Notícias

A economia de dados nas universidades

      
A proliferação de
A proliferação de "dados" está presente na maioria das áreas da sociedade atual
  • O boom dos dados e a forma como estes são interpretados, combinados e analisados coloca novos desafios à sociedade.
  • O novo programa-quadro europeu de investigação e inovação, Horizonte 2020, já incorpora orientações para a gestão de dados de investigação financiados por fundos públicos.
  • Nas universidades é importante garantir a disponibilidade, a qualidade, a facilidade de uso e a interoperabilidade dos dados abertos.

A proliferação de "dados" está presente na maioria das áreas da sociedade atual. De forma ampla os dados abertos (open data) ou, mais especificamente, a gestão de dados de investigação (research data management) são duas áreas em que as universidades e professores têm uma palavra a dizer.

Nos últimos anos, assistimos ao boom dos dados e à forma como estes são interpretados, combinados e analisados adequadamente, podendo produzir novas informações e funcionar como motores e impulsionadores da economia atual.

Desde há mais de uma década, que se vem anunciando a importância que os "dados" terão e já estão a ter na economia mundial, encontrando a sua culminação na moda do big data.

Ter os dados abertos e a transparência

Órgãos públicos, como administrações ou universidades, são grandes produtores de dados. Do setor público, deixando de lado a qualidade, a utilidade ou a seleção de dados abertos à sociedade, a grande maioria dos países europeus está a criar portais para colocarem os seus dados abertos.

O portal de dados abertos da União Europeia, "único ponto de acesso a uma grande variedade de dados elaborados pelas instituições e outros organismos da União Europeia ", é um dos exemplos da urgência com que os organismos públicos estão a responder aos requisitos de transparência.

As universidades ou centros de pesquisa também não escapam ao frenesim de abrir os dados e encontramos pedidos de financiamento que exigem disponibilidade aberta dos dados produzidos em projetos de investigação financiados com recursos públicos.

Neste caso não apenas os documentos finais (como os artigos) devem ser colocados nos repositórios de acesso aberto, mas também os dados utilizados e os produzidos pela própria investigação, juntamente com outros documentos que são originados no decorrer de projetos de pesquisa. Os participantes devem ativar os mecanismos para que esses dados sejam postos em aberto, de modo a que possam ser reutilizáveis.

Ainda não decidiste em que curso gostarias de ingressar?

Procura na Universia

Quem vai assumir a responsabilidade pelos dados durante o seu ciclo de vida?

Os governos e instituições de investigação devem determinar quem vai assumir a responsabilidade pelos dados durante o seu ciclo de vida, desde a sua criação, passando pela disposição adequada, até à sua preservação nos termos estabelecidos nas diretrizes sobre "open data" e "gestão de dados de investigação".

Nas universidades é importante garantir a disponibilidade, a qualidade, a facilidade de uso e a interoperabilidade dos dados abertos. Para além dos professores, investigadores e estudantes, também os documentalistas, bibliotecários ou profissionais da informação em geral podem contribuir substancialmente com os seus conhecimentos para catalogar, documentar, curar, metadatar e preservar grandes quantidades de dados (de investigação e outros tipos) para garantir o seu acesso e reutilização a longo prazo, entre outras tarefas.

Como o Blockchain pode beneficiar a educação?

Infografia: Como é que um blockchain pode beneficiar a educação?

O Blockchain está associado ao mundo das criptomoedas, mas esta tecnologia está a começar a aplicar-se a outros âmbitos, entre eles, a educação.

Inscreva-se e descubra a transformação tecnológica



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.