Notícias

O que tem de mal copiar?

      
A Universidade de Coimbra suspendeu vários alunos por plágio ou fraude
A Universidade de Coimbra suspendeu vários alunos por plágio ou fraude
  • Profissionais da educação procuram reverter a tendência alarmante de copiar, mas não é uma tarefa fácil.
  • As tecnologias são aliadas dos estudantes que querem copiar e os smartphones muito utilizados.
  • A Universidade de Coimbra já puniu 77 estudantes pela prática de plágio ou de fraude em provas ou trabalhos académico.

Até os melhores alunos podem cair na tentação de copiar. Um inquérito dos EUA realizado com adolescentes que figuravam entre os melhores da turma indica que 80% admitiu já ter copiado e no caso de 95% dos casos nunca foram "apanhados". Atualmente, os estudantes têm ao seu dispor uma infinidade de métodos para copiar, mas há quem seja descoberto e sofra consequências por ter praticado plágio ou fraude.

Copiar nos exames pode mesmo tornar-se um vício, com consequências negativas como o quebrar da confiança dos pais e professores. O desenvolvimento inteletual atual e futuro também é colocado em causa porque ao copiarmos não estamos a aprender verdadeiramente, mas a recorrer a uma aprendizagem ilusória. Os que se habituam a copiar apenas se enganam a si próprios.

Gostavas de frequentar a universidade?

Procura cursos na Universia

Energia canalizada para o lado errado

É errado dedicar muita energia e criatividade aos planos de copiar, quando o melhor é investir em obter uma educação honesta. É verdade que às vezes podemos ter estudado bastante, mas não termos o azar de não saber as respostas do exame e a tentação para copiar ser grande, mas se nos mantivermos firmas na vontade de realmente aprender a tendência será para que os resultados sejam cada vez melhores.

Para alguns, a pressão constante para conseguir notas altas empurra-os para métodos pouco éticos. O livro "A Vida Privada do Adolescente Americano" realça: "Deve haver algum desequilíbrio num sistema em que a pressão para obter boas notas é tanta que substitui a satisfação de aprender, às vezes até à custa da honestidade ". Afinal todos querem passar nos exames ou ter boas classificações nos trabalhos académicos. No entanto, o preço a pagar por plagiar pode ser alto.

Universidade de Coimbra implacável contra cópias

A Universidade de Coimbra sancionou, nos últimos seis anos, 19 alunos por plágio e outros 58 por fraude. O preço: foram suspensos.

    Os plágios, indica o Público, foram descobertos na maioria dos casos em trabalhos académicos (12), mas também em relatórios (3), dissertações (3) e teses (1). Treze dos estudantes foram suspensos por cinco meses. Aos outros seis, foi recusada durante um ano a avaliação.

      Em relação às situações de fraude, a maioria relaciona-se com a prática de copiar durante as provas de avaliação (37); utilização de telemóveis e smartwatches durante as provas (16); dois simularam a identidade e dois falsificaram documentos. O último estudante foi punido por associar o “nome a trabalho alheio”.

        Em dois casos a situação foi considerada tão grave que os alunos foram punidos com uma das sanções mais graves previstas no Regulamento Disciplinar dos Estudantes da Universidade de Coimbra: a proibição de frequentar este estabelecimento de Ensino Superior por um período entre um e cinco anos. Os restantes 56 foram suspensos de forma temporária.

          A Universidade de Coimbra indica que a entrada em vigor de um novo regulamento disciplinar, no ano de 2012/2013, permitiu aumentar “o combate às tentativas de falsear os resultados das provas e trabalhos académicos”. 

            Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

            Infografia: Conselhos para sobreviver ao primeiro ano da universidade

            Apresentamos as chaves para que o estudante possa sobreviver a esta nova fase da vida e entrar com o pé direito no primeiro ano da universidade.

            Inscreva-se e receba este infográfico gratuitamente



            Tags:

            Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.