Notícias

5 habilidades para apagar do currículo

      
Existem informações irrelevantes no CV que devem ser retiradas para dar mais força ao conteúdo
Existem informações irrelevantes no CV que devem ser retiradas para dar mais força ao conteúdo
  • Conhecimentos informáticos básicos ou obsoletos desvalorizam o currículo e é melhor que sejam apagados.
  • Tentar ocupar espaço no CV preenchendo-o com informação irrelevante é um erro comum que deve ser evitado a todo o custo.
  • Mentir ou exagerar nas capacidades profissionais não é boa ideia, porque na altura da entrevista a verdade virá à tona.

Um erro a evitar no currículo é incluir informação irrelevante apenas com o intuito de ocupar espaço. A lógica é exatamente a contrária. “Menos é mais” e quanto mais incisivo o candidato a um emprego for melhor.

Tal como algumas frases não fazem sentido e podem desvalorizar o curriculum vitae, também existem informações que não vale a pena mencionar.

Para tornar o CV mais sintético e atrativo dê um passo em frente e apague. Sem medos.

Mas o que devo apagar do CV?

1)   Conhecimentos de línguas se forem fracos

É importante ser autêntico no momento de incluir um idioma no currículo. O nível em que domina o idioma é suficiente para que faça sentido incluído no currículo? É capaz de manter uma conversa suficientemente fluída com um nativo? Saberá ler e escrever nessa língua? Se a resposta a estas perguntas for negativa, incluir o conhecimento de uma língua estrangeira é apenas uma forma de se enganar a si próprio e ao recrutador.

Procura um novo emprego?

Encontre na Universia

2)   Conhecimentos informáticos básicos

Hoje em dia ser capaz de utilizar o Microsoft Word é mais do que básico. O mesmo acontece com o email. Já não é pertinente incluir estas capacidades no currículo. Os recrutadores procura atualmente capacidades mais específicas relacionadas com os programas informáticos como por exemplo noções de Photoshop ou aptidão para trabalhar com o Excel. Se não tem estas competências, está na hora de começar a pensar no assunto para valorizar o currículo.

3)   Redes sociais se apenas as usa por divertimento

Se não trabalhou especificamente com redes sociais, não inclua no currículo este item. Saber como conseguir mais likes ou seguidores de forma intuitiva não é suficiente. Para impulsionar um negócio nas RRSS é necessária estratégia e capacidade para analisar dados, entre outros aspetos.

4)   Soft Skills em lista

As soft skills são cada vez mais valorizadas pelos empregadores, mas é importante saber como incluí-las no currículo. Por exemplo, enumerar as soft skills numa lista é um erro, desta forma parece que apenas estão a ser mencionadas porque existe a ideia de que o recrutador gosta, não porque existam na realidade.

Em alternativa, tentar incluir no CV casos concretos que demonstrem que tem as ditas habilidades, por exemplo explicando que liderou uma equipa de 5 pessoas num projeto relacionado com Novas Tecnologias, em vez de mencionar que é um bom líder, é muito mais credível.

Erros crassos a evitar

Mentiras ou exageros: Não é necessário que encaixe absolutamente em todos os requisitos de uma vaga de emprego. Se cumprir entre 80 a 90% é suficiente. Se incluir mentiras ou exageros no CV somente para corresponder melhor à oferta de trabalho provavelmente acabarão por perceber a verdade na entrevista ou se for selecionado pode não desempenhar o trabalho como seria esperado.

Tecnologia obsoleta: Agora mais do que nunca os conhecimentos digitais são muito valorizados e é essencial que possa mostrar que é uma pessoa a par das últimas tendências. É irrelevante que tenha conhecimentos de uma tecnologia que está obsoleta e para além disso transmite a ideia de que não é uma pessoa atenta e com capacidade para evoluir.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.