text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

7 dicas para os universitários gerirem os seus orçamentos

      
imagen-relacionada
dicas-financas-universitárias

 

Onde é que os estudantes gastam o seu dinheiro? A grosso modo, as despesas deles dividem-se entre transportes, roupa, comida, saúde e lazer. Uma gestão planeada do orçamento ajuda a enfrentar situações imprevistas sem que o estudante adquira dívidas muito onerosas. A chave está em dividir o dinheiro, mesmo quando este é pouco.

 

» Descarrega 9 clássicos da Literatura Portuguesa
» 7 conselhos para recém-licenciados
» Como podes melhorar a tua oratória

 

Existem algumas recomendações que os universitários devem ter em conta para gerirem o seu orçamento evitando contratempos inesperados:

 

1- Entrada de dinheiro
Geralmente, os estudantes universitários recebem apoio económico dos pais ou tutores, por isso, a maioria não considera necessário planear a forma como gasta esse dinheiro. No entanto, a história é diferente para aqueles que têm que trabalhar para se sustentar, pois dão muito mais valor a qualquer cêntimo.

 

2- Orçamentos
Tens que fazer orçamentos para organizares os teus gastos. Sem teres um, não poderás economizar, porque não saberás onde é que estás a gastar o teu dinheiro. Para começares a fazer a tua estimativa, tem em conta as despesas do mês anterior e tenta encontrar um padrão. Nele, deves incluir o valor que destinas a roupas, comida, renda da casa e entretenimento. Vais ficar surpreendido com o valor que gastas em cada categoria. Este guia também te pode ajudar a ver onde podes diminuir os gastos para redistribuíres o teu dinheiro de uma forma mais eficiente.

 

3- Gastos
Gastas mais do que recebes? Se sim, precisas de reduzir os gastos. As faturas de entretenimento são fáceis de diminuir, ao contrário das despesas de alojamento e serviços públicos. Continua a economizar até que tenhas o suficiente para cobrires os teus gastos.

 

4- Necessidades
Deves voltar a considerar as tuas prioridades. Normalmente, os jovens dão mais valor ao lazer, às roupas e a outros gastos menos importantes. E perante uma fatalidade, acabam por ter algum problema de saúde e acabam por se endividar. Lembra-te de economizar sempre um pouco no final do mês para aquelas despesas inesperadas.

 

5- Gastos fixos
Se és independente e vives sozinho, tens que pagar a renda, a luz, a água, o gás e o telefone, mesmo que não tenhas uma linha fixa. O maior gasto dos adolescentes vem do telemóvel, representando 37% da despesa dos jovens, segundo um estudo mexicano.

 

6- Comida
Mais do que satisfazer a necessidade orgânica, a alimentação está relacionada com o papel social dos jovens, já que é uma das outras categorias onde os adolescentes gastam o seu dinheiro. Pensa em quantas vezes podes comer fora. Quanto podes destinar à alimentação? Se esse valor está a atingir grande parte do teu orçamento, procura comprar comida no supermercado em vez de comer fora. Ou então, se já o fazes, fá-lo em lugares mais baratos.

 

7- Estudos
Só por si, a própria universidade já representa um gasto importante, porque adicionalmente vêm os gasto com livros, transportes, fotocópias, etc. No caso dos livros, não é necessário comprá-los novos. Se comprares usados, podes economizar até 50%. Procura adquiri-los entre os alunos mais velhos da tua faculdade ou em sebentas, mas não te esqueças de verificar se o material está em boas condições.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.