Notícias

Casos de êxito: 5 empreendedores que triunfaram aos 20 anos

      
Com 20 anos ou menos existem empreendedores que já faturam milhões
Com 20 anos ou menos existem empreendedores que já faturam milhões
  • Gostavas de lançar-te no empreendorismo, mas consideras que és muito novo? Desengana-te, o mais importante é a tua ideia.
  • Existem jovens que aos 20 anos já conseguiram ter uma ideia inovadora que mudou as suas vidas para sempre.
  • Muitos empreendedores seguem o sonho de conseguir o mesmo feito.

Se tens uma ideia de negócio e acreditas nela não desistas. Foi assim que alguns jovens triunfaram e ficaram milionários. Não se trata apenas de uma questão de sorte, mas também de esforço, constância e trabalho duro. Muitos jovens que começam a sua própria startup atuam no segmento das novas tecnologias, onde as histórias de sucesso são muitas e as barreiras são escassas. 

Inspira-te em 5 histórias de jovens que tornaram os sonhos realidade

Jason Marmon: "Tinder para a procura de apartamentos"

Jason Marmon tinha apenas 17 anos quando cofundou a startup HomeSwipe com Michael Lisovetsky, 22 anos, e Dean Soukeras, 43 anos. Em 2014, lançaram uma app com o mesmo nome e descreveram-na como um “Tinder para a procura de apartamentos”, na medida em que o processo é tão simples que basta ao utilizador deslizar entre as várias opções e encontrar a que mais lhe agrada.

Em 15 dias a aplicação estava pronta e o projeto impressionou Tim Draper, o investidor norte-americano. Os empreendedores conseguiram um investimento inicial de 500 mil dólares. O jovem Jason Marmon tinha aulas de manhã e depois trabalhava até tarde, dormia pouco e recomeçava a mesma rotina todos os dias. Atualmente está totalmente dedicado à empresa que ajudou a criar.

Procuras emprego?

Encontra na Universia

George Burgess: agregador de conteúdos

Rever as matérias para os exames pode ser complicado e foi perante este obstáculo que George Burgess, ao procurar testar os seus conhecimentos de geografia utilizando o telemóvel, se apercebeu que a oferta do mercado era diminuta.  

Com apenas 17 anos decidiu criar uma aplicação para solucionar o problema e como não tinha conhecimentos de programação contratou um freelancer e pediu ajuda a um professor da sua escola para criar os conteúdos.

Dois meses depois a Gojimo, aplicação de resumos de geografia, já estava disponível na App Store, da Apple. Devido ao sucesso da sua ideia, o jovem replicou o processo e criou aplicações similares para outras disciplinas. Aos 21 anos, este empreendedor lançou uma plataforma online com o mesmo nome. Recentemente, a empresa revelou que fechou um contrato de um milhão de dólares com a Index Ventures, vocacionada para os investimentos em empresas de tecnologia de informação.

Nick D’Aloisio: a grande aposta da Yahoo!

Com apenas 12 anos, Nick D’Aloisio começou a programar e a desenvolver a sua primeira aplicação para smartphone. O empreendedor impulsionou três anos depois um algoritmo para agregar conteúdos e lançou uma aplicação chamada Trimit.

Pouco tempo depois chamou a atenção de Li Kashing, um investidor de Hong-Kong, que investiu 300 mil dólares no conceito. Com este reforço financeiro, o jovem começou a trabalhar numa aplicação agregadora de notícias. No ano de 2012, quando foi lançada a aplicação recebeu destaque por parte da Apple o que levou a que tivesse mais de 150 mil downloads na primeira semana e cerca de um milhão nos primeiros seis meses seguintes. A app acabou por ser comprada no ano seguinte pela Yahoo! por 30 milhões de dólares.

Anna Gurguí, fundadora de Bookish

Apaixonada pelos livros deixou o curso de Direito para se licenciar em estudos literários, acabando por trabalhar na área livreira. Numa feira do setor, Anna Gurguí deu conta que havia demasiadas obras e que para os leitores era difícil encontrar um que realmente se identifique com eles. Assim, fundou a Bookish, uma subscrição literária personalizada em que a cada mês se recebe um livro. Anna assegura que “é preferível dar um passo atrás, que às vezes supõe um sacrifício para depois avançar o triplo mais”.

Ben Kaufman: acessórios para iPod

Ben Kaufman foi nomeado, em 2007, como o melhor empreendedor do ano com menos de 30 anos pela revista norte-americana Inc. Na época, ele tinha 20 anos e tinha criado a Mophie, uma empresa que produzia acessórios para iPod. A partir daí, ele descobriu a sua paixão de empreender. Em 2009, ele criou o site de crowndsourcin Quirky e o sucesso tem sido enorme.

As melhores formas para financiar um projeto empresarial

Ebook: As melhores formas para financiar um projeto empresarial

Neste ebook apresentamos os elementos chave para quem quer obter financiamento público ou privado.

Inscreva-se e baixe este eBook gratuitamente



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.