text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Emilio Botín: Banco Santander destinará 700 milhões de euros a projetos universitários até 2018

      
Shutterstock (Brasil)
Shutterstock (Brasil)

Hoje termina o III Encontro Internacional de Reitores Universia 2014, após dois dias de intensos debates sobre 10 temas fundamentais para o mundo da Educação Superior na comunidade ibero-americana. 1100 universidades, de 31 países, participaram neste acontecimento que finaliza com um compromisso institucional das Universidades presentes materializado na Carta Universitária Rio 2014. Consulta aqui a Carta Universitária do Rio.

 

O presidente da Universia, Emilio Botín, agradeceu o esforço e a colaboração a todos os que participaram na preparação, desenvolvimento e conclusões do III Encontro, que classificou de “histórico”.

 

Este acontecimento contou com a participação de 1.100 reitores, mais de 2.000 contribuições de especialistas académicos através das redes sociais, uma grande variedade de temas tratados e porta-vozes de diferentes países, mais de 100.000 universitários participantes na criação de conteúdos e um amplo desenvolvimento tecnológico.

 

Por estas razões, Emilio Botín destacou seis temas que surgiram nos debates e que são prioritários para o futuro da Universidade:

 

- A necessidade de liderança social da Universidade para "desempenhar um papel ativo e contribuir para o desenvolvimento social, institucional, cultural e económico dos diferentes países."


- A necessidade de renovar os modelos de formação e a oferta educativa com o apoio dos governos e o sector privado, para “abrir a Universidade e responder às novas exigências e expectativas dos seus estudantes e da própria comunidade”.

 

- A internacionalização como fator imprescindível na relação entre universidades e sistemas universitários num mundo global.

 

- O investimento em I+D+i como investimento estratégico e profundamente social, “diretamente relacionado com a geração de emprego, competitividade, prosperidade económica e o progresso social e cultural”.

 

- A colaboração universidade-empresa como algo essencial, “para atingir um aproveitamento estratégico do conhecimento a favor do desenvolvimento económico e social e do empreendimento”.

 

- A dimensão digital da universidade, atingindo a plena integração das práticas digitais a nível institucional, como “um desafio de primeira ordem para as universidades”.



Um compromisso global

O Presidente da Universia destacou que a Carta do Rio, “representa não apenas uma declaração de princípios, mas um magnífico Roteiro para que a Universidade Ibero-americano desempenhe um papel crucial nos próximos anos".

 

Emilio Botín terminou o seu discurso encorajando as instituições regionais e mundiais, empresas e universidades a envolverem-se pessoalmente para “trabalhar fortemente na difusão das conclusões deste Encontro e em fazer com que a Carta do Rio se transmita e se desenvolvam planos concretos e calendários de implementação”.

 

Neste sentido, Botín reiterou o apoio do Banco Santander e da Universia para atingir os objetivos fixados e assumiu o compromisso de dedicar 700 milhões de euros (945 milhões de dólares) a projetos universitários nos próximos quatro anos, dos quais 40% vão para bolsa de acesso e de mobilidade nacional e internacional de alunos e professores; 30% para fomentar a investigação, a inovação e o empreendedorismo universitário; e os restantes 30% para apoiar projetos académicos e iniciativas destinadas à modernização e incorporação das novas tecnologias na universidade.

 

O IV Encontro Internacional de Reitores Universia, terá lugar em Salamanca em 2018.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.