text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Os melhores truques para aumentar a sua criatividade

      
Fonte: Shutterstock
Fonte: Shutterstock

Dom? Arte? Nada disso. A criatividade é, sim, uma ciência. Ensinada em cursos como, por exemplo, de Ciências da Comunicação, ou de Marketing, esta competência é muito útil em qualquer profissão e pode ser adquirida e trabalhada por qualquer pessoa.

 

Leia também:
» Conheça as 3 regras da criatividade
» Como “aliviar” o cérebro no trabalho
» As atitudes que deve evitar este ano

 

Antes de mais, é preciso perceber que a criatividade é fruto do conhecimento, ou seja, quanto mais se aprende, maior é a probabilidade de ter constantemente ideias diferentes e inovadoras. E não estamos a falar apenasa de conhecimentos académicos. A união de diferentes competências e habilidades adquiridas ao longo vida pode gerar resultados fantásticos, inclusive no ambiente de trabalho.

 

Mas além disso, o que a maioria das pessoas desconhece é que a felicidade é também um grande estimulante. Isto acontece porque a alegria liberta no cérebro uma substância chamada dopamina, que é fundamental aos processos criativos. É por esse motivo que as melhores ideias surgem em momentos de descontração, como no banho, ou depois de comer ou do exercício físico. Manter-se aquecido é também um fator positivo, já que a dopamina funciona melhor em temperaturas mais elevadas.

 

Outra dica é manter um local adequado para relaxar e deixar que os pensamentos fluam livremente. Neste espaço procure ativar outros sentidos além da visão – o sentido dominante nos seres humanos -, por exemplo, ficando no escuro a ouvir música ou simplesmente aproveitando o silêncio. Meditar é tambémum ótimo hábito para canalizar as energias de maneiras diferentes, permitindo ao cérebro gerar novas conexões.

 

No entanto, se nada disto funcionar, descontraia e dê algum tempo, pois pode ser a melhor solução. Muitas vezes o problema está em deixar a mente demasiado imersa num obstáculo, o que cria bloqueios. No caso de pensadores globais, que assimilam as informações no inconsciente para depois processá-las, os cientistas aconselham a não insistir demasiado num mesmo ponto, pois o cérebro precisa de momentos de distração para trazer para o consciente o conhecimento absorvido através de insights. Ou seja, em caso de dificuldade extrema, deixe o problema para mais tarde.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.