text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Como estudar no Brasil

      
Crédito: Ojo Fotos
Crédito: Ojo Fotos

 

No Brasil, existem 109 universidades públicas e gratuitas. O número mais do que triplica se considerarmos as privadas. Só na cidade de São Paulo, e de acordo com o site da prefeitura, há mais de 20 faculdades, públicas e privadas. Além disso, o mais importante ranking de instituições de Ensino Superior elaborado pelo Times Higher Education selecionou duas universidades brasileiras como uma das 400 melhores do mundo: a Universidade de São Paulo (USP) conseguiu o 178º lugar e a Universidade Estadual de Campinas logrou o 276º lugar.

 

» Como trabalhar no Brasil
» Leia também as dicas de carreira e emprego na Universia Brasil

 

Os universitários brasileiros estão também suportados por um mercado de trabalho crescente, caracterizado pela falta de mão-de-obra especializada. Ou seja, em geral, arranja-se facilmente emprego no país, porque no Brasil há uma lacuna de licenciados.

 

A saber, segundo o Caged (Cadastro Geral de Emprego e Desemprego do Ministério do Trabalho), no Brasil e apenas durante o mês de julho, abriram 142.496 vagas de emprego formais. Só no ano de 2012, foram criadas mais de 1 milhão e 200 mil oportunidades.

 

Em geral, há duas maneiras de estudar no Brasil. Podes fazer um intercâmbio entre a tua universidade em Portugal e outra no Brasil, ou prestar as provas de admissão numa universidade brasileira.

 

Intercâmbio com o Brasil

As universidades brasileiras estão geralmente abertas a intercâmbios e integrações com outros países. No caso português, a interação é facilitada devido à igualdade do idioma. Por isso, fazer um intercâmbio universitário com o Brasil pode ser uma boa ideia. Quer estejas a considerar o lado académico, ou o da vivência, pois estarás em contacto com uma cultura diferente da tua e terás que te adaptar.

 

Provas brasileiras de admissão na universidade


Se preferes fazer as provas brasileiras, tens, em geral, duas maneiras de entrar nas universidades: fazendo o Enem ou o vestibular.

 

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) é uma porta de entrada para diversas universidades públicas brasileiras. 87 universidades brasileiras já aderiram a esta prova, que consiste em dois testes, contemplando áreas como: história, filosofia, sociologia, geografia, português, matemática, química, física, biologia e inglês ou espanhol. O candidato tem ainda que fazer uma redação no segundo dia da candidatura.

 

O Enem, no Brasil, é conhecido por ser um exame que não exige muito conteúdo dos estudantes, embora esta tendência tenha vindo a mudar de ano para ano. As questões do exame são mais interdisciplinares e cobram conceitos e conhecimentos relacionados com o dia-a-dia do estudante brasileiro. É uma prova de conhecimento geral. No primeiro dia de provas, são 90 questões de ciências humanas e da natureza, com 5 horas de duração. No segundo, são 90 questões de linguagens e os seus códigos, e de matemática, além da redação.

 

Uma vez feito o exame, o aluno pode concorrer a vagas em todas as universidades que aderiram completamente ao Enem. Algumas podem ter aderido apenas parcialmente. Cabe ao aluno pesquisar qual é a forma de ingresso na universidade onde ele pretende estudar.

 

Se não pretendes estudar numa universidade que usa o Enem como a única forma de ingresso à universidade, terás que fazer o vestibular brasileiro. No entanto, esta prova varia de universidade para universidade e, dificilmente, são integrados. Em geral, estes exames são mais conteudistas, menos interdisciplinares e menos gerais.

 

Por exemplo, o vestibular da Universidade de São Paulo, a melhor universidade do Brasil segundo os mais diversos rankings, chama-se Fuvest e tem duas fases. Uma de testes que, normalmente, acontece no final do mês de novembro e uma segunda fase em janeiro com questões específicas e discursivas sobre matérias relacionadas ao curso que estás a tirar.

 

Por isso, é aconselhável que decidas primeiro em que universidade brasileira queres estudar. Tem em consideração a cidade na qual ela está localizada, pois o Brasil é um país muito diverso e tem universidades tanto em localidades muito pequenas e como em cidades muito grandes. Não te esqueças também de verificar nos rankings brasileiros e internacionais a qualidade da faculdade onde queres estudar. De preferência, escolhe as melhores.

 

Tens ainda que considerar o preço. Obviamente, as universidades públicas são gratuitas. Por isso, elas podem ser mais vantajosas porque, normalmente, são também as de melhor qualidade. O custo de vida no Brasil é na sua generalidade alto, mesmo que o real valha menos do que o euro.

 

Também podes pedir transferência da tua faculdade em Portugal para uma no Brasil. Neste caso, cada universidade tem uma prova específica para transferência, para isso tens que te informar diretamente com a instituição onde queres estudar.

 

Boa sorte na tua jornada!

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.