Notícias

Quais os melhores livros para se ler em 2019?

      
Quais os melhores livros para se ler em 2019?
Quais os melhores livros para se ler em 2019?  |  Fonte: istock

Dispatches - Michel Herr

Este é um livro sobre as memórias de Michel Herr na guerra do Vietnam, enquanto correspondente de guerra. Este autor também é famoso por ter sido o narrador do filme “Apocalipse Now” e ter sido co-autor na escrita do guião de “Full Metal Jacket”. Segundo o romancista John Le Carré, este é “o melhor livro que algum dia li sobre os homens e a guerra no nosso tempo”. Foi reeditado pela editora Antígona em 2019.

A Transfiguração da Fome – Sara F. Costa

Sara F. Costa é uma autora de poesia que foi laureada em 2019 com o prémio de poesia “Glória de Sant’Anna”. Esta autora tem feito um trabalho poético muito consistente ao longo da última década, inovando no campo temático, nomeadamente através do recurso de experiências pessoais vividas no Oriente. ATransfiguração da Fome é um cruzamento entre a feminilidade, catarses eróticas e uma imagética própria da melancolia que existe em terras longínquas.

A Revolução do Algoritmo Mestre – Pedro Domingos

Este livro é uma não-ficção, tratando-se de uma incursão científica pelo o universo da Inteligência Artificial, mais concretamente acerca da evolução dos algoritmos. É importante pela tese defendida por Pedro Domingos, Professor de Ciências da Computação na Universidade de Washington, pela possibilidade de criação de um algoritmo único que agregasse todos os algoritmos conhecido. Esta seria uma forma de desenvolvimento de algoritmos de aprendizagem automática.

Budapeste - Chico Buarque

Chico Buarque, o aclamado autor e músico que foi agraciado com o Prémio Camões em 2019, conta-nos a história de José Costa, um escritor que pretende permanecer no anonimato. Por meio do acaso acaba por chegar a Budapeste onde se começa a entrosar com a língua Húngara e com uma mulher chamada Kriska. Este é um romance envolvente e que desvenda um final poético, de uma grande sensibilidade que só Chico Buarque nos poderia oferecer.

2666 – Roberto Bolaño

O autor chileno, Roberto Bolaño, brinda-nos com um livro que é sobretudo o reflexo de um infrarrealismo já adulto. Isto é, maturação de um movimento estético e literário, criado nos anos 70 no México e que derivou em muito do próprio surrealismo/dadaísmo. 2666 remete-nos para um longo labirinto onde a literatura é ela própria personagem ativa do livro e onde todos os intervenientes se aventuram num mistério quase onírico.  

Se Numa Noite de Inverno um Viajante – Italo Calvino

O titulo deste livro é também ele o começo de um romance sem um final. A maior personagem deste romance é o próprio leitor, que entra numa livraria e compra este livro. O que se sucede é uma narrativa que faz recurso da metalinguagem e na qual se desencadeiam vários começos de livros, cada um adequado ao género temático como seria o exemplo de histórias de amor, suspense, guerra… etc. Este é um livro que questiona o próprio romance tradicional, num mundo onde já não existe espaço para uma história com princípio, meio e fim.

Vagabundos Cruzando a Noite – Jack London

Este é o livro que serve de influência maior ao movimento beatnik. Ainda no século XIX, Jack London escreve o “Vagabundos Cruzando a Noite”, onde o narrador é também a personagem em aventura permanente enquanto hobo: um vagabundo que viaja ao longo deste país, de forma totalmente sem-lei, para tentar a sua sorte nas mais diversas paragens.

M. Train – Patti Smith

Para quem deseja conhecer mais acerca do universo da artista punk Patti Smith, este é um livro muito recomendado. Trata-se de um livro de memórias que retrata parte da sua vida, após a morte do seu marido Fred “Sonic” Smith; do seu antigo amante e artista, Robert Mapplethorpe; e também do seu irmão. Mais do que um retrato do luto é acima de tudo um percurso da cristalização de vários lugares que podem ser resgatados através da escrita, da fotografia e da sensibilidade artística.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.