Notícias

Porque o ensino online pode ser inspirador?

      
Com a educação online conseguem a flexibilidade necessária para prosseguir os estudos
Com a educação online conseguem a flexibilidade necessária para prosseguir os estudos
  • Os alunos que optam pela educação online normalmente já estão inseridos no mercado de trabalho.
  • Muitos deles têm famílias e muitas responsabilidades além do curso e dos exames.
  • Com a educação online conseguem a flexibilidade necessária para prosseguir os estudos.

Os cursos online são uma forma de tornar a educação acessível a todos mesmo aos que têm o tempo muito limitado, diversificando as possibilidades de formação para pessoas de todas as idades, lugares e horários.

Com esta oportunidade, abre-se um novo leque de possibilidades para quem procura novas competências, para fazer a transição para outras carreiras ou para aprender arduamente de modo a tornaram-se melhores profissionais.

Uma história inspiradora

A história de Natasha Forest Brown, de Lawrenceville (Georgia), é inspiradora. Durante o ensino secundário era uma estudante exemplar, com o sonho de se tornar se tornar cirurgiã e uma bolsa de estudos para a Ivy League. Nessa época, descobriu que estava grávida e, com um bebé previsto para outubro, não poderia começar a faculdade.

Gostavas de tirar um curso online?

Procura na Universia

Natasha tinha apenas 19 anos, uma criança nos braços e um salário mínimo com que contar.

Durante um tempo contou com o apoio dos amigos, que a acolheram, mas a jovem sabia que uma educação avançada é a chave para uma vida melhor. Por volta dos 20 anos, tirou um curso em processamento de informações e conseguiu um emprego melhor. A jovem conseguiu avançar rapidamente na carreira, mas quando se aproximou a hora de se tornar uma executiva, sabia que era necessário um bacharelato para ir mais além. Nessa altura, optou por se matricular num curso online.

Como muitos outros estudantes ela passou a limpo apontamentos enquanto assistia a um jogo de futebol com o filho, atrasou os sonos para completar tarefas e aproveitou os tempos de férias para estudar para os exames. Depois de três anos e meio, conseguiu completar o curso. A jovem chegou mesmo a escrever um livro, inspirado nas palavras encorajadoras de um professor sobre um ensaio que escreveu para uma aula de texto criativo.

Um exemplo de vida

A história de Kendall Stevenson também é paradigmática. Ele nasceu na pobreza na década de 1960, em Brooklyn, filho de pai solteiro. Era uma criança curiosa, mas tinha dificuldade em aprender e não recebia a ajuda de que precisava.

Aos 12 anos, foi preso e colocado numa instituição de correção juvenil que mudou a sua vida quando os professores notaram a sua dificuldade de aprendizagem. Aos 17 anos, escreveu o seu primeiro livro "Manchild in the Promised Land”, um romance autobiográfico sobre como é crescer nas ruas de Harlem.

Mas aos 18 anos Kendall Stevenson foi preso novamente. Um juiz deu-lhe a oportunidade de se juntar ao exército.

Depois de oito anos como especialista em comunicação, decidiu voltar à vida civil, primeiro como segurança num hotel, depois numa companhia telefónica que lhe deu a oportunidade de continuar a sua educação. Stevenson acabou por conseguir através da educação online obter uma licenciatura em telecomunicações e depois um mestrado em Tecnologia da Internet.

Há muitas outras histórias como as de Natasha e Kendall. São todas inspiradoras e ilustram a força da educação online.

Que tecnologias estão a revolucionar a educação superior?

Infografia - Que tecnologias estão a revolucionar a educação superior?

As novas tendências tecnológicas na educação estão a revolucionar o modo de ensinar e também aprender. Atualmente os estudantes assumem um papel cada vez mais interativo.

Inscreva-se e descubra a transformação tecnológica



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.