text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Santander Totta vence 1ª edição do Jumping Talent Portugal

      
1ª edição Jumping Talent
1ª edição Jumping Talent  |  Autor: Universia Portugal  |  Fonte: Universia Portugal

A equipa era composta por Fernando Vieira dos Recursos Humanos do Santander Totta, Sofia Viterbo de Freitas, Diretora de Marketing do Santander Totta, e os finalistas:

- André Dias – Licenciado em Economia pelo ISCTE

- Diogo Magalhães – Mestrado em Química Tecnológica pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Lisboa

- Jessica Teixeira – Mestrada em Economia Industrial pela Universidade de Coimbra

- João Pedro Silvestre – Mestrado integrado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior Técnico

- Maria Luísa Cunha – Licenciada em Matemática pela Universidade do Porto.

Para além de terem tido oportunidade de participar neste evento único que lhes permitiu fazer networking, de uma forma descontraída e divertida, com responsáveis de recrutamento de 7 grandes empresas em Portugal, os vencedores levaram ainda para casa vários prémios dos quais destacamos: vouchers de uma noite para duas pessoas num dos hotéis Vila Galé; câmaras de filmar oferecidas pelo Banco Santander Totta.

Foram ainda entregues aos vencedores da 1ª dinâmica bilhetes para os 3 dias do festival Super Bock Super Rock oferecidos pela Unicer e o Knightsbridge Examination & Training Centre premiou também 2 dos 60 finalistas com um exame de Inglês.

O JUMPING TALENT?

A rede Universia e a comunidade de emprego Trabalhando Portugal promoveram esta semana a I edição do Jumping Talent, o concurso de talento universitário que procurou inovar na forma como se faz recrutamento no nosso país.

Nesta 1ª edição participaram 7 grandes empresas que tiveram oportunidade de conhecer melhor e de trabalhar em conjunto com as 60 grandes promessas do nosso país. Finalistas ou recém licenciados, estes jovens têm já um percurso bastante interessante e um currículo que se destaca de todos os outros, quer pelo seu percurso académico, quer pelas suas atividades extracurriculares.

De uma forma bastante descontraída e divertida, foram convidados a demonstrar as suas competências perante os responsáveis pela área de recursos humanos dasempresas participantes: o Banco Santander Totta, a Deloitte, a Accenture, a ANA Aeroportos, o Grupo Elevo, o Grupo Auchan/Jumbo e a Unicer.

Com este formato de “talent show”, a Universia rompeu com os processos de seleção tradicionais, que agradou a todos, candidatos e empresas, que têm agora oportunidade de integrar estes candidatos nos seus programas de trainees.

Relativamente às áreas de formação procuradas pelas empresas neste evento, destacamos os cursos de gestão, comunicação, marketing, economia, recursos humanos, matemática, psicologia, a engenharias, etc.

O processo de seleção, realizado a nível nacional - e com Assessments Centres em Lisboa, Coimbra e Porto - contou ainda com o apoio da comunidade de empregoTrabalhando.pt e dos Gabinetes de Saídas Profissionais das Universidades.

A OPINIÃO DOS FINALISTAS:

“O Jumping Talent foi uma grande oportunidade de entrar em contacto com grandes empresas num ambiente descontraído, divertido e dinâmico. “ Gonçalo Mina

“É um contexto diferente e desafiante! Por muito que se pudesse idealizar como seria o dia sair-se-ia sempre surpreso. Saí da minha zona de conforto e aprendi coisas novas e conheci pessoas diferentes e fantásticas. Valeu a pena levantar às 5h30m e chegar a casa às 00h!” José Cravo

“Em relação ao evento do Jumping Talent considero que foi uma oportunidade bastante gratificante para cada um de nós e principalmente para mim, que ainda me encontro a finalizar os meus estudos, e ainda não tinha estabelecido nenhum contacto tão directo com profissionais já estabelecidos no mercado de trabalho, nem iniciado a procura por um primeiro emprego. “Raquel Martinho


FASES DE JUMPING TALENT

Numa primeira fase, a equipa de recrutamento da Universia analisou todas as candidaturas e potenciais candidatos inscritos na rede Trabalhando. Após uma fase de entrevistas telefónicas, foram selecionandos os melhores candidatos para os Assessment Centres, nos quais foram apurados os 60 melhores candidatos que marcaram presença na grande final que se realizou no passado dia 28 de maio na Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa.

Bom desempenho académico, nível de inglês elevado, experiências internacionais (académicas ou profissionais), e uma carta de motivação ou de recomendação de algum professor entregue aquando da inscrição eram alguns dos requisitos obrigatórios para integrar este processo de recrutamento.

No dia do evento propriamente dito, e através da prova individual, A Voz do Jumping Talent, os coaches das empresas participantes tiveram que competir entre si para atrair o talento cujo perfil melhor se enquadrava às necessidades das suas empresas.

Depois de formadas as equipas, foi-lhes colocado o desafio final: uma prova que contou com o apoio da Egor, e que convidava as equipas a criarem A Melhor Sanduiche do Mundo, e a implementarem o seu plano de negócio. No final foi a equipa do Banco Santander Totta aquela que melhor convenceu o júri.

OS 60 FINALISTAS DO JUMPING TALENT

Mais de 63% dos finalistas são de universidades localizadas em Lisboa, e 20% de universidades do norte do país. Coimbra, está representada com 15% dos candidatos. Com 10 candidatos na final, a Universidade de Lisboa é a Instituição de Ensino Superior mais representada nesta I edição do Jumping Talent.

Relativamente aos cursos, os mais representados foram Gestão com 18%; Engenharia Civil com mais de 14%, Engenharia e Gestão Industrial com 13%. Outros 13% oriundos de Engenharias diversas: Materiais, Petróleos, Física, Informática; Mecânica e Química.

Quanto à graduação académica, 43% possui mestrado, 33% mestrado integrado, e 18% possui licenciatura. Neste evento participaram ainda dois candidatos com double degree, e um com doutoramento.

Sobre a rede Universia http://www.universia.pt/

A Universia é uma rede de 1 262 universidades que está presente em 23 países ibero-americanos, (Andorra, Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Honduras, Nicarágua, México, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela). O Universia desenvolve ações dentro e fora do espaço virtual.

Portugal é o oitavo país onde o Portal Universia foi lançado, a 2 de maio de 2002. Atualmente o Universia Portugal integra 27 Instituições de Ensino Superior, públicas e privadas, que representam no seu conjunto 80% do coletivo universitário português. A rede Universia faz parte da Responsabilidade Social Corporativa do Banco Santander.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.