text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Dicas essenciais para a sua próxima entrevista de emprego

      
dicas para entrevista de emprego
Para que não sejas surpreendido durante a entrevista  |  Fonte: iStock

Mesmo depois de várias entrevistas de emprego, muitos candidatos continuam a não saber como se devem preparar ou agir. O aumento da ansiedade, a falta de confiança, e o nervosismo são alguns dos sentimentos negativos que invadem a véspera da entrevista. Sem alguns cuidados prévios, facilmente cometemos erros que podem passar a impressão errada ao recrutador e que acabam por nos desqualificar. Quanto mais preparação, mais conforto e confiança sentiremos no momento da entrevista. 

Para ser contratado não basta ter um bom currículo; o nosso comportamento antes, durante, e depois de uma entrevista de emprego é tão ou mais decisivo. Existem técnicas e princípios fundamentais que, ao serem adotados, aumentam a probabilidade de sucesso. Assim, confira todas as dicas que escrevemos para si neste artigo, e evite os erros mais comuns que os candidatos cometem numa entrevista de emprego.

  1. O que fazer antes da entrevista de emprego

A base do sucesso está nos seus bastidores; isto é, na preparação e/ou planeamento da entrevista. Este é talvez o momento mais importante para o candidato e, igualmente, aquele que por norma é mais desvalorizado. Preparar-se adequadamente para um entrevista de emprego envolve as seguintes etapas:

  • Pesquisar extensivamente sobre a empresa, o cargo e as suas qualificações

Em primeiro lugar, é fundamental conhecer bem a empresaque está a contratar. Para tal, não basta saber o nome da mesma ou o mercado em que atua. É necessário que entenda muito bem quais os serviços e produtos que esta oferece, os seus principais projetos, clientes, concorrentes, entre outros. Ao fazê-lo, irá ter uma melhor contextualização para justificar a sua contratação como sendo uma mais-valia.

Em seguida, é também importante entender realmente qual o perfil profissional para o qual se candidata. Isto é, qual a necessidade da empresa em preencher a vaga em questão e quais as expectativas inerentes à mesma. Que competências, qualificações e experiência serão adequadas? O que se espera do profissional que irá preencher a vaga? Como será um dia de trabalho neste emprego? Para além de o ajudar a fazer uma ligação entre o seu perfil e o perfil desejado, irá também contribuir para elaborar algumas perguntas de esclarecimento que deverá colocar durante a entrevista.

Por último, o auto-conhecimento. Trata-se de saber quais as suas qualificações e experiências que poderão ser uma mais-valia tendo em conta a empresa e o perfil procurado. Isto é, conseguir resumir o que mais de importante consta no seu currículo de acordo com o que a empresa pretende para preencher a vaga disponível. 

  • Identificar potenciais perguntas e preparar histórias relevantes 

Há determinadas perguntas que certamente lhe serão colocadas durante a entrevista, seja para iniciar ou manter o diálogo, seja para avaliar a sua reação ou comportamento. Por exemplo, “Fale-nos um pouco sobre si”, “Porque o devemos contratar?”, “Quais os seus pontos fracos?”, “Quais são os seus pontos fortes?”, entre outros. São as chamadas perguntas frequentes. Conseguir não só identificá-las, como também elaborar respostas objetivas às mesmas, é meio caminho para o sucesso.

Assim, mais do que enumerar competências ou conhecimentos, importa antes descrever experiências passadas e demonstrar, através de exemplos, como efetivamente é capaz de atuar em contexto de trabalho. Ao dar um exemplo da sua experiência profissional anterior, concentre-se em como o uso dessa habilidade trouxe sucesso à empresa. Por exemplo, ao referir que é um gestor de projetos qualificado, pode dar exemplos de projetos que geriu no passado. Explique como os mesmos foram concluídos no prazo e ajudaram a empresa a ganhar e/ou a economizar dinheiro.

Se for entrevistado para um trabalho que exige habilidades de escrita, forneça uma amostra do seu trabalho ou portfólio. Outra forma de demonstrar as suas qualificações é explicar ao entrevistador o que espera realizar durante os seus primeiros 30 ou 60 dias de trabalho. Ao fazê-lo, oferece uma visão do volume e tipo de trabalho que será capaz de alcançar.

