Notícias

Como descobrir a sua vocação!

      
Fonte: Shutterstock

Ultimamente, não anda muito satisfeito com o seu emprego. Não porque não tem um bom relacionamento com seu chefe ou colegas, mas porque não gosta da carreira que está a seguir. Identifica-se com esta situação? Se a sua resposta foi positiva, não se preocupe. Há formas simples de descobrir qual é a sua vocação – ou melhor, paixão – e decidir se deve ou não trocar de emprego. Veja:

Leia também:
» Todas as notícias sobre educação, carreira e emprego

1 – Descanse a cabeça
Ter uma rotina acelerada não é exatamente um cenário que lhe permite identificar as atividades que o inspiram. Afinal, ao executar um projeto atrás do outro no trabalho, não lhe sobra muito tempo para os hobbies, por exemplo, e refletir se a partir deles poderá, ou não, iniciar uma nova carreira. Portanto, arranje tempo para fazer atividades das quais realmente gosta. Além de proporcionar uma mente e corpo mais saudáveis, estará mais descontraído e, consequentemente, mais propenso a observar possíveis oportunidades de mercado que os seus hobbies lhe possam oferecer.

2 – Arrisque
Supondo que identificou cinco interesses diferentes na sua carreira, o que fazer com essa informação? Simples: coloque-a em prática! Por exemplo, se descobriu que adora ler sobre arte, porque não fazer um curso para aprender mais sobre o assunto e testar se esta área realmente se encaixa no seu perfil? Só depois de experimentar um pouco de cada atividade conseguirá perceber qual é verdadeiramente a sua vocação.

3 – Converse com pessoas da área
Constatou que sim, que estudar arte é algo que realmente adora e, por isso, seria um sonho transformar este hobbie numa profissão. Isso é suficiente para pedir demissão e começar uma nova carreira? Talvez! Mas, antes de tomar qualquer decisão, deve conversar com pessoas que vivem o dia-a-dia da área porque assim conseguirá descobrir os pontos positivos e negativos da profissão. Só então estará apto a ponderar conscientemente no que vale mais a pena: manter um hobbie ou transformá-lo numa carreira.

4 – Não se deixe abalar pelo receio de falhar
Não há como negar que começar uma nova carreira exige do profissional muita coragem. Afinal, ele deixará uma posição estável dentro de uma empresa para se arriscar numa aventura que pode dar muito certo ou então não ter o resultado esperado. No entanto, saiba que a dificuldade e o medo não devem ser motivos para desistir. Toda a gente teme o fracasso, inclusive os profissionais bem-sucedidos! O que os colocou nesta posição de destaque foi o facto de terem usado este medo como elemento motivador para conseguirem atingir os seus objetivos. Portanto, se acredita na sua vocação, dê-se a si próprio uma oportunidade e lute por ela.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.