Notícias

Recursos para universitários em apuros

      
Nas universidades existem várias estruturas de apoio que te podem ajudar caso te sintas em crise
Nas universidades existem várias estruturas de apoio que te podem ajudar caso te sintas em crise
  • Se estiveres a sentir-te em apuros anota as dicas que te deixamos numa espécie de manual de sobrevivência para estudantes universitários.
  • Estar atento aos sinais de fragilidade é muito importante para evitar problemas futuros.
  • Nas universidades existem várias estruturas de apoio que te podem ajudar caso te sintas em crise.

Nem sempre a adaptação à universidade, especialmente quando se sai de casa dos pais, é fácil. No primeiro ano da faculdade entra-se numa nova fase da vida, em que quase tudo é diferente: os métodos de ensino, de trabalho, de pesquisa, de raciocínio, de relacionamento com colegas e professores.

Tudo se torna ainda mais difícil quando ainda se tem de lidar também com a saída de casa e a adaptação a outra cidade. Os jovens são também confrontados com os desafios da independência, o que implica a gestão do tempo e do dinheiro.

Muitas vezes estas novidades podem desorientar o estudante que cai na falta de controlo. 

Mas afinal o que deves fazer se estiveres em apuros? Anota algumas dicas que podem ajudar.

1) Não ter vergonha de pedir ajuda

Em primeiro lugar, se tens uma relação forte com os teus pais é a eles que deves recorrer se precisas de ajuda, mas se te sentes distanciado da sua forma de estar na vida existem também os professores ou amigos. Existem também estruturas nas universidades prontas a ajudar os estudantes como os gabinetes de psicologia, de solidariedade social e até às associações académicas.

Ainda não decidiste em que curso gostarias de ingressar?

Procura na Universia

2) Dar atenção aos sinais

Num instante, um aluno pode passar de psicologicamente frágil a deprimido. Por isso, há que dar atenção aos indícios antes que seja tarde de mais. O primeiro sintoma costuma ser o insucesso académico, especialmente se esta baixa de notas acontece de forma repentina. Neste caso há que tentar perceber as causas da situação. Dúvidas sobre o rumo que se está a seguir também podem surgir, mas podem estar mais relacionadas com um contexto de fragilidade do que com o curso em si. É preciso analisar toda a situação com calma. 

3) Companhia em troca de alojamento

As vagas nas residências universitárias são difíceis de conseguir e o alojamento que fica próximo das faculdades é, por regra, alvo de especulação, o que significa que será muito caro. Por isso, compensa procurar casa fora da zona de influência da universidade e gerir as distâncias com os transportes públicos.

Existem também vários programas através dos quais se oferece alojamento em casa de um "sénior", em troca de apoio em pequenas tarefas. As associações académicas ou os SAS costumam ter estes contactos.

4) Trazer comida de casa

Levar comida feita de casa sai muito mais barato e assim pode sobrar mais dinheiro para os divertimentos com os colegas de faculdade. Vale a pena gastar tempo a escrutinar as promoções dos supermercados e os preços das "marcas brancas". E fazer listas de compras ajuda a adquirir apenas o necessário. Em alternativa, as cantinas universitárias também servem refeições a bom preço. Muitas estão abertas ao jantar e, também, ao sábado.

5) Negociar o pagamento das propinas

É possível pagar as propinas mensalmente (em vez de anual ou trimestralmente). Basta pedir e negociar com a universidade. Existem também apoios sociais para os alunos mais carenciados.

 

6) Aproveitar as ofertas da faculdade

Existem bibliotecas ou espaços de estudo abertos fora de horas. Poupa-se na conta da luz e no acesso à net. Por outro lado, as universidades disponibilizam consultas médicas a preços acessíveis e as associações académicas, por vezes, têm bilhetes gratuitos para espetáculos ou jogos de futebol.

7) Part-time pode ajudar nas finanças

Um part-time pode ser uma boa solução para equilibrar as contas. Mas cuidado com os trabalhos a tempo inteiro, porque a vontade de ser independente muito depressa pode levar à desistência dos estudos. 

Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

Infografia: Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

Apresentamos as chaves para que o estudante possa sobreviver a esta nova fase da vida e entrar com o pé direito no primeiro ano da universidade.

Inscreva-se e baixe este infográfico gratuitamente



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.