  • Praticar o seu discurso e linguagem corporal

Reserve tempo para praticar as suas respostas às perguntas frequentes do recrutador. Isso ajudará a ficar menos nervoso, pois não será apanhado de surpresa durante a entrevista. Simule a mesma com um amigo ou familiar, pedindo feedback sobre o seu desempenho. Poderá também gravar o momento para identificar aspectos a melhorar. Tente realizar a simulação no mesmo formato da entrevista real. Por exemplo, se for uma entrevista por telefone, peça a um amigo para lhe ligar. Se for uma entrevista em painel, peça a alguns amigos que formem um painel. 

Para além do discurso, analisar a sua linguagem corporal e comportamento é também muito importante. Lembre-se de cumprimentar o rececionista, o entrevistador, e todos aqueles com quem contactar, de forma educada, agradável e entusiasta. Faça-o com firmeza e mantenha o contato visual enquanto articula as suas ideias. Preste atenção ao que o recrutador pergunta ou comenta, e mostre-se interessado. Isso é algo em que pode trabalhar numa fase de preparação, durante as simulações com os seus amigos ou familiares.

  • Cuidar da sua aparência visual

A sua aparência visual é de extrema importância para o recrutador. Não é favorável entrar numa entrevista a mastigar uma pastilha ou a beber um sumo. Excesso de perfume ou vestir-se desadequadamente também não ajudam. Fazer chamadas pelo telemóvel, ou ouvir música enquanto espera, pode fazer com que perca a sua oportunidade mesmo antes de cumprimentar o recrutador. Comporte-se com seriedade, aparentando que está totalmente focado e interessado na entrevista.

Tenha a sua roupa pronta para vestir de forma antecipada, para que não precise pensar mais nesse assunto enquanto se prepara. Seja razoável e adeque o seu vestuário a cada situação. Por exemplo, ao vestir-se para uma entrevista mais formal, como um gestor de banco ou consultor de negócios, use fato, camisa e gravata. Caso se trate de um ambiente mais casual, como uma loja ou restaurante, pode usar uma blusa ou camisola, no entanto, e ainda assim, é importante estar limpo e asseado, apresentando uma imagem positiva ao empregador. Também é aconselhável pensar na sua maquiagem e acessórios, pois não convém usar algo muito brilhante ou excêntrico que distraia o empregador.

  • Organizar o que será necessário levar para a entrevista 

É importante saber onde e quando se realizará a entrevista, confirmando com a pessoa responsável. Dessa forma, evitará atrasar-se. Use o Google Maps ou outro aplicativo para obter instruções de como chegar ao local, onde estacionar o carro, etc. Se tiver tempo, é uma boa ideia praticar um ou dois dias antes da entrevista. 

Igualmente, saiba o que levar. Poderá ser útil um portfólio com cópias extras do seu currículo, uma lista de referências, uma lista de perguntas a serem feitas ao entrevistador, ou mesmo folhas para escrever e/ou tirar apontamentos. Contrariamente, não será adequado levar o telemóvel ligado (ou pelo menos com som), pois caso receba uma chamada a meio da entrevista causará uma má impressão para o recrutador.Assim, organize o material necessário com antecedência, preveja bastante tempo de viagem para não se atrasar, e apareça preparado para se envolver na conversa.

  1. O que fazer durante a entrevista de emprego

Este é o momento da verdade, em que estará olhos nos olhos com o seu potencial empregador. Assim, será importante: 

  • Chegar cedo e apresentar-se

Seja pontual e gentil. Chegar 20 a 30 minutos antes da entrevista é o ideal, pois terá tempo para se familiarizar com o local e mostrará responsabilidade ao recrutador. Ao chegar, apresente-se na receção e cumprimente as pessoas com quem se cruzar. Sorria e pergunta como lhes está a correr o dia - esta é uma ótima técnica para mostrar empatia, libertar o nervosismo e ganhar confiança.

  • Causar uma boa primeira impressão

Os recrutadores estarão mais propensos a contratá-lo devido ao que sentem sobre si do que propriamente ao que diz ou demonstra no currículo. Eles querem ter a certeza que terão gosto em trabalhar consigo, daí ser importante causar uma boa primeira impressão. Para tal, e no momento de cumprimentar o seu entrevistador, ofereça-lhe um forte aperto de mão, um sorriso, um contacto visual constante, e um tom de voz amigável. Isto é, o mais importante neste primeiro contacto, aquando o início da entrevista, passa sobretudo por mostrar interesse, confiança, entusiasmo e energia. 

