Notícias

Acolhe um estudante estrangeiro com o programa AFS para famílias em Portugal

      
O programa pretende proporcionar aos diferentes participantes uma experiência de aprendizagem intercultural
O programa pretende proporcionar aos diferentes participantes uma experiência de aprendizagem intercultural
  • As famílias de acolhimento são consideradas um elemento chave para o bem-estar do estudante estrangeiro.
  • A Intercultura que organiza o programa compromete-se a acompanhar e apoiar de forma personalizada toda a experiência.
  • Os jovens a acolher são estudantes do ensino secundário com idade entre os 15 e os 18 anos.

Para quem gosta de conhecer culturas diferentes, outras formas de encarar o mundo e até arriscar a aprender novas línguas receber um estudante do ensino secundário em casa através do Programa AFS – Famílias de Acolhimento pode ser uma experiência inesquecível.

Para quem chega a Portugal é também uma oportunidade única para ter uma visão profunda da vida no país, habitando numa família diferente da sua e experimentando outras referências culturais.  Muitas vezes são criados laços tão fortes entre os jovens e as famílias de acolhimento que podem durar uma vida inteira.

O que é afinal o Programa AFS – Famílias de Acolhimento?

É uma experiência de intercâmbio em que uma família acolhe voluntariamente em sua casa um jovem estrangeiro que chega a Portugal para estudar numa escola secundária durante um trimestre, semestre ou ano letivo.

Desde 1956 que a Intercultura-AFS Portugal convida famílias de norte a sul do país e ilhas, a acolherem estudantes estrangeiros de intercâmbio em sua casa.

A família de acolhimento pode ter diferentes composições?

Sim, as famílias AFS não têm que pertencer a nenhum modelo familiar tradicional. Podem ser famílias com filhos, sem filhos, adultos independentes ou famílias monoparentais, de diferentes idades, géneros e composições. 

Nem sequer é necessário ter um quarto só para o estudante, que poderá ficar junto com os irmãos de acolhimento. Mas cada jovem deverá ter a sua própria cama.

Como deve ser o estudante integrado na família?

A ideia é que o estudante seja integrado como membro da família, partilhando tanto as alegrias como os problemas, assumindo uma postura de responsabilidade igual a todos os outros elementos.

“Acolher um estudante AFS em sua casa contribui para promover um espírito de abertura e tolerância no seio familiar, para aprender a lidar com situações desafiantes e transformá-las em oportunidades de crescimento e para ganhar sensibilidade para assuntos globais”, explica a Intercultura.

Procuras uma oportunidade de emprego?

Encontra na Universia

Qual o objetivo do programa?

O principal objetivo é proporcionar aos diferentes participantes – família e estudante acolhido - uma experiência de aprendizagem intercultural, em que ambas as partes entram em contacto com novas referências culturais.

Com este programa “é possível apreciar e aprender com novas culturas, valores e tradições, conhecer novas formas culturais como comida, música ou desporto e revisitar a própria cultura”, pode ler-se no site da iniciativa. 

Que idade têm os jovens a ser acolhidos?

Os jovens deverão ter entre os 15 e os 18 anos.

Qual é a obrigação financeira de uma família de acolhimento?

As famílias de acolhimento são voluntárias e por isso não recebem qualquer remuneração por receber o estudante. A alimentação fica a cargo da família de acolhimento, mas outras despesas (médicas, manuais escolares, transportes públicos, almoços na cantina) são da responsabilidade da Intercultura ou da família natural do estudante.

Durante a experiência do jovem estudante em Portugal a Intercultura compromete-se a acompanhar e apoiar de forma personalizada toda a experiência através de voluntários e de uma equipa especializada.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.