text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

VI Congresso dos Jovens Geocientistas ? Diálogos com o Planeta Azul

      
<div align=justify><font size=2>Este evento permitirá aos jovens ‘cientistas’ realizar, no primeiro dia, uma série de actividades práticas em laboratório e, no segundo, como se de um congresso científico comum se tratasse, apresentar trabalhos de investigação preparados pelos próprios durante o ano lectivo.<br/><br/> «Os objectivos do Congresso passam por estimular nestes alunos o sentido do trabalho de investigação e validação de resultados, mas também cultivar o trabalho em equipa e motivá-los para a ciência», explica Celeste Gomes, docente do Departamento de Ciências da Terra da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC, acrescentando que «todo o trabalho que realizamos é feito com a intenção de produzir conhecimento, permitindo que os alunos apreendam metodologias e conceitos correctos».<br/><br/> Comentando que situações como o recente sismo no Japão – o sexto mais forte do mundo desde que há registos – deverão ser tema de discussão durante o Congresso, Celeste Gomes explica que muitos dos trabalhos a apresentar pelos estudantes estarão ligados a acontecimentos concretos, como a erupção do vulcão Eyjafjallajoekull, na Islândia, ou o sismo no Haiti, ambos ocorridos em 2010. «São trabalhos que foram inicialmente desenvolvidos nas escolas respectivas, com uma metodologia adequada e a realização de trabalho experimental ou de pesquisa bibliográfica, e consequente interpretação dos resultados», adianta a docente, que sublinha ainda o trabalho de «revisão séria dos resumos e posters, realizado por professores do Departamento».<br/><br/> Sobre as actividades práticas, Celeste Gomes adianta que estas se centrarão nos temas da radioactividade natural, detecção remota, sismologia, recursos geológicos e estudo das rochas, e permitirão aos alunos participar em simulações de sismos ou tsunamis, mas também utilizar microscópios petrográficos (usados na observação de rochas e minerais), entre outras hipóteses.<br/><br/> Os quase 400 estudantes que passarão pela UC – as actividades práticas decorrerão do Departamento de Ciências da Terra e a apresentação dos trabalhos no Auditório da Reitoria – serão acompanhados por 32 professores também dos ensinos básico e secundário, além dos próprios docentes da UC. «O contacto e troca de experiências dos estudantes, dos seus professores e dos professores universitários permitirão, acreditamos, criar um efeito de motivação para a aprendizagem científica, nomeadamente das ciências da Terra», refere Celeste Gomes.<br/><br/> O Congresso dos Jovens Geocientistas é organizado pelo Departamento de Ciências da Terra da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC e destina-se aos alunos do 3.º Ciclo do ensino básico e do ensino secundário. Os temas propostos para a edição deste ano foram a história da terra, o interior da terra, recursos geológicos, geologia e paisagem, mudanças climáticas, os oceanos e o litoral, os solos, riscos geológicos, a terra e a saúde e a geologia e a sociedade.<br/></font></div>
Este evento permitirá aos jovens ‘cientistas’ realizar, no primeiro dia, uma série de actividades práticas em laboratório e, no segundo, como se de um congresso científico comum se tratasse, apresentar trabalhos de investigação preparados pelos próprios durante o ano lectivo.

«Os objectivos do Congresso passam por estimular nestes alunos o sentido do trabalho de investigação e validação de resultados, mas também cultivar o trabalho em equipa e motivá-los para a ciência», explica Celeste Gomes, docente do Departamento de Ciências da Terra da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC, acrescentando que «todo o trabalho que realizamos é feito com a intenção de produzir conhecimento, permitindo que os alunos apreendam metodologias e conceitos correctos».

Comentando que situações como o recente sismo no Japão – o sexto mais forte do mundo desde que há registos – deverão ser tema de discussão durante o Congresso, Celeste Gomes explica que muitos dos trabalhos a apresentar pelos estudantes estarão ligados a acontecimentos concretos, como a erupção do vulcão Eyjafjallajoekull, na Islândia, ou o sismo no Haiti, ambos ocorridos em 2010. «São trabalhos que foram inicialmente desenvolvidos nas escolas respectivas, com uma metodologia adequada e a realização de trabalho experimental ou de pesquisa bibliográfica, e consequente interpretação dos resultados», adianta a docente, que sublinha ainda o trabalho de «revisão séria dos resumos e posters, realizado por professores do Departamento».

Sobre as actividades práticas, Celeste Gomes adianta que estas se centrarão nos temas da radioactividade natural, detecção remota, sismologia, recursos geológicos e estudo das rochas, e permitirão aos alunos participar em simulações de sismos ou tsunamis, mas também utilizar microscópios petrográficos (usados na observação de rochas e minerais), entre outras hipóteses.

Os quase 400 estudantes que passarão pela UC – as actividades práticas decorrerão do Departamento de Ciências da Terra e a apresentação dos trabalhos no Auditório da Reitoria – serão acompanhados por 32 professores também dos ensinos básico e secundário, além dos próprios docentes da UC. «O contacto e troca de experiências dos estudantes, dos seus professores e dos professores universitários permitirão, acreditamos, criar um efeito de motivação para a aprendizagem científica, nomeadamente das ciências da Terra», refere Celeste Gomes.

O Congresso dos Jovens Geocientistas é organizado pelo Departamento de Ciências da Terra da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC e destina-se aos alunos do 3.º Ciclo do ensino básico e do ensino secundário. Os temas propostos para a edição deste ano foram a história da terra, o interior da terra, recursos geológicos, geologia e paisagem, mudanças climáticas, os oceanos e o litoral, os solos, riscos geológicos, a terra e a saúde e a geologia e a sociedade.

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.