  • Tirar partido da linguagem corporal

Mais do que saber responder a todas as perguntas, a sua postura corporal e a forma como se mantém na frente dos recrutadores é fundamental. Acene com a cabeça à medida que escuta ativamente, incline-se ligeiramente em direção ao entrevistador, com o peito para a frente, os ombros arqueados para trás, e os braços repousados. Isso faz com que preencha espaço, peça atenção, demonstre confiança, interesse e entusiasmo. Quanto ao seu sorriso, faça-o de forma pontual e natural, caso contrário irá parecer que está a ser falso para com o discurso do entrevistador.

  • Falar e comportar-se adequadamente

Tenha cuidado no modo como fala sobre os seus supervisores, colegas de trabalho ou empresa anteriores. Certifique-se de que seus comentários permanecem positivos ou neutros ao falar sobre outras pessoas. Fazer comentários negativos sobre empregadores passados não é profissional e indica que pode fazer o mesmo futuramente. Os recrutadores estão à procura de pessoas que sejam capazes de trabalhar em equipa. Manter-se positivo durante o processo de entrevista mostrará que não está apenas qualificado para o trabalho, mas também que ajudará a criar um clima organizacional favorável.

Por outro lado, saiba ouvir o recrutador e não se sobreponha. Deixe o discurso fluir tranquilamente para não gaguejar ou dar erros, respire fundo, e, em caso necessário, use algum tempo para pensar antes de responder às perguntas. Mostre paixão pelo trabalho, seja claro e objetivo relativamente às suas habilidades e experiência para o cargo em questão. Faça perguntas relevantes sobre a empresa e/ou o emprego, e seja flexível caso lhe proponham desafios inesperados. Não seja arrogante, nem queira dar a entender que pode fazer tudo; ao invés, seja gentil e honesto consigo mesmo, mostrando sinceridade e humildade perante as suas capacidades e limitações.

  • Agradecer a oportunidade e perguntar pelos próximos passos 

No final da entrevista, não se esqueça de agradecer pela oportunidade em participar da entrevista, e termine com uma frase concisa que reforce o seu interesse e valor acrescentado para o emprego. Pergunte sobre os próximos passos a realizar e despeça-se com um sorriso e um forte aperto de mão.

  1. O que fazer após a entrevista de emprego 

Após a realização da entrevista, resta-lhe apenas realizar duas acções finais:

  • Agradecer novamente pela oportunidade

Agradeça novamente a oportunidade que teve em participar na entrevista, idealmente entre 24 a 48 horas após a sua realização, e mantenha-se disponível para futuros esclarecimentos. Tal atitude demonstrará gratidão e interesse.

  • Manter-se atualizado quanto à candidatura

Verifique o seu e-mail, telemóvel ou correio de forma regular para saber o resultado final da candidatura. Aguarde-o de forma serena. Caso não obtenha qualquer informação após o prazo combinado na entrevista, entre novamente em contacto com os recrutadores.

  1. Erros comuns a evitar

Seja numa entrevista presencial ou online, e mesmo com alguma prática, há sempre erros comuns que a maioria dos candidatos cometem. No entanto, com uma maior preparação e conhecimento antecipado, os mesmos podem ser evitados. Assim, partilhamos uma lista com os principais erros cometidos numa entrevista de emprego:

  • Não ter informações sobre a empresa e o emprego em questão;

  • Não manter o contacto visual com o recrutador, cruzar os braços, não sorrir, nem mostrar entusiasmo;

  • Deixar o telemóvel ligado e com som;

  • Ser arrogante ou falar negativamente sobre o último emprego;

  • Não colocar perguntas sobre o emprego em questão;

  • Desculpar-se que está nervoso ou demonstrar que está desesperado pelo trabalho;

  • Demonstrar falta de humildade e honestidade perante as suas capacidades e limitações;

  • Tratar o recrutador como um familiar ou amigo;

  • Chegar atrasado;

  • Usar roupas demasiado coloridas ou uma aparência demasiado extravagante.

Conclusão

Não existindo uma receita única para ser bem sucedido numa entrevista de emprego, há elementos essenciais que aumentam a probabilidade de convencer o recrutador a contratá-lo. Entre eles, destacam-se a aparência visual, a comunicação verbal e não-verbal adequadas, a primeira impressão, a confiança, o interesse e o entusiasmo demonstrados. Mas, mais do que saber comunicar as suas habilidades ou sentir-se extremamente confiante, o segredo do sucesso passa essencialmente pela preparação e planeamento antecipados. Só assim será possível prever os diferentes cenários e questões que o recrutador possa colocar, e igualmente evitar os erros frequentes que a maioria dos candidatos comete. Tem experiência enquanto recrutador e/ou candidato? Já participou em alguma entrevista de emprego? Deixe as suas dicas nos comentários!



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.