Notícias

O que é Psicologia do Desenvolvimento

      
A Psicologia do Desenvolvimento abrange o estudo de diferentes estágios do desenvolvimento humano
A Psicologia do Desenvolvimento abrange o estudo de diferentes estágios do desenvolvimento humano
  • A psicologia do desenvolvimento é o estudo científico das mudanças progressivas psicológicas que ocorrem nos seres humanos nas diferentes etapas da vida.
  • Vamos perceber como a cognição se desenvolve e como o comportamento muda durante a fase de crescimento.
  • Todos nós temos fases do desenvolvimento que são comuns e partilhamos com toda a humanidade.

A psicologia do desenvolvimento é um ramo da psicologia que estuda as mudanças comportamentais e psicológicas das pessoas, durante o período do nascimento até a morte, e em todos os tipos de ambientes, tentando descrevê-la e explicá-la em relação ao próprio sujeito, bem como em relação às diferenças que existem entre eles com o objetivo de prever comportamentos e aperfeiçoar o desenvolvimento.

Esta disciplina pondera diversos fatores como os que estão biologicamente determinados, físicos e emocionais - como altura ou temperamento - e as influências ambientais - família, escola, religião ou cultura. Os estudos analisam as consequências de certas vivências em determinadas fases da vida de uma pessoa. Por exemplo, saber como as crianças que são maltratadas pelos seus pais se comportarão quando forem pais e que danos psicológicos perduram no tempo.

Objeto e métodos da psicologia do desenvolvimento

A Psicologia do Desenvolvimento constitui uma disciplina científica cujo objeto de estudo é constituído pelas regularidades que ocorrem no processo de desenvolvimento psicológico do ser humano, em diferentes estágios do seu ciclo de vida, a partir das condições que causalmente explicam este processo e que permitem a distinção dos seus diferentes estágios ou períodos.

A Psicologia do Desenvolvimento estuda o desenvolvimento psíquico e da personalidade, as leis internas desse processo, bem como as causas que dão origem às principais tendências e características psicológicas, nas suas diferentes etapas. Esta disciplina científica é orientada para o estudo da subjetividade humana, do sujeito como indivíduo, para estabelecer as leis psicológicas gerais, que se expressam, de maneira particular e irrepetível, em cada pessoa.

Gostavas de tirar um curso na área da Psicologia do Desenvolvimento?

Temos a solução para ti

A Psicologia do Desenvolvimento abrange o estudo de diferentes estágios do desenvolvimento humano: o primeiro ano de vida, a idade precoce, a idade pré-escolar, a idade escolar, a adolescência, a juventude e a idade adulta. Neste último caso, são estabelecidas diferenças entre os estágios do adulto médio e do adulto mais velho, este último também referido como a terceira idade.

Campo de estudo

A psicologia do desenvolvimento estuda três campos no desenvolvimento e mudanças de comportamento que o indivíduo sofre ao longo da sua vida. Estes três campos estão em interação constante e são estudados indissoluvelmente.

1) Campo biológico: desenvolvimento físico do cérebro e do corpo.

2) Campo cognitivo: evolução dos processos mentais e capacidades para aprender e resolver problemas por parte do indivíduo. A motivação e a curiosidade fazem parte deste campo.

3) Campo psicossocial: relações e interações do indivíduo com os seus pais, família, amigos, entre outros, bem como o desenvolvimento de princípios morais e éticos ou filosóficos culturais.

Mudanças nas pessoas

Estudos científicos sobre como as pessoas mudam e como alguns aspectos permanecem ao longo do tempo, determinaram que essas mudanças podem ocorrer de duas maneiras:

1) Mudanças quantitativas: Variação no número ou quantidade de algo, como altura e peso.

2) Mudanças qualitativas: Apresenta-se no caráter, na estrutura ou na organização, como a natureza da inteligência de uma pessoa, entre outras.

Períodos nos quais a vida do homem é dividida

Fase pré-natal

(Desde a concepção até ao parto)

1) Formação de órgãos e estrutura corporal básica.
2) Crescimento físico acelerado.
3) Vulnerabilidades às influências ambientais.

