text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Segundo especial de micromorfologia

      
Revista SJSS
Revista SJSS

 

O novo número do Spanish Journal of Soil Science (SJSS), dedicado à memória do micromorfólogo Nicolas Fédoroff (1934-2013), é o segundo de dois números especiais que contêm uma seleção de artigos derivados das comunicações apresentadas nas sessões de 1 a 4 durante a celebração da reunião quatrienal da comissão 1.1 da União Internacional de Ciência do Solo.

O primeiro artigo, Kovda e Lebedeva apresentam um trabalho que reflete a identificação morfológica e a micromorfológica de traços modernos e atuais nos solos criogénicos argilosos situados no sudeste da Rússio. De acordo com as suas características morfológicas, micromorfológicas, físicas e químicas, os solos representam um complexo edáfico que inclui Phaeozems Vérticos Lúvicos (Argilosos e Túrbicos) e Phaeozems Lúvicos (Argilosos e Túrbicos).

No segundo artigo, Lebedeva e Kutovaya estudaram a fábrica de horizontes superficiais nos solos áridos de Ásia Central. Neste trabalho analisaram dois micros horizontes superficiais – vesicular e laminar cuja fábrica se encontram tipicamente nos horizontes superficiais de solos fracos gravosos situados ao longo do gradiente climático Árido/continental da zona sub-boreal da Ásia Central (desde o sul da Rússia até ao Uzbequistão, Cazaquistão e Mongólia).

Por outro lado, Gerasimova e outros investigadores analisam a micro morfologia, os minerais da argila e o estudo edafogenético de três Zheltozems da Rússia, solos que podem ser classificados como Acrisolos, Alissolos ou Ultissolos, que ocupam áreas muito pequenas deste país e que estão fortemente modificados pela ação humana. 

Enquanto isso, Roquero e outros compiladores avaliam o quarto artigo a micromorfologia de solos hidromórfos desenvolvidos em depósitos fluvio-marinhos do Pleistoceno Médio-Superior no Golfo de Cádis (Atlântico, Sul de Espanha). O estudo de paleósolos hidromórfos desenvolvidos na antiga planície costeira do rio Guadalquivir (Huelva, Espanha) anteriores a 100 ka BP, permite estabelecer os principais fatores que controlam o desenvolvimento edafogenético.

No quinto artigo, proporcionam-se novas evidencias sobre a história edafológica e geomorfológica no Vale de Teotihuacán, no México, enfatizando as evidências micromorfológicas de uma sequência de solos. A paisagem do solo deste lugar é formada por um Luvisol e um “solo negro”, cujas análises micromorfológicas permitem: (a) distinguir entre processos insitu e processos herdados, e (b) estabelecer as relações espaciais de erosão/sedimentação através de uma sequência de três perfis de solo.

Por fim, estudaram os paleosolos aluviais com húmus escuro no Centro e Sul do México, analisando os indicadores micromorfológicos dos habitats da mega fauna do Pleistoceno tardio. 
 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.