Notícias

Como declarar no IRS a renda de um quarto

      
É abrangido pela possibilidade de deduzir no IRS o arrendamento de um quarto qualquer estudante universitário, com idade até 25 anos
É abrangido pela possibilidade de deduzir no IRS o arrendamento de um quarto qualquer estudante universitário, com idade até 25 anos
  • Com o Orçamento do Estado 2018, a renda do alojamento do filho estudante deslocado de casa passa a ser dedutível no IRS
  • A medida só se aplica no IRS que vai entregar em 2019 (referente a 2018)
  • Por isso, é importante que o senhorio indique desde já nos recibos que o “valor se destina ao arrendamento de estudante deslocado

Com tantas despesas a que os pais precisam de fazer frente quando o filho está na universidade, a vantagem de deduzir o valor do arrendamento de uma casa ou quarto do estudante deslocado no IRS não deve ser desperdiçada.

Quem é abrangido por esta medida?

É abrangido por esta medida qualquer estudante universitário, com idade até 25 anos, que frequente um estabelecimento de ensino a mais de 50 quilómetros de casa (morada permanente do agregado familiar/morada fiscal). 

Como declarar no IRS?

Basta que na altura da entrega da declaração do Imposto do Rendimento de Pessoas Singulares se indique o arrendamento do imóvel ou de parte dele, mas é necessário que tenham assinado um contrato de estudante deslocado para que seja possível beneficiar da dedução.

A medida tem como objetivo que a renda posso ser contabilizada como despesa dedutível no campo das despesas de educação.

Como fazer passo a passo

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) criou uma nova funcionalidade no Portal das Finanças. Para declarar a renda do alojamento do jovem deve entrar na parte inferior da página inicial do site, onde encontra o campo ‘Finanças – Aceda aos Serviços Tributários’. Clique nesta área, onde é possível associar o contrato que já aparece nas Finanças como arrendamento de estudante deslocado.

O contribuinte deverá também indicar o período em que o estudante se encontra deslocado e a freguesia de residência permanente. Para que possa declarar a renda, é também imprescindível que os recibos, emitidos todos os meses pelo senhorio, contenham a indicação de que o arrendamento foi celebrado com um estudante deslocado.

Quanto vai ser possível poupar?

Será possível deduzir 300 euros com as rendas dos estudantes, no máximo. O valor entra no grupo de despesas de educação.

Antes desta mudança, a renda do alojamento de um filho estudante não podia ser considerada em despesas de Educação, onde apenas se podia incluir o pagamento de creches, jardim-de-infância, escolas, estabelecimentos de ensino e outros serviços de educação, tal como as despesas de livros escolares.  

Na categoria educação é permitida atualmente a dedução de 30% do valor de despesas de formação ou educação por qualquer membro do agregado familiar, até ao limite de 800 euros.

Com esta novidade, passa a ser possível ultrapassar o limite global da dedução, desde que o aumento aconteça devido ao pagamento de rendas do estudante deslocado. O teto sobe para os mil euros se essa diferença de 200 euros se dever à dedução destas rendas.

Como se pode ler no Orçamento de Estado para 2018: “É dedutível a título de rendas um valor máximo de € 300 anuais, sendo o limite global de € 800 aumentado em € 200 quando a diferença seja relativa a rendas”.

Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

Infografia: Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

Apresentamos as chaves para que o estudante possa sobreviver a esta nova fase da vida e entrar com o pé direito no primeiro ano da universidade.

Inscreva-se e baixe este infográfico gratuitamente



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.