Estágio dos primeiros passos

(Do nascimento aos três anos)

1) O recém-nascido é dependente, mas competente.
2) Os sentidos funcionam desde o nascimento.
3) O crescimento físico e o desenvolvimento de habilidades motoras são muito rápidos.
4) São formados laços com os pais e com os outros.
5) A autoconsciência desenvolve-se durante o segundo ano. A fala e a compreensão desenvolvem-se rapidamente.
6) O interesse em outras crianças aumenta.

Primeira infância

(Dos três aos seis anos)

1) Começa a relacionar-se com outras crianças.
2) Melhora a força e as habilidades motoras finas e grossas.
3) Aumenta o autocontrole, o autocuidado e a independência.
4) Aumenta a criatividade em jogos e a imaginação.
5) Imaturidade cognitiva que leva a ideias "ilógicas" sobre o mundo.
6) Comportamento egocêntrico.

Infância intermédia

(Dos seis aos 12 anos)

1) Os companheiros assumem grande importância.
2) Começa a pensar logicamente, embora o pensamento seja concreto.
3) Diminui o egocentrismo.
4) Aumento da memória e da linguagem.
5) Melhora a capacidade cognitiva.
6) Desenvolvimento do autoconceito e da autoestima.
7) Diminui a velocidade de crescimento físico.
8) Melhora a força e a capacidade atlética.

Adolescência

(Dos 12 aos 20 anos)

1) Mudanças físicas rápidas e profundas.
2) Início da maturidade reprodutiva.
3) Procura e consolidação da identidade.
4) O grupo de iguais ajuda a desenvolver e testar o autocontrole.
5) Desenvolvimento do pensamento abstrato e o uso do raciocínio científico.
6) O egocentrismo ocorre em alguns comportamentos.
7) De um modo geral, as relações com os pais são boas.

Início da idade adulta

(Dos 20 aos 40 anos)

1) Tomada de decisões sobre relacionamentos íntimos.
2) Muitas pessoas casam e têm filhos.
3) A saúde física atinge o topo, a partir daqui diminui ligeiramente.
4) Escolha de carreira.
5) O senso de identidade continua a desenvolver-se.
6) Capacidade intelectual mais complexa.

Idade adulta intermédia

(Dos 40 aos 65 anos)

1) Nova busca pelo sentido da vida.
2) Deterioração na saúde física, no vigor e na força.
3) A menopausa surge nas mulheres.
4) A sabedoria e a capacidade de resolver problemas práticos são grandes; diminui a capacidade de resolver novos problemas.
5) Dupla responsabilidade: cuidar de crianças e pais idosos.
6) Independência dos filhos: ninho vazio.
7) As mulheres ganham mais confiança, os homens tornam-se mais expressivos.
8) Alguns experimentam o sucesso nas suas carreiras e atingem o pico económico; outros sofrem de esgotamento.
9) Numa minoria ocorre uma crise da idade.

Fim da idade adulta

(65 anos em diante)

1) A maioria das pessoas ainda é saudável e ativa, embora de alguma forma as habilidades físicas e de saúde diminuam.
2) A maioria das pessoas mantém as suas mentes despertas.
3) A lentidão de reação afeta muitos aspectos do funcionamento.
4) Surge a necessidade de enfrentar perdas em muitas áreas (perda das próprias faculdades, perda de entes queridos).
5) A reforma deixa mais tempo livre, mas reduz os recursos económicos.
6) Diante da iminência da morte, sente a necessidade de encontrar o seu propósito para a vida.

Soft Skills: Porque são essenciais para uma carreira de sucesso?

Soft Skills: Porque são essenciais para uma carreira de sucesso?

O que são as  soft skills e para que servem? Qual a sua importância para os profissionais e líderes? Estas capacidades relacionadas com a  personalidade, atitude e valores de cada pessoa são cada vez mais procuradas no mundo laboral.

Inscreva-se e baixe este eBook gratuitamente



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.