Notícias

Qual é o papel de um Scrum Master num projeto ágil?

      
O Scrum Master lidera uma equipa que deve ter alta produtividade e respostas rápidas
O Scrum Master lidera uma equipa que deve ter alta produtividade e respostas rápidas
  • O Scrum desenrola-se em ciclos curtos e é indicado para projetos em ambientes complexos, em que os requisitos estão sempre a mudar.
  • O Scrum Master lidera uma equipa que deve funcionar com flexibilidade e alta produtividade.
  • A prática do Scrum Master orienta-se para a competitividade e é ideal para a filosofia das startups onde os princípios ágeis estão em voga.

O Scrum é um processo em que se aplica de maneira regular um conjunto de boas práticas para trabalhar de forma colaborativa numa equipa e obter o melhor resultado para um projeto. O Scrum Master é o líder da equipa de um projeto ágil.

As práticas de Scrum baseiam-se no estudo de métodos altamente produtivos e admitem novas práticas no desenvolvimento de projetos. Neste contexto admitem-se entregas parciais e regulares de um determinado produto ou serviço que são priorizadas de acordo com o benefício para o destinatário do projeto.

Procuras um novo emprego?

Encontra na Universia

O Scrum nasceu associado a projetos de software, mas percebeu-se que poderia ser também utilizado em contextos em que o produto ou serviço pode ser desenvolvido de um modo incremental.

Ou seja, neste caso as diversas componentes podem ir sendo criadas isoladamente e integradas quando completas. O método adapta-se a todas situações em que os elementos de um produto podem ser entregues no final de um ciclo de trabalho e serem refinados no futuro.

O Scrum Master lidera a equipa e tem as seguintes responsabilidades:

  • Tentar que todos os participantes no projeto sigam os valores e princípios ágeis, as regras e processo de Scrum, em estreita colaboração com todos os elementos da equipa e com o cliente de modo a que as sinergias sejam maximizadas.
  •  Assegurar que exista uma lista de tarefas, em que estejam bem definidas as prioridades, facilitar as reuniões de Scrum (planificação da interação, encontros diários de sincronização da equipa, demonstração e retrospetiva) de maneira a que as equipas sejam produtivas e atinjam objetivos
  • Ensinar à equipa a autogestão. Não dar as respostas, mas guiar com perguntas de modo a que os vários elementos descubram uma solução
  • Superar obstáculos para que a equipa proporcione um resultado útil ao cliente da maneira mais efetiva, finalizando o projeto com êxito. Os problemas devem ser identificados nas reuniões diárias de sincronização e retrospetivas.
  • Proteger a equipa de interrupções externas ao trabalho durante a execução do projeto de modo a que a produtividade se possa manter elevada.

O Scrum é flexível e não define com detalhe o que fazer em todas as situações. O pressuposto base é que é inútil tentar prever o futuro quando a realidade dos projetos é volátil. Neste caso, as alterações aos produtos são naturais, a ideia é que se erre de forma rápida e económica para que se possa adaptar e melhorar o produto.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.