Notícias

A importância do fomento da educação vocacional

      
A orientação vocacional pode ajudar os jovens a fazer a escolha mais acertada
A orientação vocacional pode ajudar os jovens a fazer a escolha mais acertada
  • Não saber que carreira seguir é a principal frustração de muitos adolescentes.
  • Escolher a melhor opção é o caminho para a realização pessoal e profissional.
  • A orientação vocacional pode ajudar os jovens a fazer a escolha mais acertada.

A incerteza sobre a melhor carreira a seguir e a pressão para escolher o melhor para o futuro provoca ansiedade em muitos jovens. A pressão é grande e é neste contexto que uma ajuda pode ser fundamental. É importante fomentar uma educação vocacional não só para que o estudante possa ter sucesso nos estudos, como também no mundo laboral.

Muitas vezes os jovens não aprofundam a informação sobre as carreiras do seu interesse, fazendo as suas escolhas com base em escassos conhecimentos. A própria pressão e receio podem levar à confusão no processo de escolhas vocacionais.

Ainda não decidiste em que curso queres ingressar?

Procura na Universia

Neste contexto surgem os profissionais de Orientação Vocacional que ajudam os jovens a esclarecer as dúvidas com ferramentas adequadas para acompanhar o processo de eleição de uma carreira. Conseguir conhecer os gostos de cada pessoa é a tarefa principal.


Muitos jovens podem ser estigmatizados por não saber o que escolher, no entanto tomar uma decisão é difícil para todos. Se contares com um orientador vocacional, poderás definir a tua verdadeira paixão.

Em certos casos os desejos familiares ou as carreiras que os nossos amigos escolhem, limitam as opções profissionais que pensamos seguir. Mas educar para que os jovens sejam capazes de afirmar a sua vocação é muito importante para possam descobrir o que realmente gostam e quais são as verdadeiras habilidades que os podem ajudar a atingir o sucesso. Um orientador profissional pode transmitir aos jovens uma ideia objetiva e prática sobre as suas vontades e talentos.

O processo de orientação pode dividir-se em:

Reunir informação e fazer testes vocacionais

Regra geral esta é a primeira atividade que se realiza com o estudante. Neste caso podem-se incluir todas as perguntas necessárias que permitam extrair conclusões sobre interesses e habilidades, assim como rendimento académico e expectativas do processo. Nesta fase podem também ser realizados testes vocacionais.  

Não devemos esquecer que existem os interesses pessoais e os profissionais. Estes últimos são os que se desenvolvem através de uma carreira e os pessoais todas as atividades encaradas como um passatempo.  

Sessões informativas

Estas representam um conjunto de técnicas que proporcionam toda a informação relacionada com uma determinada profissão. Nestas sessões motiva-se o estudante a investigar em que consiste cada carreira, o que se faz, espaços de trabalho e mercado laboral, com o objetivo de comparar a dita informação com as suas características pessoais.

O receio de "perder tempo" na universidade é um dos medos mais comuns dos jovens estudantes pré-universitários. No entanto, devemos ter em mente que optar por uma carreira é uma decisão que leva tempo. Mas se não escolhermos corretamente, estamos sempre a tempo de alterar o rumo e começar um novo caminho.

Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

Infografia: Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

Apresentamos as chaves para que o estudante possa sobreviver a esta nova fase da vida e entrar com o pé direito no primeiro ano da universidade.

Inscreva-se e baixe este infográfico gratuitamente



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.