text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Como fazer o resumo de um texto passo a passo

      
como fazer um resumo
No final de fazer um resumo verifique sempre se toda a estrutura é coerente

Escrever um bom resumo indica que entendeu claramente o texto do autor e que pode efetivamente comunicar esse entendimento aos seus leitores. Um resumo não é uma análise crítica, e muito menos uma transcrição literal do texto. Pelo contrário, é uma visão geral condensada do texto original que reflecte as ideias do autor, reafirmando-as por outras palavras. É, sobretudo, uma composição coerente que pode ser compreendida mesmo sem ler a versão original do texto resumido.

Saber resumir é algo que se começa a ensinar desde logo no ensino primário, mas que necessita de ser praticado ao longo da vida. Na universidade ou no local de trabalho, resumir um texto pode ter diferentes propósitos. Para os estudantes, o resumo de um texto ajuda a memorizar e a estudar um tema de forma rápida. Para um chefe ocupado, os resumos fornecem uma visão geral do material em questão, demonstrando-lhe que o seu funcionário conseguiu reter a informação necessária. Adicionalmente, a escrita de resumos pode ser um primeiro passo tendo em vista outros objetivos, como por exemplo resumir o argumento de alguém sobre determinado assunto para posteriormente criticá-lo.

No entanto, escrever um bom resumo pode ser difícil, nomeadamente quando ficamos tentados a incluir alguns detalhes que podem ser redundantes. Por isso, existem regras e formas eficazes de o fazer corretamente. Neste artigo, apresentamos 6 princípios que deve respeitar para a escrita eficaz de um resumo, bem como uma metodologia passo a passo que poderá ser aplicada com no resumo de qualquer texto (texto, livro, capítulo, artigo, etc.).

6 princípios para escrever o resumo de um texto 

1. Começar com uma frase introdutória que indica o título e o autor do texto, reafirmando a sua tese ou foco. Por exemplo “No artigo da Universia sobre como fazer um resumo, o autor X apresenta 6 princípios e uma metodologia passo a passo para a escrita eficaz de um resumo”;

2. Parafrasear as ideias expressas pelo autor de forma a preservar o significado e objetivo do texto. Excluir a sua opinião pessoal, incluindos as suas próprias interpretações, deduções ou comentários, independentemente se concorde ou não com o autor do texto;

3. Obedecer ao tamanho expectável, que é geralmente cerca de ? a ¼ do tamanho do texto original. Um artigo deve ser resumido em algumas frases ou parágrafos, um livro deve ser resumido em um pequeno artigo, e por aí em diante;

4. Incluir apenas as ideias e/ou informações principais do texto (por exemplo, conceitos, nomes, números e/ou palavras-chave), ignorando os detalhes menores e irrelevantes. Um resumo deve ignorar a maioria dos detalhes, como exemplos, ilustrações ou explicações;

5. Utilizar aspas ao citar frases diretamente do texto. Caso contrário, será considerado plágio e poderá ser acusado pelo próprio autor do texto, reivindicando a sua propriedade intelectual;

6. Ter em atenção o público alvo e potenciais leitores do resumo. É diferente resumir um artigo científico sobre determinada matéria para um colega de universidade, ou resumir o último livro de Game of Thrones para os fãs da série televisiva. O resumo deverá ser escrito cuidadosamente para servir esse mesmo público, cumprindo com o seu propósito específico.

Resumir um texto passo a passo

  • Parte 1 - Entender o texto 

1.1. Leia o texto que pretende resumir cuidadosamente

O primeiro passo passará por ler o texto que pretende resumir sem fazer qualquer anotação. Ao invés, concentre-se realmente em entender o que o autor está a tentar dizer. Isso pode implicar a leitura de uma frase ou parágrafo mais do que uma vez, ou mesmo reler o texto inteiro vezes sem conta. Não há qualquer problema ao fazê-lo, desde que isso o ajude a adquirir um conhecimento aprofundado sobre o texto e suas ideias principais.

1.2. Anote o que lhe parece ser o foco do autor do texto

Tente escrever, por palavras suas, o assunto principal do texto segundo as ideias chave apresentadas pelo autor. O título, se bem redigido, irá ajudá-lo nesse sentido. Há casos em que o autor declara a sua tese de de forma muito objetiva, dizendo algo como "o meu argumento é ...." ou “acredito que …”. Nesses casos, fica mais fácil identificá-lo. Numa obra de ficção, o autor provavelmente colocará o seu foco em diferentes temas. Portanto, se notar que o tema do amor - discussões ou descrições dele, por exemplo - surge muito ao longo da história, será fácil identificá-lo como tema principal da obra.

1.3. Releia o texto para confirmar as suas ideias principais 

Depois de saber com certeza qual é o foco do texto, releia o mesmo e procure as principais ideias nas quais o autor se apoia (normalmente repetidas várias vezes). À medida que identifica essas ideias, vá anotando as mesmas. Para fazê-lo utilizando as suas próprias palavras, escreva como se estivesse explicando-as ou descrevendo-as a um amigo. Nesse caso, não se limite apenas a ler o que o autor escreveu, mas sim a apresentar a sua interpretação desse entendimento.

1.4. Não se concentre nos detalhes que o autor usa para apoiar as suas ideias 

Foque-se apenas nas ideias do autor; seja objetivo. Por exemplo, digamos que o principal argumento de determinado autor seria que "A Revolução dos Cravos em Portugal começou antes de 1974". Neste contexto, o autor poderia afirmar que as reuniões ocultas do Movimento das Forças Armadas realizadas em Aveiro e no Porto, durante 1973, são um exemplo disso. Assim, ao resumir esta ideia, deverá apenas focar-se nas reuniões ocultas do Movimento das Forças Armadas, e não nos exemplos dessas reuniões usados pelo autor (neste caso, as que ocorreram em Aveiro ou no Porto). 

