text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

5 motivos porque a tua procura de emprego não funciona

      
<p> </p><p>Se tu estás à <a href=https://noticias.universia.pt/destaque/noticia/2012/09/10/963579/7-passos-conseguir-um-emprego.html title=7 passos para conseguir um emprego><strong>procura de um emprego</strong></a> há meses e ainda não encontraste nenhuma vaga não significa que deves ficar desanimado ou frustrado, mas sim que deves observar melhor tuas atitudes e ter em conta outros aspectos. Algumas sugestões podem ajudar-te a identificar <a href=https://noticias.universia.pt/destaque/noticia/2012/03/27/919774/os-25-erros-mais-comuns-nas-entrevistas-emprego.html title=Os 25 erros mais comuns nas entrevistas de emprego><strong>possíveis erros na tua procura de emprego</strong></a> e ajudar-te a corrigi-las para que sejas bem-sucedido.</p><p> </p><p><a href=https://noticias.universia.pt/destaque/noticia/2012/07/17/951250/5-maneiras-passar-uma-boa-impresso-na-entrevista-emprego.html title=5 maneiras de passar uma boa impressão na entrevista de emprego>» <strong>5 maneiras de passar uma boa impressão na entrevista de emprego</strong></a><br/><a href=https://noticias.universia.pt/destaque/noticia/2012/05/02/926370/4-erros-te-podem-custar-emprego.html title=4 erros que te podem custar o emprego>» <strong>4 erros que te podem custar o emprego</strong></a><br/><a href=https://noticias.universia.pt/tag/notícias-carreira/ title=Todas as notícias e dicas sobre carreira>» <strong>Todas as notícias e dicas sobre carreira</strong></a></p><p> </p><h2><strong>Fica a conhecer cinco motivos pelos quais a tua procura</strong> de<strong> emprego pode não estar a funcionar:</strong></h2><p> </p><p><strong>1. Tens procurado as vagas erradas</strong><br/> Pode acontecer que estejas a candidatar-te a vagas que são inferiores ou superiores ao teu currículo e formação profissional. Os empregadores podem não entender com clareza os teus empregos anteriores e a razão pela qual decidiste mudar de posição hierárquica. Além disso, é importante verificar se as tuas capacidades estão de acordo com aquilo que é exigido pelos recrutadores.</p><p> </p><p><strong>2. Não estás nas redes sociais</strong><br/><a href=https://noticias.universia.pt/destaque/noticia/2012/04/24/924888/4-dicas-fazer-um-curriculo-irresistivel.html title=4 dicas para fazer um currículo irresistível><strong>O</strong><strong>teu currículo pode estar completo e atualizado</strong></a>, porém é importante que também estejas presente online. Atualmente, muitas empresas procuram os seus colaboradores nas redes sociais especializadas como o <a href=https://noticias.universia.pt/destaque/noticia/2012/06/12/941433/como-remover-mentiras-do-teu-curriculo-(e-linkedin)-sem-seres-despedido.html title=Como remover mentiras do teu currículo (e LinkedIn) sem seres despedido><strong>LinkedIn</strong></a> e outras plataformas de recrutamento online. Se tu não tens presença online, o teu marketing pessoal está incompleto.</p><p> </p><p><strong>3. Investe no networking</strong><br/> Por mais que o <a href=https://noticias.universia.pt/destaque/noticia/2012/08/29/962020/5-maneiras-encontrar-um-trabalho-atraves-das-redes-sociais.html title=5 maneiras de encontrar um trabalho através das redes sociais><strong>teu currículo e presença nas redes sociais</strong></a> sejam importantes, também deves estar atento aos teus contactos profissionais. Eles podem ajudar-te a encontrar posicionamentos mais apropriados e oportunidades que não irias encontrar na internet ou noutro tipo de anúncios de empregos.</p><p> </p><p><strong>4. Perdes tempo com as informações erradas</strong><br/> Não perca tempo com discursos de apresentação e informações que em nada vão ajudar os recrutadores a fazerem a imagem certa de ti. Este princípio deve estar no teu currículo, carta de apresentação, respostas durante entrevistas de emprego e outras situações.</p><p> </p><p><strong>5. Não segues uma rotina</strong><br/> Muitos profissionais que estão à procura de emprego perdem a motivação porque não seguem uma rotina específica ou cansam-se rapidamente do processo de recrutamento. Há muito trabalho para ser feito quando se está desempregado. Não basta enviar currículos e esperar que a vaga chegue automaticamente. <strong>Deves estabelecer uma rotina específica, organizar teus contactos, empresas para as quais já te candidataste, e prepara-te para entrevistas e encontros</strong>. Também podes procurar fazer um curso extra para não te desatualizares.</p><p> </p><p> </p>
Fonte: iStock

 

Se tu estás à procura de um emprego há meses e ainda não encontraste nenhuma vaga não significa que deves ficar desanimado ou frustrado, mas sim que deves observar melhor tuas atitudes e ter em conta outros aspectos. Algumas sugestões podem ajudar-te a identificar possíveis erros na tua procura de emprego e ajudar-te a corrigi-las para que sejas bem-sucedido.

 

» 5 maneiras de passar uma boa impressão na entrevista de emprego
» 4 erros que te podem custar o emprego
» Todas as notícias e dicas sobre carreira

 

Fica a conhecer cinco motivos pelos quais a tua procura de emprego pode não estar a funcionar:

 

1. Tens procurado as vagas erradas
Pode acontecer que estejas a candidatar-te a vagas que são inferiores ou superiores ao teu currículo e formação profissional. Os empregadores podem não entender com clareza os teus empregos anteriores e a razão pela qual decidiste mudar de posição hierárquica. Além disso, é importante verificar se as tuas capacidades estão de acordo com aquilo que é exigido pelos recrutadores.

 

2. Não estás nas redes sociais
Oteu currículo pode estar completo e atualizado, porém é importante que também estejas presente online. Atualmente, muitas empresas procuram os seus colaboradores nas redes sociais especializadas como o LinkedIn e outras plataformas de recrutamento online. Se tu não tens presença online, o teu marketing pessoal está incompleto.

 

3. Investe no networking
Por mais que o teu currículo e presença nas redes sociais sejam importantes, também deves estar atento aos teus contactos profissionais. Eles podem ajudar-te a encontrar posicionamentos mais apropriados e oportunidades que não irias encontrar na internet ou noutro tipo de anúncios de empregos.

 

4. Perdes tempo com as informações erradas
Não perca tempo com discursos de apresentação e informações que em nada vão ajudar os recrutadores a fazerem a imagem certa de ti. Este princípio deve estar no teu currículo, carta de apresentação, respostas durante entrevistas de emprego e outras situações.

 

5. Não segues uma rotina
Muitos profissionais que estão à procura de emprego perdem a motivação porque não seguem uma rotina específica ou cansam-se rapidamente do processo de recrutamento. Há muito trabalho para ser feito quando se está desempregado. Não basta enviar currículos e esperar que a vaga chegue automaticamente. Deves estabelecer uma rotina específica, organizar teus contactos, empresas para as quais já te candidataste, e prepara-te para entrevistas e encontros. Também podes procurar fazer um curso extra para não te desatualizares.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.