anos devido às suas pesquisas. É professor titular do Departamento de Fisiologia, Genética e Microbiologia da Universidade de Alicante.

Mojica, além de resumir todos os marcos alcançados pela CRISPR, apelou para a importância da pesquisa nas universidades e para o trabalho essencial de todos os professores que "não aparecem nos noticiários". Um trabalho que é fundamental no desenvolvimento da ciência e na importância da investigação no campo universitário.

O que é a tecnologia CRISPR?

As utilidades deste sistema de imunidade que as bactérias apresentam, um escudo contra os vírus que ameaçam sua destruição, são infinitas. O CRISPR permite proteger estas bactérias em outros organismos e, posteriormente, permite a edição do mesmo DNA em seres humanos.

Essa tecnologia molecular revolucionou a ciência, indo além da fronteira dos jornais científicos com milhões de referências publicadas na Internet. O sistema desenvolvido por Mojica na Universidade de Alicante abriu a possibilidade de editar e reescrever a informação genética. Em qualquer nível e organismo vivo: plantas, bactérias, animais ... e seres humanos.

Biologia molecular ao serviço do ser humano

O CRISPR alcançou tal magnitude que permite editar o genoma humano a partir da sua forma mais primária: um embrião. A prevenção e cura de doenças provocadas por mutações genéticas também é possível graças a este método.

Esta descoberta permitiu, entre outras listas extensas de sucessos, atrasar o amadurecimento das frutas e tornar resistente certas culturas contra pragas e pesticidas. Não se trata de criar alimentos geneticamente modificados, segundo as legislações, mas não se livra do debate que envolve a modificação genética dos alimentos.

Todo o êxito não está isento de riscos. O CRISPR pode ser utilizado por terceiros de modos que não são tão éticos quanto os que Mojica mostrou em Salamanca. Por isso, o trabalho de ensino nas salas de aula universitárias é tão importante para um progresso científico positivo para a sociedade.

Pesquisa, um valor seguro

Tal como estabelecido pela Declaração de Salamanca, a investigação é mais necessária do que nunca. Por esta razão, é crucial abrir todo o paradigma de investigação para a sociedade, interagir com a sociedade para nos enriquecermos uns aos outros.

O encerramento de Francis Mojica fechou dois dias de reuniões, conferências e mesas redondas em que foram abordados vários desafios para a comunidade universitária. O IV Encontro Internacional de Reitores de Universidades, realizado em Salamanca, encerra com muitos conhecimentos partilhados, objetivos cumpridos e para preparar a seguinte nomeação: Buenos Aires 2023.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.