Notícias

O bullying também afeta as universidades

      
O bullying nas universidades aparece sob todo o tipo de argumentos e direcionado a todo o tipo de pessoas
O bullying nas universidades aparece sob todo o tipo de argumentos e direcionado a todo o tipo de pessoas
  • A pessoa que sofre o bullying é mais fraca que o seu agressor e este aproveita para obter mais poder, para se divertir ou divertir os outros.
  • O bullying aparece sob todo o tipo de argumentos e direcionado a todo o tipo de pessoas, mas nas universidades, o principal objeto de represálias são os homossexuais.
  • Seja nas escolas ou nas universidades é preciso evitar a todo o custo situações como extorsões ou ameaças de morte.

Muitas vezes pensa-se que o bullying surge apenas nas escolas. No entanto, é um problema que também tem sido transferido para as salas de aula universitárias. Quando falamos de “bullying”, referimos-nos a todas as formas de abuso físico e psicológico sofridas por um indivíduo por parte de outro, de maneira repetitiva.

Atualmente, são muitos os casos de intimidação todos os dias. As instituições de ensino e outros centros de formação estão a ser afetados por este problema que provoca sérias consequências, não só para a vítima, mas também para todas as pessoas que estão imersas neste fenómeno social.

A homofobia é a principal causa de bullying no contexto académico, fato que é mais complexo quando os professores não demonstram autoridade nas salas de aula para que as condições de cada um sejam respeitadas.

Ainda não decidiste em que curso gostarias de ingressar?

Procura na Universia

Os psicólogos alertam que o bullying nas instituições de ensino superior é um problema que deve ser tratado com cuidado especial porque, embora se chegue à universidade com mais idade, esta ainda é uma questão complexa.

Encontramos muitos casos em que agressão verbal ou exclusão levam os alunos a perderem o conceito de si próprios, a sua auto-estima é afetada. É muito importante saber em que casos uma situação de bullying pode ocorrer, por isso os professores devem saber que isto pode ter um efeito de longo prazo, a partir do qual o aluno pode ser prejudicado.

Em muitos casos, o suicídio é uma saída que as vítimas procuram porque o abuso é constante. Portanto, campanhas de consciencialização devem ser criadas para que se identifiquem os casos e forneçam soluções para os afetados.

Para ajudar as pessoas que sofrem de bullying é fundamental realizar workshops para desenvolver habilidades sociais, trabalho pessoal e de grupo, com o fim de integrá-los na sociedade. Também é importante realçar que o bullying não deve ser apenas visto na perspetiva do aluno, na medida em que a relação professor-aluno deve ser conseguida nos mesmos termos de respeito mútuo.

Alguns alunos apresentam problemas de conduta muito sérios, comportando-se de forma rude e sem consideração, e mostram aos seus professores ou colegas um alto nível de agressão física ou verbal sem qualquer justificação. A universidade deve ser um lugar onde todos aprendem, honrando a diversidade e personalidades de todos e cada um.

Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

Infografia: Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

Apresentamos as chaves para que o estudante possa sobreviver a esta nova fase da vida e entrar com o pé direito no primeiro ano da universidade.

Inscreva-se e baixe este infográfico gratuitamente



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.