text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Trabalhadores com salários mais baixos são mais felizes, aponta estudo

      
Crédito: Ojo Fotos
Crédito: Ojo Fotos

 

Embora a lógica diga que os salários mais altos geram funcionários mais felizes, a ciência aponta o contrário. De acordo com um estudo realizado pela consultora Leadership IQ, em Atlanta, nos Estados Unidos, as pessoas com baixo rendimento laboral – e, em consequência, pagamentos inferiores – geralmente são mais felizes do que aquelas que apresentam um alto desempenho no seu trabalho.

 

» 5 maneiras inconvencionais de ser feliz no trabalho
» 5 maneiras inconvencionais de ser feliz no trabalho
» 6 razões para não te candidatares a qualquer vaga de emprego

 

A pesquisa baseou-se na análise de 207 empresas que mantinham registos das avaliações de desempenho e empenho dos seus funcionários. Os dados revelaram que em 42% das empresas, os funcionários de baixo rendimento mostravam-se mais entusiasmados e satisfeitos com o seu emprego. Já nos 58% restantes não se registou essa disparidade, uma vez que as pontuações eram similares para todos os trabalhadores.

 

Segundo Mark Murphy, diretor da empresa que realizou a pesquisa, os resultados podem ser atribuídos ao facto dos empregados com pior performance geralmente concluírem os seus trabalhos mais rapidamente, além de serem menos pressionados pelos seus chefes, o que geraria menos stresse e mais gosto pela vida profissional e pessoal. Por outro lado, aqueles que apresentam maior rendimento ficam em geral até tarde a corrigir o trabalho de outros e sentem-se acuados pelos seus superiores.

 

Outro ponto analisado na pesquisa foi o nível de empenho do funcionário com a empresa. Uma das perguntas da experiência foi “estou motivado para dar 100% de esforço ao meu trabalho? Os resultados indicaram que, numa escala de sete pontos, os trabalhadores com baixos rendimentos comprometiam-se a um nível de 5,99 pontos, enquanto que os de maior desempenho alcançaram apenas 5,36 pontos. Além disso, os primeiros eram mais propensos a recomendar a empresa como um bom lugar para se trabalhar.

 

Por fim, o estudo sugere que quem tem baixo rendimento no trabalho não sabe que é classificado dessa maneira e, na maioria dos casos, o seu desempenho prejudica o resto dos trabalhadores gerando, por vezes, o desejo de abandonar o trabalho, por parte dos colegas.

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.