Notícias

Programadores de palmo e meio

      
A programação não deve ser encarada como um código fechado, mas sim como uma ferramenta transversal
A programação não deve ser encarada como um código fechado, mas sim como uma ferramenta transversal
  • A programação permite desenvolver competências relacionadas com o pensamento lógico, criatividade e resolução de problemas.
  • A robótica e programação será incluída na disciplina de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC).
  • É para estimular estas capacidades que a Direção-Geral da Educação (DGE) inseriu as Tecnologias de Informação e Comunicação na matriz curricular-base.

A matriz curricular-base refere-se às aprendizagens que os alunos devem adquirir em determinada fase da escolaridade obrigatória. Desta forma, o pensamento computacional e a lógica são consideradas abordagens básicas no 1º ciclo, tal como a capacidade de somar ou subtrair.

A partir deste ano letivo, os alunos do 2º e 3º ciclos vão também passar a ter aulas de robótica e programação. A matéria será incluída na disciplina de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), que vai ser reformulada e tornada obrigatória no âmbito do plano de Autonomia e Flexibilidade Curricular.

As atividades de “Programação e Robótica no Ensino Básico”, dirigidas a alunos do 1º ao 9º ano de escolaridade, poderão ser dinamizadas na Oferta Complementar, nas Actividades de Enriquecimento Curricular ou na Oferta de Escola.

No entanto, é necessário realçar que a aprendizagem da programação no primeiro ciclo não significa colocar as crianças à frente de um computador a programar como se fossem crescidas.

Gostava de estudar informática?

Procure na Universia

Programação encarada como uma ferramenta transversal

A programação não deve ser encarada como um código fechado, mas sim como uma ferramenta transversal, que poderá ser usada para ensinar Português, Matemática ou Estudo do Meio.

A Academia de Código é uma das várias empresas que estão a trabalhar com o Ministério da Educação para levar a programação até às escolas e disponibiliza uma formação gratuita para os professores, de 25 horas, acreditada pela Associação Nacional de Professores de Informática (ANPRI).

Programação ajuda nas notas de Matemática

O ensino destas matérias às crianças é feito de forma divertida, através de uma plataforma denominada Blanc, que tem jogos, vídeos, exercícios e muito mais. Através da programação é possível também melhorar as capacidades para a matemática que é uma das grandes dificuldades dos jovens atualmente. O gosto por esta disciplina pode surgir com a descoberta do pensamento abstrato e raciocínio lógico.

Num estudo realizado pela Fundação Calouste Gubenkian, durante os projetos piloto da Academia de Código, houve alunos a subir as notas de Matemática entre 11% a 17%.

A importância de desenvolver estas competências nas crianças relaciona-se também com as necessidades do próprio mercado de trabalho, em que existe uma grande falta de recursos humanos nesta área em específico. Se os mais novos forem estimulados, pode ser que no futuro mais pessoas descubram uma vocação para programar, no entanto a ideia é que o ensino dos conceitos de programação possa ser transversal e útil para todos.

Concurso para clubes de robótica

“Os vários tipos de linguagem de programação estão a ganhar uma importância crescente no mundo atual, sendo fundamentais, não só na área das CTEM (Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática), mas também em outras áreas, por auxiliarem no desenvolvimento de capacidades transversais, tais como o pensamento analítico, a resolução de problemas, o trabalho colaborativo e a criatividade”, pode ler-se na DGE. A direção geral de Educação lançou a 4ª edição do concurso “Clubes de Programação e Robótica – 2017/12018”.

A participação neste concurso implica, numa primeira fase, apresentar o seu projeto e plano anual de atividades. Numa fase posterior, os clubes terão de criar um vídeo que demonstre os objetivos, os produtos e alguns momentos do seu quotidiano que considerem mais relevantes. As candidaturas devem ser submetidas em formulário próprio, até às 24.00h do dia 30 de março de 2018. Antes de submeter o Projeto deve ler atentamente o Regulamento, garantindo que o mesmo corresponde aos critérios nele expressos.

Onde estudar informática em Portugal

EBook: Onde estudar informática em Portugal

Os melhores programas formativos para uma carreira em que os profissionais começam a ser procurados pelas empresas quando ainda estão a estudar na universidade.

Inscreva-se e baixe este eBook gratuitamente



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.