Notícias

Que tipo de computador precisa um arquiteto?

      
A escolha de um computador depende muito das necessidades de trabalho do arquiteto
A escolha de um computador depende muito das necessidades de trabalho do arquiteto
  • Não importa as razões pelas quais compra um computador Mac ou Windows, desde que esteja de acordo com as suas necessidades.
  • A escolha entre um portátil ou um PC de secretária dependerá se trabalha num local fixo ou se viaja muito e precisa trabalhar em qualquer lugar.
  • Não lamente investir o dinheiro necessário, na medida em que esta é a sua única ferramenta de trabalho.

Seja estudante de arquitetura ou profissional a dúvida surge quando temos que escolher um computador em particular. Dependendo das nossas necessidades e do nosso dia a dia, precisaremos de um computador ou outro.

Apple (Mac OS) vs Windows

É o eterno debate. A minha recomendação é que se quiser otimizar o seu dinheiro, não ter problemas de compatibilidade de software e que as reparações sejam mais baratas, escolha um computador com Windows 10. Os mitos de um ou outro estão desatualizados, já que o Mac OS também tem vírus e desde que uso o Windows 10 já não tenho constantemente erros nem ecrãs azuis.

Estudante

Como regra geral, um portátil é mais adequado para quem pretende trabalhar em grupo com os seus colegas de turma, estudar numa cidade diferente de onde a família mora (viajará para lá durante as férias e precisará trabalhar) ou se quiser trabalhar em casa e na sala de aula.

Vai trabalhar muito e utilizar todo o espetro possível de programas (Autocad, Photoshop, Sketchup, Rhino, Word, Indesign ...) para isso precisa de um portátil poderoso e com boa ventilação. Qualquer computador é uma caixa cheia de transístores através dos quais passa eletricidade.

Esta produz calor quando passa pelos componentes. Portanto, precisa de um portátil que seja mantido à temperatura mais baixa possível em qualquer momento. Através do marketing, tentam nos convencer de novos sistemas de refrigeração, mas se vir a análises térmicas de computadores portáteis (laptops), quanto mais finos são, mais se aquecem em tarefas com muita carga de CPU e GPU.

Os portáteis tipo GAMING são muito interessantes para quem estuda ou trabalha na área da arquitetura. São dirigidos a pessoas que querem jogar videogames, que precisam de um hardware muito potente. São grandes (com boa ventilação), pesados e geralmente têm ecrãs de 17 polegadas. A vantagem é que são muito fáceis de expandir a RAM e os discos rígidos (tanto mecânicos como SSD). Assim, pode escolher um com pouca RAM e um disco rígido mecânico e comprar à parte mais RAM e um disco SSD e adicioná-lo por sua conta.

Gostavas de estudar arquitetura?

Procura na Universia

Arquiteto independente

Para aqueles que terminaram o curso, estabeleceram-se por conta própria e trabalham a partir de casa, dividindo um escritório com outros profissionais ou diretamente do local da obra, precisam de escolher se vão utilizar um portátil ou um PC de secretária.

Para aqueles que optam por um portátil recomendo um de 15 polegadas para que possa trabalhar com uma boa amplitude de visão e ser capaz de transportá-lo facilmente (a maioria das malas e mochilas para portáteis são de 15 polegadas).

Se faz concursos, processa ou usa programas BIM, como o Revit, precisa de um hardware consistente. Neste caso recomendo um processador (CPU) i7, mínimo de 12 Gb de RAM e uma placa gráfica potente como a Nvdia 1050ti. Não opte por placas integradas, porque não são suficientemente potentes ou placas gráficas (GPU) Nvidia Quadro, porque são 10 vezes mais caras e oferecem os mesmos resultados que as "gaming", como uma nvidia gtx.

Se puder investir um pouco mais de dinheiro, poderá comprar um ecrã externo de 25 polegadas (DELL) ou 27 polegadas (BENQ) para combiná-lo com o seu portátil e usar os dois ao mesmo tempo. Pode conectar via HDMI, Thunderbolt ou USB. Assim, pode deixar o ecrã no posto fixo em que trabalha e pode levar o portátil e trabalhar enquanto viaja.

Para quem desenha o dia todo

A próxima recomendação vai para os arquitetos que fazem parte de uma equipa/empresa/escritório e dedicam-se exclusivamente à elaboração de projetos. Neste caso, quem vai decidir e fazer a compra do computador será o proprietário da empresa.

Se a sua firma é composta por vários arquitetos ou desenhadores que se dedicam exclusivamente a elaborar projetos um computador de secretária é o que precisam.

Não só porque quem vai o vai utilizar estará sempre a usá-lo no mesmo local, mas como um bem da empresa, deve-se manter e otimizar o investimento ao longo dos anos. À medida que os componentes se deterioram ou ficam muito antigos, podem ser atualizados separadamente. Não há necessidade de comprar um novo na sua totalidade, como acontece com um portátil.

Para isso, dependendo se usa software que requer poucos recursos (Autocad, Sketchup, Microsoft Word, Excel) pode optar por um i5, 8 Gb de RAM e uma placa gráfica básica. Só tem que adicionar um ecrã de 25 ou 27 polegadas com um teclado e um mouse e já tem um posto de trabalho.

5 conselhos para uma maior concentração no trabalho

Infografia: 5 conselhos para uma maior concentração no trabalho

Estas são algumas das estratégias que podem ajudar a minimizar distrações, reduzir o stress e melhorar a concentração no escritório.

Inscreva-se e aprenda a melhorar sua produtividade



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.