text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

A melhor maneira de utilizares o teu e-mail

      
Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

 

Em várias investigações, o e-mail tem sido apresentado como um vilão. Em suma, ele é o novo símbolo da saturação de dados e de informação pela qual passamos no século 21. Investigações reunidas por um psicólogo cujo blog está referenciado no The New York Times e Wall Street Journal mostram que o email:

 

» 7 conselhos para recém-licenciados
» Estudamos melhor quando estamos irritados?
» 4 passos para atingir qualquer meta

 

1- É fonte de stresse.
2- Pode degredar as tuas habilidades sociais e fazer com que sejas mais antipático.
3- As pessoas mentem mais via e-mail.
4- O spam faz com que num ano percamos mais de 20 horas da nossa vida.
5- Pode ser mais viciante do que o tabaco ou o álcool.

 

Entretanto, algumas outras investigações suavizam as conclusões demonstradas acima e defendem que:

 

1- A tecnologia e a internet fizeram-te mais feliz.
2- Os intervalos cybernéticos – quando paras de fazer algo para verificar as tuas mensagens ou redes sociais – fazem com que sejas mais produtivo.
3- A comunicação rápida baseada em computadores é o que cria os melhores corretores de bolsas dos mercados.
4- Usuários de internet compulsivos têm casamentos mais felizes.

 

Embora as descobertas pareçam um pouco estranhas, elas estão todas confirmadas por investigações e pelo próprio Eric Barker, o psicólogo acima mencionado. Os exemplos dados sobre a ação que a tecnologia pode ter em nós mostram que o único vilão não é o e-mail, mas a nossa própria falta de capacidade de lidar com os novos meios de comunicação criados. É como se fôssemos ainda muito ingénuos para dominar um mundo tão informatizado como o nosso.

 

Portanto, qual é a melhor maneira de usar o e-mail e a tecnologia?

 

Primeiro, tens que ter em conta que, quanto mais nos relacionamos cara-a-cara, menos solitários somos. Quanto mais te relacionas através de plataformas, mais sozinho te tornas.

 

O problema é que o e-mail, assim como as outras redes sociais, são meras ferramentas. A culpa não é da tecnologia, mas sim da maneira como lidas com ela. Se utilizas o teu e-mail para aumentar as relações ao vivo, estarás a usá-lo de uma forma benéfica para ti.

 

Se, por outro lado, deixas de ver os teus amigos ou familiares para ficares conectado, estás a usar as tuas redes sociais e a tecnologia em geral de uma forma errada e que te pode prejudicar. Se queres deixar a internet um pouco de parte e parar de perder tanto tempo com ela, o primeiro passo é dormir mais, de acordo com Barker.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.