text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

COVID-19 e o seu Impacto no Ensino Superior em Portugal

      
<h2><span>O que mudou no Ensino Superior face à crise do Coronavírus</span></h2><p>O grande desafio do Ensino Superior em Portugal, <strong>foi a adaptação</strong> para que se pudesse ter um modelo de ensino não presencial. Logo no princípio desta crise, a Universia promoveu um webinar onde diversos agentes do Ensino Superior Ibérico-Americano, discutiram a melhor forma de solucionar os problemas levantados pelo ensino à distância e usando como meio as tecnologias de que dispomos. Este também foi o início de uma reflexão sobre o ensino à distância e como poderá continuar a servir a comunidade académica. Pretende-se que através das condicionantes, se possam continuar a <a href=https://noticias.universia.pt/cultura/noticia/2020/05/05/1167870/modelos-de-aprendizagem-tempos-covid-19-presencial-online.html>desenvolver novas abordagens pedagógicas</a>, tornando este momento numa fonte de aprendizagem para o futuro do Ensino Superior.</p><h2><span>Reabertura das Universidades</span></h2><p>Como decidido em Conselho de Ministros a 30 de Abril,<strong> espera-se o levantamento progressivo das medidas de contenção</strong>. A partir de 4 de Maio é posto em prática um plano de reativação faseada das atividades relacionadas com as Universidades. Para este plano será necessário seguir diversas medidas de segurança e contra a propagação do COVID-19, entre elas estão:</p><ul><li>Manter o distanciamento social</li><li>Higienização e desinfeção dos espaços</li><li>Adaptação ao tempo e uso dos espaços para atividades letivas</li></ul><p>Para esta <strong>adaptação dos espaços e tempo das Universidades</strong>, significa em concreto:</p><ul><li>Assegurar o melhor possível do cumprimento dos calendários letivos, ainda que se espere algum prolongamento até finais de julho. Espera-se que não hajam repercussões para o ano letivo seguinte.</li><li>Continuar a adotar o ensino à distância e o regime de teletrabalho. Espera-se, no entanto, que algumas atividades presenciais sejam gradualmente reativadas</li><li>Manter procedimentos de avaliação em sistema presencial – quando os meios tecnológicos não consigam adequar-se.</li><li>Funcionamento dos serviços de suporte aos estudantes: alimentação, alojamento, biblioteca e instalações desportivas (sem utilização de balneários, nem piscinas).</li></ul><h2><span>Prazos para Inscrição no Ensino Superior</span></h2> Devido à situação gerada pelo COVID-19, foi necessário atribuir novos prazos para a inscrição ao Ensino Superior. Aqui ficam os <strong>principais prazos</strong> para que possas entrar no Ensino Superior no ano letivo de 2020/2021. <ul><li>Apresentação da candidatura à 1.ª fase do CNA2020 – de 7 a 23 de agosto;</li><li>Divulgação dos resultados da 1.ª fase do CNA2020 – 28 de setembro;</li><li>Matrícula e inscrição nas instituições de ensino superior dos candidatos colocados na 1.ª fase do concurso nacional - 28 de setembro a 2 de outubro;</li><li>Apresentação da candidatura à 2.ª fase do CNA2020 – de 28 de setembro a 9 de outubro;</li><li>Divulgação do resultado da 2.ª fase do CNA2020 – 15 de outubro;</li><li>Matrícula e inscrição nas instituições de ensino superior dos candidatos colocados na 2.ª fase do concurso nacional - 15 a 19 de outubro;</li><li>Apresentação da candidatura à 3.ª fase do CNA2020 – de 22 a 26 de outubro;</li><li>Divulgação do resultado da 3.ª fase do CNA2020 – 30 de outubro;</li><li>Matrícula e inscrição nas instituições de ensino superior dos candidatos colocados na 3.ª fase do concurso nacional - 30 de outubro a 3 de novembro.</li></ul><br/><strong>Pedido de Bolsa de Estudo</strong><br/>Para os alunos que se encontram numa situação económicas grave, devido ao COVID-19, poderão realizar o pedido de bolsas de estudo, para o ano letivo 2019/2020, até dia 24 de junho. Este é um prazo alargado, específico para dar cobertura social e financeira a todos os agregados familiares que, de alguma forma, sofreram este impacto.