No caso de obras de ficção, por exemplo, evite reescrever tudo o que acontece na história. Ao invés, concentre-se nos pontos essenciais da narrativa e no seu principal motivador. Não inclua tudo o que acontece com a personagem X ou Y ao longo do caminho. 

Parte 2 - Escrever o resumo pelas suas próprias palavras 

2.1. Comece com as informações do texto

Deve começar cada resumo com o autor e o título do artigo, segundo o seu foco principal. Isso permite que o leitor saiba que está perante um resumo de algo que outra pessoa escreveu. Por exemplo, pode começar com algo como "Em Ensaio Sobre a Cegueira, de José Saramago, que narra a história da epidemia de cegueira branca que se espalha por uma cidade, causando um grande colapso na vida das pessoas e abalando as estruturas sociais, o autor enfatiza a essência do ser humano...".

2.2. Trabalhe a sua memória para escrever a ideia principal de cada secção 

Sem examinar as suas anotações, escreva um primeiro rascunho que inclua a ideia principal de cada secção, utilizando as suas próprias palavras. Um resumo não deve apenas repetir o que o autor original disse, mas sim tentar dizê-lo de outra forma. Se realmente precisar usar as palavras do autor original, coloque-as entre aspas. Isso indica ao leitor que essas palavras não são suas. 

2.3. Apresente o texto usando o ponto de vista do autor

Enquanto escreve, certifique-se de resumir objetivamente o texto original. Não se deixe invadir pelas suas opiniões ou deduções sobre o assunto tratado no texto. Em vez disso, resuma o que o autor original apresenta e mantenha-se fiel a esse ponto de vista. Por exemplo, podemos entender que Hamlet passa muito tempo a pensar e pouco tempo a agir. Assim, será correto dizer algo como "Hamlet é um homem de pensamentos, e não de actos", em vez de "Porque é que Hamlet não faz algo de vez em quando?".

2.4. Use expressões apropriadas que remetem para o texto original

Se realmente queremos que o nosso leitor saiba que estamos a resumir as ideias ou argumentos de outra pessoa, devemos usar expressões como "o autor argumenta ...", ou "o artigo afirma ...", ao apresentá-los. Isso relembra o leitor que o texto não é seu, mas de outra pessoa. 

Nas obras de ficção, pode escrever algo como "Hamlet, de Shakespeare, passa muito tempo a meditar nas muralhas do castelo". Dessa forma, fica claro para o leitor que se está a referir à obra de Shakespeare.

Parte 3 - Transformar o seu rascunho num resumo coerente

3.1. Releia o rascunho que escreveu, comparando-o com as suas anotações

Compare as suas anotações com o rascunho que escreveu tendo por base a sua memória. Integre ambos num só resumo e inclua novos pontos essenciais, caso se tenha esquecido dos mesmos anteriormente.

3.2. Apresente o resumo em ordem cronológica

Em vez de pular para diferentes partes da história, do texto ou do artigo, deve explicar o que aconteceu, ou o que é abordado, respeitando a sequência definida pelo autor original. Este é um passo especialmente importante para resumir não só obras de ficção, como também artigos científicos. Por exemplo, ficará confuso para o leito ser começar por apresentar as conclusões e discussão de determinada investigação, e só depois os seus objetivos ou método, concorda?

3.3. Evite a repetição

Por vezes, num artigo ou num livro, o autor pode referir o mesmo argumento e/ou ideia várias vezes, como forma de enfatizar o seu foco ou ideias principais. No entanto, ao escrever o seu resumo, não deverá fazê-lo. Seja o mais conciso possível. Se eventualmente detectar que um autor apresenta as mesma ideia várias vezes, este é um bom indicador de que se trata de um ponto importante e que deve, definitivamente, constar no seu resumo.

3.4. Adicione transições sempre que necessário 

Se estiver apenas focado em apresentar todas as ideias principais do texto, pode talvez descuidar-se na forma de como encaixar as mesmas através dos diferentes parágrafos ou frases. Ao rever o seu resumo, certifique-se de ligar coerentemente cada ideia, por mais distinta que possa ser.

3.5. Verifique se há erros gramaticais e ortográficos

Depois de terminar de rever o seu rascunho, verifique os pequenos detalhes. Se há ou não erros de ortografia e/ou gramática, por exemplo. Procure por qualquer pontuação em excesso ou ausente, e corrija-a.

3.6. Verifique o tamanho do seu resumo

Geralmente, um resumo deve ter cerca de ? a ¼ do tamanho do texto original. Portanto, se o texto original tiver 4 páginas, o seu resumo não deverá exceder 1 página. Se estiver a resumir algo para um trabalho escolar, não se esqueça de seguir as diretrizes fornecidas pelo seu professor.

3.7. Peça a alguém para ler e rever o seu trabalho

Outra pessoa poderá analisar o seu resumo sob um ponto de vista completamente diferente do seu, proporcionando sugestões de melhoria que lhe possam ter escapado à primeira vista. Não hesite em pedir críticas e opiniões. Um bom resumo é aquele que os leitores leêm e entendem claramente o que o autor original apresenta.

Desafio final

Para testar a sua capacidade, siga passo a passo a metodologia aqui apresentada e resuma o presente artigo em 3 ou 4 parágrafos (no máximo). Deixe o seu resultado nos comentários e partilhe connosco as principais dificuldades com que se deparou. Fica o desafio. 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.