Notícias

5 maneiras comuns dos chefes desmotivarem as suas equipas

      
Crédito: Ojo fotos
Crédito: Ojo fotos

 

Uma boa relação entre chefes e respetivas equipas é fundamental para manter o bom funcionamento de uma empresa, já que a produtividade dos trabalhadores depende também de uma boa gestão. Como tal, é imprescindível evitar algumas atitudes para que a equipa não se sinta desmotivada e possa superar as metas estipuladas.

 

» 5 dicas sobre como agir ao tornar-se chefe
» 5 passos para se tornar no chefe ideal
» 4 maneiras de lidar com um novo chefe

 

Consulte 5 maneiras comuns dos chefes desmotivarem os seus colaboradores:

 

1. Expectativas vagas
Um bom chefe deve passar aos seus colaboradores objetivos claros para que não sejam criadas expectativas vagas quanto ao trabalho que deve ser realizado. Se isso não acontecer, a equipa fica confusa por não saber quais as metas a atingir, conduzindo a uma desmotivação geral.

 

2. Tentar amedrontar
Algumas pessoas acreditam que a eficiência na liderança só acontece quando as outras pessoas temem a sua presença. Isso está longe de ser verdade. Um chefe que tenta assustar os seus colaboradores para que eles façam o trabalho da maneira esperada não conseguirá alcançar um bom desempenho da equipa. Apenas criará inimizades, fazendo também com que as pessoas deixem de manifestar as suas ideias e opiniões por recearem a sua reação.

 

3. Não reconhecer um bom trabalho
Não reconhecer o bom trabalho de algum colaborador é um erro que muitos chefes cometem, até mesmo sem perceber. No entanto, essa atitude pode ser extremamente prejudicial e afetar inclusive a produtividade dos trabalhadores, que não terão qualquer motivação para continuar a realizar as suas tarefas.

 

4. Fazer exigências descabidas
É claro que designar diversas tarefas aos colaboradores demonstra confiança e apreço pelo trabalho da pessoa, no entanto, alguns chefes exigem demasiado das suas equipas acabando por desmotivá-las.

 

5. Negligenciar problemas
Evitar conversar com os funcionários sobre problemas recorrentes ou deixar de lhes perguntar sobre, por exemplo, o que pensam sobre determinada situação é uma atitude prejudicial pois pode gerar frustração em toda a equipa devido à falta de soluções para determinados problemas, acabando também por afetar a produtividade dos trabalhadores.

 

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.