Notícias

Como decidir se este é o momento ideal para deixar o seu emprego e procurar outra oportunidade

      
Fonte: Shutterstock

“Ano novo, vida nova”. Muitas vezes, esta frase é a razão pela qual alguns profissionais decidam que devem trabalhar noutra empresa ou procurar uma nova carreira durante os próximos doze meses. No entanto, dar este passo sem considerar algumas variáveis, pode prejudicar não apenas a sua vida profissional, como também o seu orçamento familiar. Por isso, conheça algumas questões que podem ajudá-lo a tomar esta decisão de modo consciente e ajudá-lo a preparar-se para o futuro:

Leia também:
» Todas as notícias sobre educação, carreira e emprego

1 – “Já aprendi tudo o que podia aqui”:
Depois de se acostumar às suas responsabilidades dentro da empresa esta sensação pode começar a fazer parte da sua rotina, principalmente quando se percebe que não teve nenhum desafio novo nos últimos meses. Ainda que seja um argumento válido, não é recomendável que pense apenas por este prisma.

Reflita também se já adquiriu toda a experiência que esta empresa ou cargo têm para lhe oferecer. Geralmente isto acontece após dois anos, tempo no qual consegue ser treinado pelo seu gestor para desempenhar as suas funções, entendê-las plenamente e sentir-se confortável ao executá-las autonomamente.

Portanto, se neste momento está a debater-se com dificuldades por tratar-se de um emprego recente, saiba que isso é normal, já que demora um determinado tempo a aprender as habilidades exigidas numa carreira e a tornar-se especialista na área. No entanto, mesmo depois de refletir sobre esta questão, se sente que ainda tem mais competências para oferecer ao mercado e que aquele local já não pode contribuir mais para a sua carreira, procure uma nova oportunidade.

2 – “Não gosto do que faço”:
Ultimamente não fica muito motivado para se levantar da cama e ir trabalhar porque não lhe agradam nenhuma das suas atividades. Parece que, com o passar dos meses, já completou o seu ciclo naquele cargo, e já nem as ideias de promoção e as novas tarefas e responsabilidades o animam.

Este cenário pareceu-lhe familiar? Se a resposta for positiva, talvez não esteja na carreira mais adequada ao seu perfil profissional. Mas, antes de colocar seus pertences dentro de uma caixa e deixar de vez esta carreira para trás, pense se não será a cultura da sua atual empresa que não o satisfaça. Este aspeto influencia e muito o dia a dia no trabalho e como tal, a maneira como o encara. Neste caso, procure outro emprego, mas em vez de refletir sobre uma nova área de atuação, procure um local em que a sua personalidade e os seus valores se encaixem melhor.

3 – “Estou infeliz”:
Esta frase pode ter várias causas. Uma possibilidade é alguma coisa da sua vida pessoal, como, por exemplo, o fim de um relacionamento, estar a afetar o seu trabalho. Embora seja compreensível que esteja a passar por um momento difícil, esta não pode ser a justificação para que decida sair do seu atual emprego. A carreira e vida pessoal não podem deixar-se afetar uma pela outra.

Por isso, quando estiver no trabalho, concentre-se nas suas atividades e deixe um pouco de lado os conflitos familiares. Certamente não é uma tarefa fácil, mas é essencial que tente fazê-lo.

No entanto, se o seu trabalho está a afetar a sua relação com os seus familiares e amigos ou a prejudicar a sua saúde, deve ponderar bem. Pense se não há maneira de mudar o seu ritmo de trabalho para reduzir os seus níveis de stresse e de ansiedade e, ainda, ter mais tempo livre para ficar com quem ama. Reflita também sobre quais poderiam ser as consequências caso decida deixar o seu atual cargo. Apenas após considerar estes aspetos, conseguirá tomar uma decisão responsável.

É importante que se lembre que não é recomendável deixar o seu emprego sem saber onde vai começar a trabalhar em seguida. Conseguir uma nova oportunidade pode demorar alguns meses, pelo que, ficar parado sem trabalhar ou investir de alguma forma na sua carreira pode prejudicar o seu orçamento familiar e alterar o curso da sua vida profissional.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.