Notícias

5 regras não escritas sobre ser chefe que ninguém lhe contará

      
O trabalho do gestor é traduzir a estratégia nas ações diárias da sua equipa
O trabalho do gestor é traduzir a estratégia nas ações diárias da sua equipa
  • Ser chefe envolve muito mais do que apenas assumir mais responsabilidades, na verdade, é um trabalho totalmente novo por si só.
  • Ou é um líder nato ou terá muito trabalho na direção da sua primeira oportunidade de liderar.
  • Se a sua empresa reconheceu que tem potencial de liderança esta é a oportunidade de brilhar.

Depois de muitas horas de trabalho árduo, o seu empregador promoveu-o a chefe. Pela primeira vez na sua vida, tem vários funcionários que reportam a si. Quer deixar a sua marca e levar a sua carreira para o próximo nível? Mas como fazê-lo?

Como qualquer nova responsabilidade, ser chefe implica um conjunto de regras não pronunciadas. Na verdade, existem algumas coisas sobre o trabalho de um gestorque provavelmente nunca percebeu. Os cinco pontos seguintes são importantes para ter em mente.

1- Vai estar no centro das atenções, por isso, use a sabedoria

Como gestor, ou é amado ou odiado, mas nunca é ignorado. Pode ser uma situação desconfortável, mesmo que um dos seus objetivos seja ser mais visível para os líderes da empresa.

Quando está no centro das atenções, as pessoas estão a observá-lo e a formar opiniões sobre si. Isto significa que estão a ler as suas palavras, ações e gestos mais de perto do que estavam antes.

Isto não é necessariamente algo mau. Não precisa mudar a sua personalidade ou ser um mártir de trabalho (na verdade, dessa forma até pode prejudicar o seu desempenho).

Deve, no entanto, reconhecer o impacto dos seus novos poderes e vê-los como uma oportunidade para definir a sua cultura de trabalho.

2- Terá mais informações sobre os seus colegas do que realmente precisa

Também vai descobrir que, ao tornar-se a principal fonte para receber reclamações, ouvirá coisas que nunca pensou ouvir. Desde relatos de dramas no local de trabalho ou até mesmo denúncias contra um dos seus colegas de trabalho.

Também pode descobrir que receberá reclamações sobre assuntos fora do escritório. Os funcionários irão até si com os seus problemas pessoais, de saúde até esgotamentos.

Como chefe, não faz parte do seu trabalho resolver todos os problemas dos seus funcionários. Pode haver ocasiões em que é apropriado que cuide da situação, mas outras vezes precisa direcioná-las para outro lugar.

A chave é entender que tratamento dar à situação. Pode ter que usar tentativa e erro para conseguir essa percepção, mas esteja ciente de que as ações tomadas podem ter um impacto amplo na empresa.

3- Gastará mais tempo do que vai querer em baixos desempenhos

Quando começar a gerir pessoas, vai saber distinguir os funcionários de alto desempenho dos de baixo desempenho.

Se não for cuidadoso, poderá gastar muito do seu tempo nos últimos. É por isso que é importante identificar que problemas são uma questão de capacidade, habilidade ou conhecimento e se é algo que podem superar. Se considera que não podem mudar (e deu-lhes várias oportunidades), então deve pensar muito sobre se deve mantê-los na sua equipa. Afinal, o tempo que gasta para corrigir os erros dessas pessoas é o tempo que não gasta a desenvolver (e capacitar) os seus funcionários de alto desempenho.

4- Será o formador designado

O trabalho do gestor é traduzir a estratégia nas ações diárias da sua equipa. Vai consistentemente reinterar a estratégia e os objetivos da empresa e explicar a conexão entre os dois.

Não importa quantas vezes tenha repetido as novas prioridades da empresa, há sempre alguém na sua equipa que ainda não percebeu e pede-lhe para explicar pela milionésima vez.

Infelizmente, esse é um dos requisitos para o trabalho que simplesmente terá que enfrentar. E assim como as pessoas lhe levam os seus problemas pessoais, também fazem perguntas para as quais pode não saber a resposta (por exemplo, questões sobre RH e benefícios).

Como chefe, deve ter conhecimento suficiente da política da empresa para responder a essas perguntas, mas se for algo que o transcenda, assegure-se de direcionar as suas dúvidas para alguém que saiba a resposta.

5- Poderá sentir-se sozinho algumas vezes

Às vezes, ser chefe significa conservar informações que ninguém mais pode saber o que pode isolá-lo.

Às vezes, isto significa estar em desacordo com outros responsáveis quando se trata de alocação de recursos. E, às vezes, enfrentará circunstâncias nas quais nunca imaginou estar.

Pode ficar tentado a partilhar essas informações com os seus funcionários. Isso é o que costumava fazer, afinal. Porém, como gestor, sabe que, às vezes, é do interesse de todos manter certas informações específicas confidenciais.

Se tiver que falar sobre isso com alguém, tente encontrar um mentor externo em quem confie. Dessa forma, pode manter a compostura no trabalho sem violar as suas obrigações como chefe.

Ao estar ciente destes cinco pontos, pode ter um plano para lidar com possíveis desafios antes de enfrentá-los. Entenda apenas que pode haver casos em que não vai conseguir acertar à primeira vez.

5 conselhos para uma maior concentração no trabalho

Infografia: 5 conselhos para uma maior concentração no trabalho

Estas são algumas das estratégias que podem ajudar a minimizar distrações, reduzir o stress e melhorar a concentração no escritório.

Inscreva-se e aprenda a melhorar sua produtividade



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.