text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Doutoramento em Economia e Finanças da Nova SBE é o único certificado pela FCT

      
Foto: Nova SBE
Foto: Nova SBE

Em contraciclo com a realidade da maior parte das instituições de ensino superior, a Nova School of Business and Economics (Nova SBE) registou, no arranque deste ano letivo, um aumento significativo das candidaturas aos doutoramentos em Economia/Finanças e em Gestão. O primeiro é o único doutoramento das áreas de Economia e de Finanças certificado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) em todo o país e viu o número de candidaturas quadruplicar, enquanto o segundo registou um aumento de 20 por cento de candidatos.

 

 

Com a coordenação do Professor da Nova SBE, Pedro Vicente, o doutoramento em Economia/Finanças da Nova SBE recebeu, este ano, 46 candidaturas, das quais cerca de 60 por cento pertenciam a alunos estrangeiros que queriam vir fazer o seu doutoramento numa escola europeia de referência.

 

 

A certificação concedida pela FCT ao doutoramento em Economia/Finanças da Nova SBE permite oferecer um número limitado de bolsas a alunos que necessitem de apoio financeiro, não só para suportar as propinas mas também para fazer face aos custos de manutenção do doutoramento.

 

 

Por outro lado, o doutoramento em Gestão da Nova SBE, coordenado pelo Professor da Nova SBE e Diretor-Adjunto para a Área de Desenvolvimento Internacional, João Amaro de Matos, obteve também um aumento de 20 por cento no número de candidaturas com mais de metade - 79 por cento – de candidatos estrangeiros.

 

 

Para Álvaro Ferreira da Silva, Sub-Diretor da Nova SBE para a Investigação, esta procura dos estudantes portugueses e estrangeiros pelos doutoramentos da escola deve-se “ao crescente número de trabalhos publicados pela investigação da escola, a maior parte deles em revistas científicas de referência. Ao número de publicações em revistas internacionais de referência, à reputação internacional de excelência de muitos dos professores e investigadores da Nova SBE e também às boas práticas que implementamos e que nos permitem competir no mercado nacional e no mundo inteiro”, concluiu.

 


Os programas doutorais da Nova SBE têm como objectivo a formação de investigadores independentes aptos a competir com sucesso para posições académicas ou para instituições de investigação em todo o mundo, bem como para posições de topo em empresas, instituições financeiras e para organizações governamentais.

 


Atualmente, a Nova SBE tem 65 alunos de doutoramento (41 em Economia/Finanças e 24 em Gestão) de 13 nacionalidades diferentes. Estes beneficiam de um ambiente de investigação único e exigente, aprendendo com um corpo docente internacional a conduzir investigação de excelência.
A realização de um semestre letivo no estrangeiro, a participação em seminários regulares com investigadores externos e em conferências internacionais para apresentação do trabalho em curso são alguns exemplos da atratividade da investigação na Nova SBE.

 


Com a acreditação Triple Crown (AACSB, EQUIS e AMBA), a Nova School of Business and Economics oferece licenciaturas em Economia e Gestão, mestrados nas áreas de Finanças, Gestão e Economia e ainda doutoramentos em Economia/Finanças e Gestão.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.