text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Tempo é dinheiro: perceba o custo benefício dessa relação e aplique melhor os seus recursos

      
Fonte: Shutterstock
Fonte: Shutterstock

Quanto vale o seu tempo? Esta é uma questão fundamental para empreendedores, mas que passa muitas vezes despercebida. O primeiro passo para compreendê-la passa por um conceito fundamental: a ideia de que tempo é um recurso tão valioso como qualquer outro.Seguindo esta linha de raciocínio, o primeiro exemplo que nos vem à mente é o cliché “tempo é dinheiro. Mas e o contrário, também é válido? A resposta pode ser muito surpreendente.

 

Leia também:
» Como se destacar em entrevistas de emprego
» 5 características dos melhores CEOs
» Como aprender a negociar como um profissional

 

Na ânsia de multiplicar o seu dinheiro,os jovens empresários costumam ter a tendência de centralizar tarefas para economizar. Num primeiro momento, parece lógico seguir esse método, até porque os empreendedores têm mais tempo livre no início dasua carreira. No entanto este sistema perde a eficiência à medida que o negócio se expande e é exatamente nesse ponto que é preciso aprender a ponderar entre o valor do seu tempo e do seu dinheiro.

 

Longe de ser uma medida perdulária, a terceirização de tarefas que requerem competências específicas e que consomem muito tempo dão liberdade ao empreendedor para se dedicar ao que faz melhor e, desta forma, multiplicar o seu tempo para ganhar mais dinheiro.

 

Na hora de fazer investimentos, por exemplo, a lógica permanece a mesma. Para economizar o máximo possível, pondere quanto tempo tem que trabalhar para comprar uma determinada coisa que deseja ou precisa. Um bom exercício para compreender esse método é a hipotética compra de um novo computador, apenas para atualizar o modelo antigo. Supondo que uma hora de trabalho lhe renda 30 euros, o computador equivalerá a 20 horas de dedicação. Ponderar sobre a necessidade real da aquisição do aparelho significa economizar também o tempo despendido e aproveitá-lo damelhor maneira.

 

É claro que em alguns casos nem sempre é fácil economizar uma parcela tão grande, no entanto, é viável otimizar o investimento em termos de tempo e dinheiro para que os dois recursos tenham o maior aproveitamento possível. O grande truque está em saber a hora certa para adotar cada medida, tendo sempre em vista o equilíbrio.

 

Perceba a relação entre tempo e dinheiro

Para ajudar os empreendedores a tomarem as melhores decisões, existe um cálculo que facilita a compreensão das relações de custo-benefício. Basta somar todos os seus rendimentos anuais e dividir o total por 2.000, que equivale ao número de horas trabalhadas um ano*. O resultado será o valor recebido por hora de trabalho; caso esse número seja menor do que o custo da terceirização ou do investimento, é melhor fazer a tarefa por si só.

* (Baseada em uma rotina de 40 horas de trabalho semanais)

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.