O que mudou no Ensino Superior face à crise do Coronavírus

O grande desafio do Ensino Superior em Portugal, foi a adaptação para que se pudesse ter um modelo de ensino não presencial. Logo no princípio desta crise, a Universia promoveu um webinar onde diversos agentes do Ensino Superior Ibérico-Americano, discutiram a melhor forma de solucionar os problemas levantados pelo ensino à distância e usando como meio as tecnologias de que dispomos. Este também foi o início de uma reflexão sobre o ensino à distância e como poderá continuar a servir a comunidade académica. Pretende-se que através das condicionantes, se possam continuar a desenvolver novas abordagens pedagógicas, tornando este momento numa fonte de aprendizagem para o futuro do Ensino Superior.

Reabertura das Universidades

Como decidido em Conselho de Ministros a 30 de Abril, espera-se o levantamento progressivo das medidas de contenção. A partir de 4 de Maio é posto em prática um plano de reativação faseada das atividades relacionadas com as Universidades. Para este plano será necessário seguir diversas medidas de segurança e contra a propagação do COVID-19, entre elas estão:

  • Manter o distanciamento social
  • Higienização e desinfeção dos espaços
  • Adaptação ao tempo e uso dos espaços para atividades letivas

Para esta adaptação dos espaços e tempo das Universidades, significa em concreto:

  • Assegurar o melhor possível do cumprimento dos calendários letivos, ainda que se espere algum prolongamento até finais de julho. Espera-se que não hajam repercussões para o ano letivo seguinte.
  • Continuar a adotar o ensino à distância e o regime de teletrabalho. Espera-se, no entanto, que algumas atividades presenciais sejam gradualmente reativadas
  • Manter procedimentos de avaliação em sistema presencial – quando os meios tecnológicos não consigam adequar-se.
  • Funcionamento dos serviços de suporte aos estudantes: alimentação, alojamento, biblioteca e instalações desportivas (sem utilização de balneários, nem piscinas).

Prazos para Inscrição no Ensino Superior

Devido à situação gerada pelo COVID-19, foi necessário atribuir novos prazos para a inscrição ao Ensino Superior. Aqui ficam os principais prazos para que possas entrar no Ensino Superior no ano letivo de 2020/2021.
  • Apresentação da candidatura à 1.ª fase do CNA2020 – de 7 a 23 de agosto;
  • Divulgação dos resultados da 1.ª fase do CNA2020 – 28 de setembro;
  • Matrícula e inscrição nas instituições de ensino superior dos candidatos colocados na 1.ª fase do concurso nacional - 28 de setembro a 2 de outubro;
  • Apresentação da candidatura à 2.ª fase do CNA2020 – de 28 de setembro a 9 de outubro;
  • Divulgação do resultado da 2.ª fase do CNA2020 – 15 de outubro;
  • Matrícula e inscrição nas instituições de ensino superior dos candidatos colocados na 2.ª fase do concurso nacional - 15 a 19 de outubro;
  • Apresentação da candidatura à 3.ª fase do CNA2020 – de 22 a 26 de outubro;
  • Divulgação do resultado da 3.ª fase do CNA2020 – 30 de outubro;
  • Matrícula e inscrição nas instituições de ensino superior dos candidatos colocados na 3.ª fase do concurso nacional - 30 de outubro a 3 de novembro.

Pedido de Bolsa de Estudo
Para os alunos que se encontram numa situação económicas grave, devido ao COVID-19, poderão realizar o pedido de bolsas de estudo, para o ano letivo 2019/2020, até dia 24 de junho. Este é um prazo alargado, específico para dar cobertura social e financeira a todos os agregados familiares que, de alguma forma, sofreram este impacto.

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.