Notícias

Como lidar com um chefe autoritário?

      
Tentar acalmar um chefe autoritário, dizendo-lhe exatamente o que ele quer ouvir
Tentar acalmar um chefe autoritário, dizendo-lhe exatamente o que ele quer ouvir "é um grande erro"
  • Lidar com um chefe difícil pode provocar grande stress e angústia, mas com um pouco de paciência pode gerir a situação sem se prejudicar.
  • Reconheça que trabalhar com um “chefe infernal” é algo transitório e ganhe forças para investir na sua carreira.
  • Crie alianças com o maior número de pessoas para não depender tanto do seu chefe.

Alguns funcionários sentem que o seu chefe não confia neles ou lhes dá a flexibilidade para tomarem decisões, mesmo depois de anos a trabalhar na mesma equipa. Às vezes, existem equipas de trabalho que são afetadas por esse tipo de atitude e os seus elementos sentem-se desconfortáveis com o estilo autoritário do chefe. Qualquer um que preste contas a uma pessoa difícil, tem três opções básicas, diz Gonzague Dufour: "Minimizar os danos, fixar um objetivo ou desistir".

No seu novo livro, Managing Your Manager: How to Get Ahead with Any Type of Boss, Dufour identifica seis tipos de "chefes infernais" e oferece estratégias práticas para ser mais fácil lidar com eles sem que estraguem a sua carreira ou até saúde.

Procura um novo emprego?

Encontre na Universia

Gonzague Dufour, diretor de recursos humanos da Philip Morris, da Kraft e de outras grandes empresas, agora é responsável pelo recrutamento e desenvolvimento da Bacardi. Este responsável escreveu aquele livro porque as pessoas lhe perguntaram "centenas de vezes, durante 30 anos, como podem lidar com o seu chefe difícil", diz ele.

O próprio Dufor afirma que foi subordinado de vários chefes maus, inclusive um que era "inteligente, empático e incapaz de tomar uma decisão" e outro que "tinha capacidades para ser promovido, principalmente porque tinha a mesma capacidade de culpar os outros quando as coisas corriam mal ". Lembra-se que, às vezes, quando foi obrigado a trabalhar em estreita colaboração com um desses chefes difíceis, sentiu que era "o equivalente a um casamento disfuncional".

Dufour sugere estes cinco passos:

1) Limitar a dor e definir um objetivo 

Deve reconhecer que trabalhar com essa pessoa é uma "tarefa temporária". Pode definir balizas de tolerância e usar o tempo para ter maiores hipóteses de conseguir um bom emprego noutra empresa. Digamos que decide que pode aguentar mais um ano (assumindo que o seu chefe ficará esse tempo). "Se defenir o que necessita para deixar o cargo e impulsionar a sua carreira, tem um incentivo positivo para trabalhar durante esse período", diz Dufour.

2) Evite surpresas

Os chefes autoritários, mais do que a maioria das pessoas, "odeiam ser ignorados, é por isso que deve mantê-los informados de concretizações insignificantes e relativamente insignificantes. Eles procuram controlo e poder, de modo que dar-lhes alguma informação satisfaz o seu apetite".

3) Seja o mensageiro da sua equipa

Se ainda não assumiu esse papel, Dufour recomenda que ganhe a confiança dos membros da sua equipa e seja quem comunique os seus problemas e necessidades ao chefe. "Isso pode ser intimidante, pois envolve ter que lhe dizer coisas que pode não querer ouvir, mas o novo status vale a pena", diz ele.

4) Recuse-se a dizer sim a tudo.

Embora muitas pessoas tentem acalmar um autoritário, dizendo-lhe exatamente o que ele quer ouvir e seguindo as suas ordens à letra, "é um grande erro", diz Dufour. Deve conseguir dizer não ao seu chefe e argumentar de forma lógica: "Enfatize o resultado positivo. Concentre-se no que o seu chefe ganhará se fizer o que sugere". Às vezes, o que o beneficia não é o que diz, mas sim como expõe o que pensa.

5) Faça as tarefas que o seu chefe não gosta.

Em geral, os chefes que dão ordens e são controladores não desfrutam de debates e discussões prolongados, e não são bons a lidar com os "problemas das pessoas", diz Dufour.

Considere que isso se torna a sua especialidade e tente compensar a falta de habilidades sociais do que seu chefe difícil, mesmo que ele se ressinta da sua capacidade de fazer algo que ele não consegue encontrará vantagens.

Até mesmo os chefes autoritários são raramente tão insensíveis que não percebem que ignorar os problemas das pessoas acabará por prejudicar as suas próprias perspectivas profissionais e, segundo Dufour, "essa é a única coisa para a qual eles não têm estômago".

"Crie alianças com o maior número possível de pessoas, desde os recursos humanos a outras áreas técnicas de apoio à equipa", diz Dufor. "O ponto é tornar-se altamente reconhecido como a pessoa a quem recorrer para algo em particular, de modo que a sua carreira e reputação não dependam apenas da boa vontade do seu chefe"



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.