Notícias

Será que os robots vão substituir os humanos no mercado de trabalho?

      
A previsão é que os robots não irão substituir por completo a força humana
A previsão é que os robots não irão substituir por completo a força humana
    • O aumento da automatização faz antever a chegada de um cenário completamente novo de emprego.
      • A automatização de tarefas que são repetitivas e baseadas em dados irá levar à criação de novos tipos de emprego.
        • A ênfase será na forma como os humanos e as máquinas podem trabalhar em conjunto mais eficazmente.

        As inovações tecnológicas modernas têm atualmente uma tal intensidade e escala que no futuro é provável constatar menos oportunidades de emprego no mundo ocidental e um aumento acentuado do tempo de lazer?

        A perturbação provocada no mercado laboral pela Indústria 4.0, robotização e aumento de serviços de entrega sem pessoas já está bem documentada. Há indícios que sugerem que as alterações irão ocorrer numa escala socioeconómica significativa em comparação com as atualizações técnicas esporádicas que temos visto até agora.

        No entanto, esta situação levanta várias questões interessantes: enquanto força de trabalho estamos preparados, social e psicologicamente, para um aumento do tempo de lazer? Podemos aprender a partir da nossa própria história socioeconómica desde o momento em que a máquina a vapor ou a eletricidade foi introduzida? Como conseguimos a transformação do nosso local de trabalho quando o computador se tornou um elemento fixo nas nossas vidas profissionais? As perguntas são muitas, mas já se vão afigurando algumas respostas.

        Os robots não vão dispensar a intervenção humana

        Os robots vieram para ficar, mas os seres humanos vão continuar a ser uma peça fundamental de todo o sistema produtivo. Esta é uma das previsões centrais do estudo Future First, que identifica as principais tendências do mercado de trabalho do futuro, realizado através duma parceria entre a Michael Page e os analistas de tendências da plataforma Foresight Factory.

        Apesar de os empregos de operários e as tarefas repetitivas serem os primeiros que terão um impacto provocado pela automatização, os desenvolvimentos recentes da inteligência artificial, tais como a aprendizagem automática, a aprendizagem profunda e a compreensão em língua natural apontam para um futuro em que os empregos de funcionários e mesmo os empregos criativos terão um impacto semelhante.

        Os avanços na inteligência artificial estão a dar origem a uma nova geração de chatbots inteligentes, ou seja, programas de computador que simulam uma conversa e plataformas automatizadas de contacto com o consumidor. Um quarto da população total do Reino Unido já interagiu com um chatbot e espera-se que 50% da população utilize este serviço até 2020.

        Apesar das novas funcionalidades criadas pela inteligência artificial serem cada vez mais sofisticadas e semelhantes ao comportamento humano, a previsão é que estas não irão substituir a força humana. Antecipa-se que a inteligência emocional será considerada como uma expectativa comercial fundamental além de uma competência pessoal que será muito apreciada nos candidatos.

        Sobre o Estudo

        A Michael Page, em parceria com os analistas de tendências Foresight Factory, levou a cabo uma investigação para analisar as tendências e tecnologias atuais que darão forma ao local de trabalho do futuro. Através de uma análise destas tendências e com os contributos dos consultores de recrutamento especialistas é possível antever o que estas tendências irão brevemente significar para as competências necessárias nas funções em setores laborais essenciais.

        Sobre a Michael Page

        A Michael Page é uma das mais conhecidas e respeitadas consultoras de recrutamento do mundo. Estabelecida há mais de 40 anos no Reino Unido, tem atualmente 140 escritórios em 35 países. É líder em recrutamento e seleção especializada de quadros médios e superiores, para projetos de carácter permanente e temporário, sendo constituída por consultores especializados, com formação e experiência profissional nas áreas para as quais recrutam.

        Biotecnologia: A medicina do futuro

        Biotecnologia: A medicina do futuro

        A Biotecnologia é atualmente um dos setores profissionais com maior previsão de crescimento no mercado de trabalho.

        Inscreva-se e conheça as melhores carreiras universitárias



        Tags:

        Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.